segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

ESTRAGA PRAZERES

O Brasil tem uma das melhores políticas de combate à AIDS do mundo, com distribuição gratuita de medicamentos e camisinhas. Só não é perfeita por causa da interferência maligna da bancada evangélica e da Igreja Católica, que conseguiram melar recentes campanhas de conscientização. Mas agora é o próprio Ministério da Saúde que deu uma bola fora. Hoje, Dia Mundial de Luta contra a AIDS, saiu a notícia de que serão oferecidos testes rápidos de detecção do HIV na porta de festas e boates. À primeira vista, faz sentido: afinal, não são nesses lugares onde se concentram as bibas, até hoje o público-alvo número 1 da doença? Mas vem cá, quem teria vontade/coragem de fazer um teste desses em plena ferveção? Ou logo antes, ou logo depois? Acho lindo, acho necessário, mas também acho totalmente equivocado. A não ser que todos os testes deem obrigatoriamente negativo, porque aí os felizardos já estarão no lugar certo para comemorar.

13 comentários:

  1. Tony, vc já está sabendo dessa história? http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Vivemos uma auto-destruição em massa. Faz parte da evolução humana?! E os gays por aceitação. Este dilema aumenta drasticamente, o pior não é a realização do teste, duvido, mas sim à conscientização ser alcançada na porta do antro, que em média mata 3 por final de semana, de diversos motivos, menos de alegria e ou felicidade... Seleção natural? Talvez. Prazer, sempre. Motivado pela fantasia do nada, de 4 horas vividas muito mal por sinal. A sina está com o usuário, o dono do estabelecimento, que proporciona tal tristeza ao doente e aos familiares... meus sentimentos. Mas a minha bala está batendo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor comentário!
      Iniciativa completamente aceitável gente! Parem de se enganar!

      Excluir
  3. Os héteros ainda tem tanta certeza que só gay, quem transa com gay ou quem transa com quem transou com gay contrai HIV, que até eu tenho minhas dúvidas.

    ResponderExcluir
  4. Não existe, só boates gays e poxa, conheço tanta gente que não procura o exame por pura preguiça. Quem sabe na porta das baladas sejam um lugar acessível. Obviamente encaminhando a pessoa ao serviço de saúde em casos de resultados positivos.
    Não acho uma idéia tão horrível assim, já que as baladas são frequentadas em sua maioria por jovens (faixa que te, aumentado a contaminação)

    ResponderExcluir
  5. Soy portador do Hiv faz 1 mes que descobri en minha vida y vejo que ainda existe muito pre conceito . vivo en un país de 1 mundo e Meu medico me disse una cosa que me motivo mucho . hj nao es conciderado una enfermedad . y con 1 pastilha vc tera o virus estavel . Estoy en processo de aceitacao mas vejo que donde vivo tengo mucho respecto y aceitacao . Nao e fácil descobrir que llevamos un virus mas también nao e difícil para lutar por minha vida

    ResponderExcluir
  6. NON SENSE é coibir esta prática para salvar vidas! Faz-me rir!

    ResponderExcluir
  7. Mas e quanto liberar o dealer para oferecer o kit balada???

    ResponderExcluir
  8. Em Los Angeles já é assim.
    E já fizeram isso no Rock in Rio de 2011, salvo engano.
    A questão é: a equipe vai contar com psicólogo?

    ResponderExcluir
  9. Deveria ter exame de farmácia para detectar o HIV.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso já está em teste no Brasil.
      Mas serve a mesma pergunta: já imaginou você e o parceiro fazendo juntos antes do sexo em casa? Por um lado vai rolar uma filtragem. Por outro, imagina receber um positivo assim?

      Excluir
  10. O mio babbino caro
    Não vejo como bola fora, não é obrigado a fazer o teste. E além disso tudo, Causa uma grande discussão sobre o tema, diante da questão, é um ganho.

    ResponderExcluir
  11. Muito bom o seu ponto de vista. Eu fiz meu primeiro teste há um mês no Centro de Orientação e Acompanhamento aqui da cidade (COA). Queria saber meu status, é claro, mas também averiguar o serviço. Achei tudo muito bom, marquei no dia anterior, cheguei no horário e já fui chamado, demorou uns 40 minutos para sair o resultado. Interessante é que no momento em que eu estava lá e presumo que em outros momentos também, quase todos os homens eram gays rs.

    ResponderExcluir