sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

O CARA DE ESTATURA MEDIANA ACORDOU

A oposição hibernou durante o primeiro mandato de Dilma Roussef. Acovardados pela popularidade de Lula e pela relativa facilidade com que ele elegeu sua sucessora, os políticos de fora da base aliada ficaram quietinhos - inlcusive Aécio Neves, que agora corre atrás do tempo perdido. Mas o clima mudou, e o apoio ao PT não é mais tão avassalador quanto há quatro anos. Tanto que agora há manifestantes barulhentos no Congresso, atordoando um governo desacostumado com isto. Não, não é uma claque paga, nem de extrema direita como querem alguns. São oposicionistas, agora sem medo de dizer que o são. Sim, há radicais no meio deles, mas eles também existem à esquerda. Ou já esqueceram que os petistas gritavam "Fora FHC" a cada piscadela do ex-presidente? Essa gritaria é saudável e faz parte da democracia. Não sei se "o gigante acordou", mas é um homem de bom tamanho.

39 comentários:

  1. Cinquenta filhinhos de papai, liderados pelo Bobão, inconformados com a derrota nas urnas, porque não estão acostumados ao ouvir não, estão fazendo birrinha, dando chilique e batendo o pezinho, com muito ódio em pensar que o desconto do IR vai continuar a ser destinado aos pobres do Bolsa Família.

    Te agrada essa turma? Se identificada com ela? Oh Bitch please! Isso não é gigante, no máximo anão de circo, ou melhor do Cirque Du Soleil, se acham o máximo mas são apenas ridículos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Democracia é isso. E aposto que a Dilma que viveu os horrores da ditadura militar sabe reconhecer o valor da manifestação livre de idéias. Sorry amigo. Mesmo que vc não concorde.

      Excluir
    2. Quem não está acostumado a ouvir não é o PT, que se viciou na popularidade extrema de Lula (nem esta é mais a mesma).

      O que esses manifestantes estão fazendo no Congresso não é diferente do que militantes do PT e outros partidos de esquerda fizeram a vida inteira. Bitch, please digo eu: abram os olhos, petistas, o Brasil mudou.

      Excluir
    3. Não vejo mal algum nesse tipo de manifestação, podem ficar à vontade. Quem tem tempo para ir a Brasília dia de semana receber elogios do Feliciano ou para dar um rolê na Paulista ouvir os Bolsonaros discursando, que se jogue. Apenas acho o movimento patético, atrasado e irrelevante, pois é do tamanho do umbigo de cada um desses equivocados.

      Excluir
    4. É equivocado ser contra uma manobra fiscal que perdoa a irresponsabilidade? A que ponto chegamos, hein?

      Anônimo, você só está comprovando o ponto do meu post: os governistas estão atordoados. Não sabem o que é oposição ativa e estão tentando desqualificá-la. Obrigado por ter me dado razão.

      Excluir
    5. Chegamos ao ponto em que uma presidenta pediu para o Congresso aprovar uma manobra fiscal que lhe perdoasse a irresponsabilidade. Nos ledos anos do governo tucano, a irresponsabilidade fiscal de FHC era perdoada por medidas provisórias e decretos, sendo quase um autoperdão. Nenhum dos dois modelos está certo, só que mais peculiar é a memória seletiva de alguns.
      Ainda assim, com ou sem manobra fiscal, na democracia qualquer manifestação do povo é válida, seja de esquerda ou de direita, seja governista ou de oposição. Mas a invasão do Congresso, seja à esquerda ou à direita, é primeiro passo para o caos social e institucional.
      Agora falemos da ilusão oposicionista. Com ou sem popularidade do Lula, quero ver quem põe mais gente na rua, se a oposição conseguir dar o golpe que pretende desde que foi derrotada pela quarta vez consecutiva.
      Com a popularidade do Lula em baixa, o escândalo do petrolão, o Brasil sem crescimento do PIB, a campanha sistemática da imprensa, o apocalipse econômico diariamente na boca de urubus globais, os apoios da Marina Silva e da família de Eduardo Campos (promovido a herói por uma imprensa marota e carniceira) --- com todos esses fatores, somados com uma capa antológica de certa revista de extrema-direita às vésperas do 2º turno, o PT se consagrou tetra. A oposição, leia-se Aecio Neves (hoje mais cambaleante e patético do que outrora, quase udenista), tinha TUDO para vencer e NÃO VENCEU. O senador mineiro-fluminense quer fazer oposição forte e desestabilizar o governo? Esperem até Serra e Alckmin mexerem os pauzinhos.
      Alguns querem terceiro turno com tentativa esdrúxula de impeachment? Que venha então o penta! Antes de 2018.

      Excluir
    6. Nem merece resposta.

      Excluir
  2. A loca ai de cima acha que os 50 milhões que votaram no Aecio são todos filhinhos de papai? tem gente que não sabe contar, volta para escola!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou desenhar ricardinho: esses 50 idiotas que foram fazer fanfarra em Brasília junto com o Bobão são uns panaquinhas da mamãe. Não sabe do que estou falando? joga no google e não me amola!

      Excluir
    2. Não, não são panaquinhas da mamãe. São pessoas ligadas ao PSDB e a outros partidos, mas não são idiotas. Subestimar o tamanho e a qualidade da oposição é perigoso, hein?

      Excluir
    3. Ui, que MEDA do Lobão Mau!

      Excluir
  3. Ué,não pode mais ter o direito de protestar contra o governo nesse país? Ou só podia até 2002? Que democracia vivemos? Até a velhinha que levou gravata do segurança virou reacionária

    ResponderExcluir
  4. Vivemos num país de 200 milhões de habitantes e "meia dúzia" está querendo anular o que a maioria decidiu. Explicando para quem tem dificuldade com interpretação de texto: Não foi "meia dúzia" que votou no Aécio, mas é quase isso, comparando-se com o total da população, que promovendo tumulto, com a intenção de anular a decisão democrática da maioria dos brasileiros. E democracia é essencialmente saber respeitar a vontade da maioria. Querer impor a força, o que você e seu grupo acha que deve valer para todos tem outro nome, que é o contrário de democracia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta "meia dúzia" (são bem mais) de manifestantes que foram ao Congresso não querem impeachment. Queiram impedir a votação da manobra fiscal. Nnao conseguiram, mas chamaram a atenção do país para ela. Isto é demcoracia, sim.

      Excluir
    2. São beeeem mais que meia dúzia, são 50 patetas:

      http://www.opovo.com.br/app/politica/ae/2014/12/03/noticiaspoliticaae,3357261/lobao-sai-do-congresso-e-junta-se-a-manifestantes.shtml

      Excluir
    3. E o Lobão também não falou em impeachment. Anônimo, acorda: agora existe oposição barulhenta no Brasil.

      Excluir
    4. Ui que MEDA do Lobão (2)

      Excluir
    5. E qual o problema em se falar em impeachment???
      Ainda que 100% dos eleitores tivessem votado na Dilma, isso não lhe daria carta branca para cometer crimes e atos de improbidade administrativa. Se os cometeu, Constituição nela!
      Só se está falando em impeachment porque os indícios de crimes gravíssimos, de atos de improbidade e de abuso de poder econômico envolvendo o PT já estão aí... Só não ver que não quer.. aliás, não dá nem pra não ver...mas alguns acham que os fins justificam os meios...
      Se ou quando houver provas que envolvam diretamente a Presidente, a vontade do eleitor não serve de nada e ela tem que ir pra a cadeia(como acontece com qualquer um de nós que cometa esses "malfeitos").
      Tempo da ditadura já passou... Aliás, até os ditadores estão vendo a sua lei da anistia ser posta em questionamento nos tribunais... Imagine os petistas.
      Pena que não há estrutura no país pra investigar mais rapidamente e julgar mais rapidamente...
      Não precisamos ter tanto medo de impeachment não...o Judiciário não permitiria um impeachment fora das hipóteses constitucionais. Precisamos ter medo, sim, é de criminosos no poder, mesmo que eles tragam consigo uma enxurrada de votos.

      Excluir
  5. Esse assunto tá overratadíssimo. Quando FHC fazia a mesma coisa, não rendia nem nota de rodapé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FHC fez isso uma vez, no inicio da gestão.
      Lula o fez por duas vezes durante o tempo que foi presidente, tb no inicio do ano fiscal.
      A grande diferença é que a Diuma quer justificar o rombo depois de feito.

      Excluir
  6. Aliás, foi no governo de quem que as galerias do congresso foram blindadas com vidro?
    E no governo de quem que mandaram tirar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o FHC é um princípe. E a nossa imprensa demagoga e quem nela crê são monarquistas. Simples assim.

