domingo, 30 de novembro de 2014

PELA HORA DA MORTE

Não é só no quesito Oscar que o cinema argentino ganha do nosso. Nos remakes também: "Elsa & Fred" é o segundo filme recente deles a ganhar uma versão americana. Entretanto, assim como aconteceu com "Criminal" (o "Nove Rainhas" made in USA), o original era bem melhor. As aventuras do casal de velhinhos que redescobre o amor aos 47 minutos da prorrogação tinham muito mais vivacidade quando se passavam em Buenos Aires. Talvez por causa da maravilhosa atriz China Zorrilla, que morreu no começo deste ano. Sua contrapartida gringa, Shirley MacLaine, não tem a fragilidade necessária - ela não consegue passar a sensação de que Elsa está curtindo a vida adoidado porque sabe que vai morrer a qualquer momento. Além disso, o diretor Michael Radford (do superestimado "O Carteiro e o Poeta") imprime um ritmo lento, como se os personagens tivessem todo o tempo do mundo. Enfim, o filme é simpático e eu provavelmente teria gostado mais se não tivesse visto essa história em espanhol. Mas agora não tenho como desver.

2 comentários:

  1. Obrigado pela dica! Como adoro a China Zorrilla e o filme original não vou perder meu tempo vendo este.rs

    Ate hoje não entendo a frase que colocaram no titulo :"Elsa e Fred - Um amor de paixão". Quem disse que em titulo tem que ter frase marcante? No cartaz em espanhol não tem nada disso.

    ResponderExcluir
  2. Tente se avisar por código morse pela prateleira de livros.

    ResponderExcluir