terça-feira, 4 de novembro de 2014

O MONSTRO RADIOATIVO

A carta aberta de Xico Graziano é um exemplo que deveria ser seguido por toda a cúpula do PSDB. Esse tucano histórico, que foi o coordenador digital da campanha de Aécio, ousou cirticar no Facebook a destrambelhada passeata em SP que pedia o impeachment de Dilma e a volta da ditadura militar. Foi apedrejado virtualmente pelos militantes extremistas, e produziu uma resposta que merece ser lida na íntegra. Graziano faz muito bem em repelir essa corja, porque o apoio dela não só é insignificante para uma corrida presidencial (só elege deputados, como Bolsonaro) como é prejudicial ao partido. O PSDB nasceu como uma sigla de centro-esquerda, mais próxima do PT do que o PMDB, mas a garotada que não viveu a época da redemocratização não sabe disso. E acaba associando os tucanos ao que há de mais podre na política brasileira. É bom mesmo o PSDB manter distância desses monstrengos, para a radioatividade que eles emitem não contaminar toda a oposição ao governo.

6 comentários:

  1. Tucanos históricos ficaram na historia. De tanto flertarem com a radioatividade, o PSDB acabou se contaminando. O futuro do PSDB hoje se chama JPSDB (mais conhecida como Juventude Tucana), e é dessa garotada raivosa que saem candidatos pobrefóbicos e homofóbicos que propõem o kit macho e chamam o bolsa familia de bolsa esmola etc.. Tenho um amigo gay que abandonou o JPSDB por desilusão, apesar de continuar tucano.

    ResponderExcluir
  2. O mio babbino caro
    E quem continua a dar as cartas é o PMacunaimaDB.

    ResponderExcluir
  3. O PSDB (assim como o PT) está bem distante de sua origem, então acho mais coerente falar do presente, que é o que interessa. Hoje em dia os tucanos estão coladinhos com a extrema direita e embora não queiram endossar publicamente essas iniciativas, nos bastidores eles apoiam e recebem apoio dessa corja toda.

    ResponderExcluir
  4. Essa eleição revelou os extremos de todos os lados. VDD VDDeira!
    #NOJO

    ResponderExcluir
  5. Não adianta tampar o sol com a peneira. Dentre os deputados mais votados do Rio e SP estão Russomano, Bolsonaro pai e filho, Clarissa Garotinho, Feliciano e uma bancada evangélica com 82 deputados federais. Só o Jean Willys e meia dúzia de simpatizantes é muito pouco para fazer frente. Os fundamentalistas, reacionários e conservadores cresceram muito e duvido que o PSDB esteja disposta a desprezar essa capital eleitoral.

    ResponderExcluir
  6. Só se o PSDB nasceu, e ainda em teoria, na posição centro-esquerda. Porque dizer que nos anos anteriores e agora ele ainda é assim, aí já é demais. Na prática, que é o que conta, é no mínimo centro-direita e olhe lá.

    ResponderExcluir