quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

YVES X SAINT LAURENT

Já aconteceu de dois atores serem indicados a um prêmio por um mesmo personagem. Anthony Hopkins e Frank Langella, por exemplo, interpretaram Richard Nixon em filmes diferentes, e receberam indicações ao Oscar de melhor ator. Só que foi em anos diferentes. O que acontece nos Césars deste ano é inédito. Os finalistas ao "Oscar do cinema francês", como o prêmio é chamado no Brasil, foram revelados hoje, e há um congestionamento de Saint-Laurents. "Yves Saint Laurent", a cinebiografia do estilista que saiu no começo do ano passado, recebeu sete indicações. Já "Saint Laurent", lançado no final do ano, conseguiu dez. Inclusive duas preciosas que seu rival não emplacou: melhor filme e melhor diretor. Mas ambos os longas foram lembrados nas categorias melhor ator e melhor ator coadjuvante, e pelos mesmíssimos personagens - Yves e seu marido/empresário, Pierre Bergé. Pena que não haja muito suspense nesse combate. A Academia francesa deve favorecer o segundo filme, que teve críticas melhores e foi o escolhido pela França para representá-la no Oscar. Não rolou, mas há algumas coincidências entre as duas listas: "Timbuktu", Marion Cotillard por "Dois Dias, Uma Noite" e o documentário "O Sal da Terra", sobre Sebastião Salgado. A premiação será dia 20 de fevereiro, e que vença o melhor costureiro.

2 comentários:

  1. Só assisti ao primeiro, e achei chato e - com o perdão do trocadilho - mal costurado.

    ResponderExcluir
  2. Caro Tony, situação cinematrográfica, no mínimo curiosa.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir