quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

MINHAS PESSOAS DE 2014

Soa arrogante dizer "minhas" pessoas, mas a intenção é o oposto: estas são as figuras que marcaram o meu ano, não necessariamente o de todo mundo. Isto não quer dizer que eu goste de todas elas. Vladimir Putin se tornou o inimigo público no. 1 do planeta. Quase provocou uma guerra mundial por causa da Ucrânia, perseguiu os gays, encarcerou adversários e arrastou a economia da Rússia para o buraco. Aqui no Brasil, uma das maiores vilãs de 2014 foi Rachel Sheherazade, porta-voz da direita raivosa e desinformada. Como essa mulher fala besteira! E o escândalo da Petrobras tem muitas faces (inclusive o picasseano Cerveró), mas a mais emblemática é a do delator premiado Paulo Roberto Costa.

A eleição presidencial também teve vários protagonistas, mas eu prefiro ressaltar uma só: Luciana Genro, que chegou num honroso quarto lugar e é um nome para o futuro. Outra revelação foi Lupita Nyong'o, que ganhou um Oscar por seu primeiro trabalho no cinema. E Fernanda Gentil foi a musa da Copa, uma das poucas coisas boas que aquele evento doloroso nos deixou como legado.

Valesca Popozuda mandou seus beijinhos no ombro no final de 2013, mas eles creceram e se multiplicaram ao longo de 2014. O Põe na Roda se firmou como o melhor canal gay do YouTube, muito por causa dos esforços do Pedro HMC. Mas minha personalidade favorita do ano foi Conchita Wurst, a melhor coisa que aconteceu para o festival Eurovision em mais de uma década. A drag barbada virou celebridade mundial, ganhando até cover no programa "Esse Artista Sou Eu" do SBT. Também é a cara de uma época em que as fronteiras da identidade sexual se tornaram mais fluidas. E agora chega de retrospectiva: xô, 2014!

7 comentários:

  1. "as fronteiras da identidade sexual se tornaram mais fluidas" e no entanto as gueis dos grindr's da vida cada vez mais sendo/procurando o macho alfa, aquele que não tem nenhum vestígio gay, é forte, peludo, masculino, se for rico e bem relacionado, aí alcança o olimpo do bofe hetero. As gueis não se decidem se são vanguarda ou retrógradas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem tudo é político, amigo. Muito menos o tesão.

      Excluir
  2. Sem contar que a Lupita foi eleita a mulher mais bonita do mundo! E eu voto na Luciana Genro na próxima eleição presidencial. Esse menino do Põe na Roda é o meu número! Conchita Wurst é diva! Chorei junto com Fernada Gentil, merecidamente a musa da Copa, que vi toda pela TV do quarto de um hospital. 2014 venci um câncer, vai ser inesquecível. E que venha 2015! :D

    ResponderExcluir
  3. Luciana RAINHA. http://p2.trrsf.com/image/fget/cf/619/0/images.terra.com/2014/09/16/sambando.jpg

    ResponderExcluir
  4. Adorei a lista, só tiraria essa musa da copa e colocaria a seleção da Alemanha como destaque e como musos.

    ResponderExcluir
  5. poe na roda eh sofrido. nao consigo nem assistir

    ResponderExcluir