quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

RELIGIÃO 007

A melhor sequência do filme "Êxodo: Deuses e Reis", ainda em cartaz, é a das dez pragas do Egito. É até mais impressionante do que a abertura do mar Vermelho, porque os flagelos são mostrados com o máximo de realismo. Chega a ser divertido ver os "malvados" egípcios sofrendo debaixo de toneladas de sapos e moscas. Mas a última praga não me caiu bem. Claro que eu sabia do que se tratava, porque conheço o que diz a Bíblia. Mas vê-la a cores na tela grande me revirou o estômago. Para punir os algozes dos hebreus, Jeová mata os filhos primogênitos de todas as famílias. Inclusive o herdeiro do faraó, um bebê de colo. É preciso lembrar que na Antiguidade existia o conceito de culpa familar: se o pai cometia um crime, era perfeitamente aceitável que filhos e netos pagassem por ele. Mas esta passagem bíblica tão violenta é um exemplo perfeito de como o Antigo Testamento não pode servir de guia espiritual para quem vive no século 21. Ele defende uma moral datada, que não se encaixa no mundo multicultural e quase integrado onde estamos hoje. O massacre dos primogênitos também me fez concluir outra coisa. O judaísmo é a mais antiga das três religiões abrâmicas, que nasceram no Oriente Médio e descendem todas da tradição do patriarca Abraão (as outras duas são o cristianismo e o islamismo). E Moisés, o personagem central do Êxodo, é tido como o codificador da fé judaica. Pois ele também lançou uma ideia que permeia até hoje essas três grandes religiões e que, no frigir dos ovos, é responsável pelo ISIS, pelo ataque ao "Charlie Hebdo" e pelos massacres na Nigéria. A noção de que Deus quer que o fiel mate o infiel. Não importa que seja uma criancinha inocente que ainda não saiba nada de coisa nenhuma: se ela está do lado infiel, é um alvo válido. Esse paradigma é puramente abrâmico e tem a ver com a conturbada geopolítica da chamada "Terra Prometida", desde sempre disputada por muitas tribos diferentes. Deus torce por nós; Deus nos manda eliminar nossos inimigos, porque nós somos o povo escolhido. Religiões de outros lugares do mundo, como o budismo, o confucionismo ou o hinduísmo, não dão a seus seguidores esse caráter de agente 007,  que tem licença para matar. Não estou tentando eximir os fundamentalistas de nenhuma culpa. Milhões de outras pessoas nasceram e cresceram na mesmíssima cultura que eles, e nem por isto saem por aí atirando em cartunistas. Mas acho que a reflexão é interessante. As raízes do terrorismo islâmico estão lááá atrás, na escravidão dos hebreus pelos egípcios. Um fato que até hoje não foi cientificamente comprovado, veja só.

47 comentários:

  1. Mas talvez essa seja a diferença fundamental entre o Cristianismo e o Islã, na atualidade. Ninguém mais leva essas partes mais sanguinárias da Bíblia ao pé da letra, e vc não vai ver nenhum padre ou pastor pedindo morte aos infiéis. O mesmo não acontece com o Islã, onde imãs, muitos deles baseados na Europa, pedem exatamente isso, abertamente. E é nesses preceitos arcaicos que Isis e congêneres se baseiam, e eles não precisam de charges profanas para mostrar ao que vieram, vide as últimas proezas do "Boko Haram"...

    ResponderExcluir
  2. Contra os avanços das ciências(inclusive as humanas), só armas mantém vivos os deuses e profetas.
    Curioso que se você fica doente, quer se tratar pelo que há de mais moderno e avançado na medicina.
    Quanto aos direitos civis, queremos o que há de mais moderno e atual no Direito.
    Mas, quando se fala em dores existenciais, ainda que exista pensamento científico ultramoderno(ainda que pouco acessível), as pessoas recorrem a pensamentos surgidos há milênios atrás, vindos de pessoas de uma ignorância extrema, sem qualquer educação formal(que era quase inexistente), e que apenas repassavam às gerações seguintes seus medos e crendices...
    Pensamento milenar só é bonito no nome, porque, na prática, é do futuro que queremos nos servir.
    Somos tão mais inteligentes, cultos e preparados que nossos avós e bisavós, imagine se compararmos com antepassados de 50 gerações atrás...
    Ainda demora pra as religiões ficarem fora de moda, infelizmente...
    Até lá, às armas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amar o próximo como a ti mesmo é universal e atemporal...

