segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

PARTIU MAR VERMELHO


O mais divertido nessa onda de filmes bíblicos é ver como os roteiristas tentaram dar seus toques pessoais a narrativas conhecidas há mais de três mil anos. Em "Noé", colocaram bizarros Tranformers de pedra. Em "Êxodo: Deuses e Reis", as novidades não são radicais. Mas há um sábio na corte do faraó que justifica com argumentos científicos cada uma das pragas que assolam o Egito, ecoando alguns intelectuais modernos. E uma sacerdotisa cujas previsões acertam na mosca - mas peraí, será que não deveriam estar erradas, já que ela não cultua o deus de Israel? Ah, o deus de Israel... Dificilmente alguém dos dias de hoje se converteria a ele depois deste filme, porque ele mata bebês no berço para castigar os pais. É um deus cruel que manda mensagens dúbias incoporado num moleque de dez anos, mais uma gracinha inventada pelos roteiristas. Mas o buraco da questão é bem mais embaixo. Não existe um único registro egípcio a respeito da suposta escravidão dos hebreus, e olha que estamos falando de um povo que nos legou até rol de lavanderia. Tudo indica que a história de Moisés foi inventada bastante tempo depois do reinado de Ramsés, um dos maiores estadistas da Antiguidade e que no entanto é retratado pela Bíblia como um incompetente filhinho de papai. Mas vamos deixar a discussão teológica para lá e nos concentrar no espetáculo, que é o que o diretor Ridley Scott sabe fazer bem. As pragas são mostradas com um realismo assustador, e toda a sequência do Mar Vermelho faz com que "Os Dez Mandamentos" pareça ter sido feito com barbante e cola de farinha de trigo. Curioso que em "Êxodo" os mandamentos surjam numa cena rápida, sem a grandiloquência de Cecil B. De Mille. Tentaram fazer um filme bíblico extirpando a pregação religiosa. Este Moisés é pouco mais que um líder político, e isto não deixa de ser novidade.

16 comentários:

  1. Te amo, ia ver esse filme não vou mais. Esse Moisés hein...

    ResponderExcluir
  2. Olha eu virei politeísta, todos esses profetas são all about misoginia e repressão. Melhor filme sobre o Egito e religião : 'Agora' com Rachel Weiss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Coisinha, vá devagar! ,Se você chegou a conclusão que são todos misoginia e repressão, deveria virar ateu, não politeista!

      Excluir
  3. Como vc pode acreditar em Deus e matar. Lembra da Irlandesa que foi atropelada por uma bulldozer em Israel? Já viu o filme Munich do Spilbergh onde o agente da Mossad percebe que matou gente inocente e no final ele mesmo fica com medo de ser assassinado pela Mossad? E as histórias da Mossad, o estado Islâmico, aquela camiseta do exército de Israel 'one shot two kills' com a imagem de uma árabe grávida. Eu me pergunto onde isso vai parar? Quando todas as religiões aceitarem ser apenas um credo, um instrumento da paz e n o contrário. Direitos humanos anyone?

    ResponderExcluir
  4. Tinha horas que eu JURAVA que estava vendo minissérie bíblica da Record. Muito ruim!

    ResponderExcluir
  5. Querido, me refiro ao politeísmo da religião pagã. Vou rezar pra Júpiter hj. Moisés mentiu, qse matou o filho e traiu a mulher com a empregada adolescente, de Jesus sabemos muito pouco, Maomé era violento, 72 virgens?! Eu acredito na ser humano, na sociedade e nos valores de compaixão e perdão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele ainda traiu a mulher? Acho que cochilei nessa parte...

      Excluir
  6. O mio babbino caro
    Novidade pra quem?
    "Por acaso fui eu quem o concebeu? Fui eu quem o deu à luz? Por que me pedes para carregá-lo nos braços, como uma ama carrega um recém-nascido, para levá-lo à terra que prometeste sob juramento aos seus antepassados?" Num 11:12
    (Moíses meio de saco cheio, lá pelas tantas, reclamando com Deus)

    ResponderExcluir
  7. Como era melhor viver na antiguidade, a palavra GAY nem existia, vc transava com quem quisesse e acabou. As festas, as orgias, os DEUSES. VOLTA POLITEÍSMO! Hj é açúcar de aspartame, camisinha e Tinder. Um lixo. Essa manipulação, esse desastre.

    ResponderExcluir
  8. À Bíblia é a maior bullshitagem da história da humanidade

    ResponderExcluir
  9. Só achei que eles deviam ter sido mais ousados colocando uma menina como Deus.

    ResponderExcluir
  10. Já pensou se jesus foi somente um escravo q matou a patroa? E inventaram todo o resto?

    ResponderExcluir
  11. "Os Dez Mandamentos" pareça ter sido feito com barbante e cola de farinha de trigo. - HAHAHHAAHAHAHAHAHA É bem isso!

    ResponderExcluir
  12. Saí do filme agora completamente irritado já. Haja paciência pra um filme tão ruim.

    ResponderExcluir
  13. E o olhar de fanático loucão do Moisés pós-pedrada?

    ResponderExcluir