domingo, 11 de janeiro de 2015

EU SOU NUVEM PASSAGEIRA


Uma atriz famosa é convidada a participar da remontagem da peça que a lançou para o sucesso, há mais de 20 anos. Só que agora querem que ela faça o papel da mulher madura, não o da jovem espevitada que fez antes. A atriz entra em crise. Esse argumento com potencial melodramático parece um mash-up de "A Malvada" com "As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant", e daria um filme explosivo nas mãos de Almodóvar. Mas a ideia partiu da comedida Juliette Binoche, e ela chamou o diretor Olivier Assayas para desenvolvê-la. O resultado é "Acima das Nuvens", uma meditação sobre a passagem do tempo com boas doses de humor, mas que nunca resvala para o transbordamento emocional. Talvez o filme seja suíço demais: a plácida paisagem dos Alpes parece contaminar a protagonista, que nunca deixa vir à tona o turbilhão que deve estar sentindo por dentro. Juliette está perfeita como sempre, mas eu me surpreendi com as americanas Chloë Grace Moretz e, principalmente, Kristen Stewart. Ela lembrava um zumbi com sono na "saga" (eca) "Crepúsculo", mas aqui está bem acordada. "Acima das Nuvens" é um filme esquisito e um pouco longo, mas não chega a ser chato.

4 comentários:

  1. Em 'Still Alice', a Kristen está mais zumbi-com-sono do que nunca. Mesmo tendo a Julianne Moore como mãe.

    ResponderExcluir
  2. Sabe q eu até gosto da Kristen? Adorei ela em Na Natureza Selvagem e em Na Estrada, mas Crepúsculo é mesmo de doer...

    ResponderExcluir
  3. As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant <3

    ResponderExcluir