      Excluir
    2. Pera, vc se acha mais inteligente, culto e preparado que Aristóteles, Michelangelo, Pitágoras, Kant etc?
      Pera2, há religiões que não querem o mais avançado na medicina e rejeitam até transfusão e outros que, mesmo dessa sua geração tão (cof) brilhante rejeitam vacina.
      Pera3, sem conhecimento baseado em experiência (arcaico segundo vc) nao existiria "educação formal".

      Excluir
  3. Jeová é um Deus extremamente violento, às vezes desequilibrado emocionalmente, quase psicopata no Antigo Testamento. E dái vem o Tamulde judaico, com suas agressões aos estrangeiros. E dái vem o Alcorão, com sua mensagem de paz e guerra santa. E daí vem o Novo Testamento, tentando suavizar a imagem dEle, mas prometendo o inferno aos infiéis. (Não precisa ser o lago de fogo, há várias formas de enviar alguém ao inferno). O Antigo Testamento é uma chusma de desmandos, violência, homicídios - a maioria mandada ou feita em nome de Jeová.
    Nenhuma religião abraâmica tem foco na integração. Quem difere de nós é o inimigo a ser batido, essa é uma das mensagens. E daí vem as jihad, as Inquisições, a xenofobia, e todo tipo de terror. Todos fundamentados no livro sagrado.
    Mas o extremista da religião é o pior burro que existe. Ninguém lê um livro de medicina escrito há mais de dois mil anos e se guia por ele. O fundamentalista, porém, consegue a proeza de querer viver como se vivia na Idade do Bronze.
    ****
    Tony, parece que comprovaram que a língua hebraica nasceu da língua egípcia antiga. Uma teoria diz que os hebreus foram expulsos do Egito porque os egípcios tiveram medo de serem dominados por eles. A velha vocação judaica de dominar o mundo, igual naquele desenho do Pinky e o Cérebro.
    As dez pragas, a abertura do Mar Velho, isso tudo é mitologia (igual à mitologia nórdica, greco-romana, e etc). O Gênesis foi escrito aproximadamente em 600 aC, narrando coisas que aconteceram 3. 000 anos antes. Não é pecado usar a imaginação. Pecado é acreditar na mitologia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os Romanos ralaram pra dominar o Egito, e n resistiram a buceta da Cleópatra. Vc acha q um povo provinciano ia dominar? Sim, eles querem sempre dominar, mas NUNCA na história conseguiram dominar lugar nenhum, nem Paris onde eles têm uma mão pesada. Eles são muito menos poderosos q parecem, eu moro em Paris, no bairro gay/judeu e dia dos ataques ninguém saiu de casa. Cadê o Jeová fodão nessas horas? A Bíblia é a mentira mais mal contada da história, são uns machistinhas q tem medo da evolução da sociedade, o oposto do antigo Egito.

      Excluir
    2. Fala sério cara, o povo hegeu dominar o Egito? Eles são muito pretensiosos, neguinho não viaja pra Berlin até hoje. A maior civilização q já existiu contra uns boçais.

      Excluir
    3. Gato, comprovaram até q cortar metade do pinto faz bem pra saúde. Eles são mentirosos natos, eu consigo comprovar até q vomitar o almoço faz bem.

      Excluir
    4. Dizem q eles são os verdadeiros chefões do tráfico de drogas e prostituição. Assim q eles tiram o capital pra fazer tanta merda pelo mundo.

      Excluir
    5. Eu disse que há teorias que dizem que os hebreus da época de Moisés queriam dominar o Egito, mas não disse que acreditava nela.
      Não dizem que os judeus são donos de todo o sistema bancário? Eu não duvido. Se a gente pensar bem, o que é verdadeiro: os EUA apoiam Israel, ou Israel manda nos EUA? Pelo menos, na Mídia americana eles mandam.
      O caráter violento e desequilibrado de Jeová explica e fundamenta todas as atrocidades que as religiões abraâmicas cometem em seu nome (seja Senhor, Alá, Aba, YHWH e por aí vai).

