quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

BIBI SITTER

Israel terá eleições em março, e também a chance de varrer o Likud do poder. Esse partido de direita, aliado a outros menores ainda mais direitistas, é um dos principais entraves à paz no Oriente Médio hoje em dia, com sua política de construir assentamentos em territórios palestinos e sua inlfexibilidade na mesa de negociação. Não gosto do primeiro-ministro Benyamin Netanyahu, mas achei engraçado esse comercial que ele está veiculando na TV israelense. A peça faz piada com o apelido do cara, Bibi, e trata os eleitores como crianças precisando da vigilância de um adulto responsável. Mas é menos ofensiva à inteligência do que a comida desaparecendo da mesa do trabalhador, como tivemos na nossa campanha eleitoral do ano passado. Cheguei a esta propaganda através do blog do Diogo Bercito, da Folha, que por sua vez a encontrou no Conexão Israel. Para quem se interessar, lá tem mais comerciais legendados - alguns bem irônicos.

8 comentários:

  1. O mio babbino caro
    Adonai

    ResponderExcluir
  2. O comercial israelense é muito bom mesmo, o que mostra que os marqueteiros e padrinhos cada vez mais serão fator de desequilíbrio em qualquer eleição, de qualquer lugar.
    Mas aquele da comida sumindo da mesa foi sensacional: simples, direto e eficaz. Viva a presidenta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simples, direto, eficaz... e mentiroso. Dilma venceu e fez exatamente aquilo que dizia que seus adversários iriam fazer.

      Excluir
    2. A publicidade não é a arte de vender, ainda que se venda ilusões?
      Será que a Brastemp é mesmo superior às demais? Será que aquela carne que o Tony Ramos "vende" é insuperável em qualidade e sabor? Será que o jornalismo da Globo é isento e imparcial, como dizia Bonner naquelas peças a respeito do aniversário da emissora?
      Para ficarmos em política, será que a Marina Silva era mesmo a nova política, mesmo sendo um monte de arremedos de direita e esquerda muito mal costurados? Será que o Aécio com seu choque de "jestão" e medidas impopulares salvaria o Brasil como salvou (#soquenao) MG?
      PS1: As eleições acabaram em outubro. Supere. Aguarde 2018 ou pegue o atalho do "impitiman".
      PS2: Se a Dilma adota o programa dos derrotados, aqueles por quem você torcia, considere-se vencedor.
      PS3: Que político cumpriu fielmente suas promessas de campanha? Indique-me um, que eu agradeço antecipadamente.

      Excluir
    3. Esses políticos... http://globotv.globo.com/rede-globo/sptv-2a-edicao/v/governador-geraldo-alckmin-diz-que-nao-vai-faltar-agua-na-torneira/3678185/

      Excluir
  3. Os assentamentos ilegais de Israel na palestina provam o quanto a ONU continua completamente ausente e ineficaz na região. Lamentável!

    ResponderExcluir