sábado, 21 de fevereiro de 2015

CAINDO DE MADURO

Perdão pelo trocadilho óbvio e nada original, mas parece que é isto o que está acontecendo na Venezuela. O presidente Nicolás Maduro está tão desesperado que agora manda prender, com toda a truculência possível, um prefeito da oposição que não tinha grandes poderes reais. Enquanto isto, a inflação dispara, a violência aumenta e falta de tudo nos supermercados. Já faltava há cinco anos, quando estive em Caracas pela última vez. Naquela época Chávez ainda nem estava oficialmente doente, mas o clima de fim de festa já era palpável nas ruas. Aconteceu por lá algo parecido com o que se passou por aqui: Maduro foi eleito por uma margem estreita de votos, e provavelmente teria perdido se a eleição fosse um mês mais tarde. Sem real apoio popular e sem nenhum talento administrativo, o presidente ainda enfrenta a queda no valor do barril de petróleo e uma população cada vez mais descontente. No fim do ano ocorrerão eleições legislativas, mas o chavismo é pródigo em inventar manobras que garantam sua vitória no tapetão. Só que a política divisiva inventada pelo falecido caudilho, o popular "nós contra eles", só dá certo quando se dispõe de ampla maioria. Quando está pau a pau, como agora, o risco de explosão é enorme. Que o Brasil não siga pelo mesmo caminho.

3 comentários:

  1. Por mais que a nossa imprensa e seus lacaios torçam por isso, o Brasil não seguirá o mesmo caminho da Venezuela.
    Só faltou usar o termo "bolivariano" no texto. Parece que só a América Latina, governada pela esquerda, tem problemas. Os outros países do mundo são perfeitos. A ida para esses outros países perfeitos é livre. Aproveitem, antes que a ditadura capenga petista tolha seu direito de ir e vir.

    ResponderExcluir
  2. O que eu não entendi na história é: presidente na Venezuela pode mandar prender? No Brasil alguém só pode ser preso em flagrante ou com ordem judicial. Se isso mudar, aí sim podemos começar a ter medo.

    ResponderExcluir
  3. Olha Tony, o Maduro ta mal, muito mal. Mas comparar a situação da Venezuela com a do Brazel é um pouco demais né? Quantos prefeitos do PSDB/DEM etc já foram presos sem processo judicial pela Presidenta do Brasil na semana passada? Quantos sabores de iogurte ainda se acha nas prateleiras dos supermarchés brasilenhos?

    ResponderExcluir