      Excluir
    6. "A velha vocação judaica de dominar o mundo". Essa frase é uma das maiores besteiras já escritas no blog do Tony.

      Tony, não digo que você escreveu, que fique claro isso. Apenas esse bla bla bla de "judeus dominam o mundo" me cansa.

      Abs,

      Felipe

      Excluir
    7. Felipe, compartilhe conosco o que o Talmud fala sobre os goiym (acho que se escreve assim), ou os gentios (coisa brega, palavra démodé). E se aquele pensamento maravilhoso a respeito dos não-judeus não for xenofobia nem desejo de dominar o mundo, talvez um dia Jeová lhes dê o mundo de presente, por serem um dos povos mais integrados e pacíficos do mundo. A Palestina manda abraços.

      Excluir
  4. Perfeito!!! É exatamente o q penso, os judeus são um povo extremamente vingativo e violento. Talvez o pior das 3 religiões, já que as outras aceitam convertidos e eles acreditam q tem q sair do "forninho" da mãe judia. Claro q Moisés mentiu, ele era um homem ruim, machista, quase mata o filho (freud explica), largou a mulher por uma mais nova, e tem outra coisa, compare Jerusalém com a antiga Babilônia, o povo de Israel sempre foi 'humirde', provinciano, caipira. A falta de 'iluminismo' intelectual leva as pessoas à crer q violência, vingança vale a pena. Eles estão cavando o próprio buraco, na minha opinião estão sendo usados, com sua fé cega em tudo o q vc falou o anti-semitismo vem crescendo e ano passado chegou ao ponto de vermos no twitter a hashtag absurda!!! #hitlerwasright Já vi um cara q brigou com um judeu numa agência de publicidade e a vida do cara foi totalmente destruída, um belo dia ele chega em casa e suas coisas estavam reviradas, seu computador tinha sumido e seu filho assassinado na mesma semana, coincidência? Pode ser, n estou acusando ninguém, mas a Mossad é muito atuante no Brasil e passa por cima de qq um q cruza seus planos estratégicos (de ter atores da sua comunidade em lugares importantes) para q uma comunidade tão pequena possa ter relevância e influência no mundo. O cristianismo tbm, toda sua história é manchada de sangue. Enfim, parabéns Tony! Vc acertou, as 3 religiões vão contra a evolução da sociedade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se judeus fossem vingativos o que seria da Alemanha hoje?

      Quanta asneira, ai ai. Vai estudar o judaísmo, o que aprendemos na escola desde pequenos, nós cantamos pela paz, esta é a música mais cantada em escolas judaicas (shir la shalom).

      Tony, não sabia que os seus leitores tivessem uma cabecinha tão pequena.
      Abs,

      Felipe

      Excluir
    2. Os palestinos se deleitam na paz enquanto alguns cantam shir la shalom.

      Excluir
  5. Pensa na Babilônia, mulheres delícia dançando qse nuas, libertinagem, avanço em todas as áreas (eles q ensinaram os judeus a escrever) agora pensa em Israel, mulher reprimida, terra do leite de cabra e criação de ovelhas. Ah fala sério né?! Pior só os mormons

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Israel, mulher reprimida?

      Te recomendo uma viagem para lá. Acho que você deve ser mais reprimido que elas.

      Abs,

      Felipe

      Excluir
    2. Fefo, darling, sua religião é controversa, como todas aliás.
      Deal with it.

      Excluir
  6. Tony, seu texto é capa de jornal. Essas mentiras do Moisés já causaram um preço alto a sociedade. Viva o antigo Egito!

    ResponderExcluir
  7. Outra coisa...existe uma corrente que acredita q Jeová é na verdade o Demônio.

    ResponderExcluir
  8. as 3 religiões tem q acabar, e vai ser esse século. Viva o homem! Deus é uma presunção.

    ResponderExcluir
  9. Concordo 10000% com a prisão do Dieudoné. Absurdo o q ele escreveu.

    ResponderExcluir
  10. Tony, vc foi perfeito. Existe uma onda nova de anti-semitismo. Lembra do Galliano? Chupa MOSSAD! Ele arrasou em Londres na segunda! Essa onda (pense Galliano) n tem NADA a ver com o neonazismo mas sim com o cansaço do chauvinismo, xenofobia, impunidade, arrogância e caipirismo dos Judeus.

