segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

MEMÓRIAS DE UM MASTODONTE

Gérard Depardieu é a maior estrela masculina do cinema francês de todos os tempos, maior até do que os míticos Belmondo e Delon. Há mais de quarenta anos que ele domina as telas de seu país de um jeito só comparável a Ricardo Darín na Argentina. Sua personalidade longe das câmeras também é gigantesca: GéGé está sempre metido em alguma confusão, seja uma mijada no corredor de um avião, seja sua esquisita amizade com Vladimir Putin. Os dois assuntos são citados em sua autobiografia, "Ça s'est Fait Comme Ça" (em tradução livre, algo como "é assim que se faz"). Os capítulos são curtos e o texto é absolutamente coloquial - provavelmente uma transcrição bastante literal do que Depardieu disse a seu ghost writer. Infância, juventude e início da carreira são contados com riqueza de detalhes. Há até um certo exagero na pobreza extrema da família (o pai vivia bêbado, a mãe vivia grávida). Ele também confirma que deixava que lhe chupassem o bite em troca de dinheiro, além de confessar uma infinidade de pequenos furtos e contravenções. Mas, depois de alcançar o sucesso antes dos 25 anos, a memória de Depardieu se torna seletiva e começa a dar pulos. E a grande tragédia de sua vida - a morte do filho Guillaume, viciado em drogas - nunca é esmiuçada, apesar do evidente arrependimento do ator em não ter dado a devida atenção ao rapaz. Gérard Depardieu não é um sujeito adorável. Sua admiração pela proto-ditadura russa (ele chega a atacar o Pussy Riot) é nojenta, e sua relação com esposas e filhos continua complicada. Terminado o livro, uma certeza: o ego dele é ainda mais colossal do que a barriga.

11 comentários:

  1. Por que "s'est" e não "c'est"? (ignorante em francês...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.tolearnfrench.com/exercises/exercise-french-1/exercise-french-173.php

      Excluir
    2. vc fala bem frances, pq esse AliKerouak foi tao grosseiro...

      Excluir
    3. Grosseiro por quê? Só disse que eu sou ignorante em francês, e que queria saber a diferença entre uma coisa e outra.
      O anônimo acima passou um link para tirar essa dúvida, e a ele digo: "Merci!"

      Excluir
  2. Tenho um tesão danado nele jovem, com cabelo cortado ou um pouco mais cabeludo... Suspiros e pau batendo na testa! rsrs
    Ele cita a deusa Deneuve? Eles se gostam ou é só mais uma dupla inesquecível de cinema sem boas relações fora do set?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cita muito en passant. Ele quase não fala dos colegas. Seu assunto é si mesmo.

      Excluir
  3. ele tem cara de ser super bi...de pegar muitos colegas gays...

    ResponderExcluir
  4. Devemos separar o artista da pessoa e não fazer ligação entre a arte e a vida da pessoa por trás do artista? Perdoaremos nos artistas aquilo que não toleramos na pessoa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi o tema da minha coluna no F5 na semana passada:

      http://f5.folha.uol.com.br/colunistas/tonygoes/2014/12/1560237-sera-que-os-crimes-de-bill-cosby-invalidam-a-sua-obra.shtml

      Excluir
    2. Interessante o questionamento na coluna. Aliás, aproveitando o gancho do Cosby, o Aaron Sorkin - constantemente acusado de machista - levantou uma questão sobre estupro na atual e última temporada de Newsroom, ao levantar a hipótese de que uma mulher depor que foi violentada pode estar mentindo. O filme Gone Girl meio que falou sobre isso, mas de maneira apenas espetaculosa, não se pode levar aquela bobagem toda a sério.

      Excluir