terça-feira, 27 de janeiro de 2015

O CAZUZA PORTUGUÊS

De vez em quando eu deixo o iPod em modo aleatório, e aí afloram músicas das quais eu nem lembrava mais. Foi o caso de "Canção de Engate", um autêntico hino à pegação gay que se tornou um dos maiores hits de todos os tempos em Portugal. Mas não aqui no Brasil: António Variações nunca se tornou conhecido no além-mar. Talvez por ter morrido (de AIDS) em 1984, uma época em que o contato cultural entre os países lusófonos era ainda mais pobre do que é hoje. Variações tinha esse nome por causa de sua primeira banda, António & as Variações, mas assumiu o novo "sobrenome" com gosto. Achava adequado para um artista que não se prendia a nenhum gênero, e isto quando ainda nem se falava em diversidade. Teve uma carreira curta na qual regravou até fados de Amália Rodrigues, mas seu impacto no pop português é sentido até hoje. "Canção de Engate" foi regravada por lá inúmeras vezes, inclusive pela banda Delfins. Ainda falta um cover brasileiro.

7 comentários:

  1. Existe uma música do Cazuza que diz: 'meu coração portugues sentimental...', também tem Amália Rodrigues, citada neste post, e este país foi 'colonizado' por eles, enfim, quero dizer com isso que amei conhecer Antonio Variações, ouvi a versão da banda Delfins e conheci outra, fazendo esta mesma versão, Os Auroras, cantando lindamente esta música que já me pegou pelo refrão lindo:
    "Vem que o amor
    não é o tempo
    nem é o tempo
    Que o faz
    Vem que o amor
    É o momento.
    Em que eu me dou
    Em que te dás"
    Meu caro Tony Goes, Antonio era um ser luz, um anjo maldito e necessária passagem pela terra, pois precisava nos dizer e cantar o que necessitamos para nos conhecermos melhor, para vivermos melhor, para amarmos melhor:
    "não consigo dominar
    Este estado de ansiedade
    A pressa de chegar
    P'ra não chegar tarde
    não sei de que é que eu fujo
    Sera desta solidão " (Estou além).
    Acho que me apaixonei, preciso ver todas as coisas que ele disse, que ele cantou...provavelmente não vá conseguir, mas hoje tive uma grata surpresa, um feliz encontro, conheci Antonio Variações. Obrigado.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha ouvido falar. Gostei.

    ResponderExcluir
  3. Também não conhecia; virei fã, achei genial.

    ResponderExcluir
  4. Bom , tirando a voz saqueada, eu gosto muito do Luis Capucho, e acho q ele tem umas letras muito legais tb.

    ResponderExcluir
  5. É por isso que eu ainda não tirei esse blog dos favoritos.

    ResponderExcluir
  6. A versão dos Delfins é ótima. Canção do engate nunca deixou de tocar, nos 10 anos que morei em Portugal.

    ResponderExcluir