    ResponderExcluir
  11. Não tem mais como defender o povo de Israel! Acabou! Eles causam o caos na sociedade, judeus só chegam 'lá' com a ajuda da MOSSAD todo mundo sabe. Sem ajudinha n rola né baby

    ResponderExcluir
  12. #hitlerwasright olha o buraco q eles estão cavando. Esse século promete, cara...a mossad tá mostrando as caras tem até menininha sabendo q eles n são de nada.

    ResponderExcluir
  13. Bíblia e religião são tão temas tão complicados. Eu li a Bíblia e tudo, mas para mim esses acontecimentos não tem sentido. Se Deus é o pai de todos, não consigo entender porque ele castiga de forma tão cruel um grupo de filhos para vingar o outro. Já o Deus do novo testamento é completamente diferente. Ele converte assassinos, ressuscita os mortos e pede para nós amarmos os nossos inimigos, mas não evita o próprio sofrimento. Dizem que ele sofreu para salvar o mundo, mas o mundo continua a mesma merda, com assassinatos, doenças e catástrofes acontecendo todo dia. E se Deus pode tudo, porque ele não encontrou outro meio de salvar a humanidade sem ter que causar o sofrimento de seu filho amado. Até porque Jesus sofreu à toa, o mundo está cada vez pior.

    ResponderExcluir
  14. Lembra quando o Bush extinguiu o Habbeas Corpus? pois bem, como sociedade estamos pior que Roma.

    ResponderExcluir
  15. Eu defendo o direito de Israel de existir e deles ocuparem aquele território mas pera aí, apagar mulheres de uma foto? Estou esculhambando as 3 religiões nas redes sociais.

    ResponderExcluir
  16. Tony, mudando de assunto, olha isso: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=911780135535260&set=a.256459894400624.59641.100001098451269&type=1&theater

    Não imagino como deve ser ouvir isso da própria mãe.

    ResponderExcluir
  17. O mio babbino car
    Curto e Grosso, acredito que a responsável pelo ISIS é a estupidez mesmo.

    ResponderExcluir
  18. faz 40 anos que aceleramos pra traz. As conseqüências ficaram mais visíveis agora, veja sua amiga Marilia Pereira J. xingada de puta pq escreveu um artigo engraçado, taí o século XXI pra vc.

    ResponderExcluir
  19. Tem alguma coisa estranha nesses comentários, estão por demais homogêneos e concordativos..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguns são nitidamente de um mesmo cara, apesar de estarem assinados com nomes diferentes. E trata-se de um antissemita.

      Excluir
    2. Verdade, e o anti-semitismo anda à solta por aqui...Os judeus são culpados de tudo, tudo obra do Mossad (acho que até os raios que caem aqui são obra do serviço secreto israelense), entretanto nenhuma palavra sobre as últimas proezas do fundamentalismo islâmico, como o uso de crianças bomba na Nigéria, ou o garoto que executa prisioneiros...Ah, mas os judeus devem estar por trás disso, esses pérfidos...

      Excluir
    3. Eu não era a favor do estado de Israel, hoje sou. Cheguei a conclusão q por serem expulsos de muitos países e perseguidos eles tem o direito aquele pedaço de terra q originalmente era deles, eu não sou anti-semita, eu não duvido nada que a igreja católica (sempre low profile) tbm tenha uma polícia secreta e cometa atrocidades, escrevi essas besteiras pq os eventos da semana passada provaram q temos combater a irracionalidade da religião (das 3) caso contrário corremos um sério risco de voltar pra idade média.

      Excluir
  20. Sim, estou escrevendo umas besteiras, mais pra ver o q o povo responde. Se alguém responde com ódio religioso, mas não sou anti nada, sou anti a morte apenas. E n preciso atacar o Islamismo porque mesquitas já estão sendo atacados, são comentários estranhos mas é só pra ver a reação se é que faz sentido...talvez n faça, estamos todos muito abalados nesse momento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poderia parar de atacar o português...Já seria um bom começo.

      Excluir
    2. Você é definitivamente anti-semita.

      Abs,

      Felipe

      Excluir
    3. Pelo contrário...Acho todas as outras religiões monoteístas muito piores, e sem dúvida o judaísmo foi a religião mais perseguida, mas nesse momento quero criticar, provocar. Pra provar q o Tony e outros q fizeram a mesma observação estão certos, os monoteísmos seguem os mesmos dogmas.
      E fica dica, n falo o q penso da religião muçulmana pq eu tbm tenho medo.