      Excluir
  7. O anonimo, volta para a escola!! Democracia significa exatamente isso, ter o direito de protestar. E se vc não lembra, o PT, antes de virar o partido da situação era o que mais fazia esse tipo de barulho em Brasília. Contratava vários ônibus para levar os manifestantes para o Congresso. Mas pela lógica da esquerda petista e seus cegos e surdos seguidores (como você pelo visto), que de esquerda não tem nada, discordar da situação é crime. Luciano Genro mandou vc voltar para a escola, segue o conselho. Mais estudo e menos militância, ;-)

    ResponderExcluir
  8. Respostas
    1. Pois é. Gravíssimo. Vamos acompanhar o desenrolar dos acontecimentos, que já já eu solto um post.

      Excluir
    2. Achei curioso como o caso metrô SP (dois) veio a tona quando mudou a diretoria da Siemens em Munique. Hoje rola uma pressão internacional para não haver corrupção.

      Excluir
    3. Daniel, não é pressão internacional. É a lei. Empresas com ações na Bolsa de NY estão sujeitas à aplicação da FCPA (Foreign Corrupt Practices Act). É uma lei que permite que os EUA investiguem e punam empresas que têm elos corruptos fora dos EUA. Isso mesmo - DENTRO dos EUA. Extraterritorialidade! Por isso todo mundo está em pânico. Tem empresa farmacêutica que pagava propina na África pagando 300.000.000 de dólares de condenação nos EUA.

      Excluir
  9. Essa elite branca privilegiada, que n sabe como a vida melhorou no Brasil...e ainda vai protestar..aff

    Mesma elite de Fegurson

    ResponderExcluir
  10. Nas inesquecíveis Jornadas de Junho, o Gigante também tinha acordado e saído do "berço esplêndido". E qual foi o resultado mesmo? A situação se reelegeu ou elegeu seu sucessor em 95% dos casos. SP, RJ e Dilminha que o digam!

    ResponderExcluir
  11. Quem dera se todo o dinheiro do Imposto de Renda fosse pro Bolsa Família e outros programas sociais.... Boa parte vai mesmo é pro financiamento de mensalões, petrolões e outros ões que a gente ainda nem desconfia...

    ResponderExcluir
  12. Acho bacana que esse pessoal tenha descoberto que o Congresso é um lugar político importante para protestar, mas tenho uma dúvida. É sério que acreditam que é mandando deputados eleitos para Cuba, ou simplesmente quem com eles não concorda, que se faz uma democracia? Ou é apenas uma blague?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É apenas uma blague. Além do mais porque, se forem mesmo para a Cuba, vão comprar passagens com dinheiro público.

      Excluir
    2. Sempre é melhor ir para Miami comprar muamba e não pagar os impostos né, que também são dinheiro público…. e assim, nessa pobreza intelectual, caminha nossa democracia.

      Excluir
    3. Como assim, impostos também são dinheiro público? TODO o dinheiro público vem dos impostos.

      E depois vem me falar em pobreza intelectual.

      Excluir
    4. Tiago, não sou liberal. Sou social democrata. Mas o que temos no Brasil não é um Estado provedor, oriundo do pagamento de impostos. Temos, na verdade, um Estado opressor, que cobra tributos sem dar ao povo o correspondente benefício. Isso cria vários problemas, desde pouca competitividade (muitas vezes o preço alto vem daí) e impostos anômalos. Diante desse cenário, acho legítimo ir a Miami e Orlando. Aliás, acho que você deveria ir e ver como é bom e como os Estados Unidos deveriam nos inspirar nas suas coisas boas, a começar pelo local onde se pisa na rua: a calçada com cimento Portland e não essa pedra portuguesa pulando pra fora.

      Excluir
    5. Joanette em miami e orlandiu .... Lindinha nos autiletis.

      Excluir
    6. Dessa vez João tocou em algo que me incomoda muito, as nossas calçadas, as pedras portuguesas, e mesmo as de cimento, tudo sempre mal feito, mal cuidado, mal planejado. Como quase tudo, aliás.

      Excluir
    7. A calçada é o reflexo da sociedade. Pare e pense.

      Excluir
  13. espero q o cunhão tb seja de bom tamanho. pq vai precisar ter um.

    ResponderExcluir