      Excluir
  21. Olá Tony Goes! Eu já fui católico, mmas hoje tenho pavor a todas as religiões.
    A estupidez está presente em todas elas, inclusive entre as não abraânicas (é assim que se escreve?) e entre os seus seguidores. Hindus também não matam por religião?
    Acabe de ler um post noo blog de um católico praticante, Reinaldo Azevedo, defendendo o direito de uma escola infantil discriminar um transexual na hora de contratar um professor. O argumento "o que será das nossas criancinhas?" me cansa, me desanima. Eu gostaria de saber escrever tão maravilhosamente quanto vc para expressar meu desânimo.
    Depois, se tiver estômago, dá lá uma olhadinha.
    Um abraço e obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O texto do Reinaldo Azevedo é mesmo abominável.
      Um ataque à liberdade sexual.
      Diz ele: "o diretor de uma escola infantil poderia ir para a cadeia caso julgasse inconveniente contratar um travesti para dar aula no primeiro ano do ensino fundamental. Alguém indagará: “Mas o Jurandir que se apresenta como Gislaine não pode ser a tia da escolinha?”. Acho que rende um bom debate, mas, em princípio, defendo que os estabelecimentos privados de ensino sejam livres para contratar e para demitir segundo os seus valores, sem ter de provar que não são criminosos."
      Lamentável!

      Excluir
    2. A visão do Reinaldo não tem nada a ver com a religião dele. Ele é de direita e na direita o pensamento é este.
      Gays que se amam evitam de ler blogs hospedados na Veja.

      Excluir
  22. Achei de tamanha ignorância este post... Não entre em quesitos religiosos, não é sua praia, nós sabemos. Mantenha-se com uma visão de roteiro, seria mais inteligente da sua parte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ignorante falando que existe ignorância onde visivelmente não há. Seria interessante apontar os trechos onde predomina a tal ignorância na sua visão.

      Excluir
    2. Por exemplo uma foto semi nu no perfil, não me instiga nem um pouco a dialogar com vc!

      Excluir
  23. Já vi post equivocado e comentários indigentes nesse blog. Mas dessa vez vocês se superaram. Vai ser difícil chegar ou ultrapassar o mesmo nível de sorvete na testa. Depois se espantam com o resultado do Enem. Parabéns a todos os envolvidos.

    ResponderExcluir
  24. Não sei se alguém já mencionou (não li todos os comentários), mas o que se entende pelo massacre do inocentes teria sido, de fato, um infortúnio causado pelo desequilíbrio ambiental da época. A primeira cevada, ou o primeiro trigo, eram oferecidos aos primogênitos. Este era um costume eminentemente egípcio. Segundo alguns especialistas no assunto, provavelmente a contaminação por algum fator patogênico teria ocorrido no armazenamento dos alimentos (talvez um fungo) que se formara na superfície do volume acumulado. Logo os primeiros a comerem, morreriam. Fez sentido pra mim. Eis onde quero chegar: na falta de conhecimento científico do período em questão. As pessoas tentam entender o que se passa, buscar um significado. A religião sempre foi um tapa-buraco neste sentido. E quanto maior o buraco a ser tapado, mas demanda por significações místicas.
    De minha parte, não me considero seguidor de nenhuma fé, atualmente. Embora acredite que, como se dizia nas sábias (isto mesmo, sábias!) palavras contidas no Livro das Cantigas de santa Maria (pasmem! Quem não conhece se surpreenderia) iluminadas pelo PRINCÍPIO ISLÂMICO de busca incondicional pelo conhecimento, milagre é "Física Asconduda" (Física desconhecida, em português medieval). Ou seja, nossa conjuntura nos força a uma sentença definitiva que separa a fé da ciência, graças ao fundamentalismo religioso islâmico, cristão e judaico. Mas, nem sempre foi assim (quem diria cavar um exemplo na Idade Média). Se quisermos fazer uma análise definitiva sobre qualquer fé, seria melhor buscarmos sempre o conhecimento, do berço ao túmulo, como disse Maomé.

    ResponderExcluir