sexta-feira, 28 de novembro de 2014

O MIOJO TELEVISIVO

Eu já estava formado na faculdade e enfrentando meu primeiro emprego quando o Chaves estreou no SBT, em 1984. Ou seja: já era um adulto com contas a pagar. E, como todos os adultos, nunca achei a menor graça naquele velho vestido de criança. Mas quem era pequeno naquela época cresceu vendo e amando "El Chavo del Ocho", também reprisada pela Televisa até hoje (chavo quer dizer garoto no México, e o personagem jamais se chamou Chaves em espanhol). Renato Aragão parece Bob Wilson perto da tosqueira de Roberto Bolaños, mas eu respeito a dor dos fãs. Só que eles também precisam entender que seu ídolo é uma espécie de versão para a TV do miojo. Se você não consumiu desde a mais tenra idade, vai achar uma bosta pelo resto da vida.

30 comentários:

  1. Tony não é questão de gostar desded a infancia. minha mãe conheceu chaves com 20 anos e ama demais. O questão é que chaves é feito para as massas, POVÃO! Você não faz parte desse grupo. Por isso não entende.

    ResponderExcluir
  2. Permita-me discordar de seu miojo, pois meu filho adorava o Chaves e eu achava o programa bem divertido e intrigante. Personagens clichés, cenário paupérrimo, figurinos idem, mas com uma anima inegável, que faz com que resistam aos tempos dos efeitos especiais.

    ResponderExcluir
  3. Pela primeira vez vou descordar 100% de um texto seu:
    Na minha cidade natal o sinal do SBT só chegou em 91 (nossa! Me senti um dino agora...), eu era criança e me tornei um fã incondicional do seriado. E sou até hoje.
    E conheço muita gente que conheceu o Chaves já na fase adulta e acha sim, muita graça.
    Claro que depois que me tornei adulto deixei de acompanhar diariamente, porém sempre assisto um episódio ou outro pela TV paga e inclusive outro dia estava pensando na capacidade que o guri do Bolanõs tem de me fazer rir, mesmo depois de ter visto e revisto o seriado inúmeras vezes.
    Na boa Tony, o que você chama de tosco, eu chamo de genial. Sim, genial. Genial por fazer algo tão bom com recursos técnicos tão primitivos. Se não fosse já teria saído do ar. Não é atoa que o programa é chamado de "levanta audiência' no SBT. Quanto ao fato de ser um "velho vestido de criança" isso não é problema: Sarah Berhard quando estava com 60 anos interpretou Joana D'Arc no teatro e foi muito criticada antes da estréia. Na cena do julgamento de Joana ela é interrogada: 'Quantos anos você tem, minha jovem?' E ela respondeu: 'Tenho dezesseis anos'. E falou com tanta convicção que foi ovacionada pela plateia.
    Um ator é um ator, e quando ele é bom no que faz convence. Para mim Chaves e seus amigos são crianças e ponto! Isso! Isso! Isso!

    ResponderExcluir
  4. As pessoas que não consumiram miojo na infância não estão mortas? Miojo é vida.

    Amo miojo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora está explicado.
      O ministério da saúde adverte: miojo transforma vc numa Joanelha.

      Excluir
  5. Acho que foi o único artista que virou um ícone de toda América Latina pra uma geração.
    E o único latino que virou personagem regular dos Simpsons.

    ResponderExcluir
  6. Lembro dos amigos comentarem o programa na escola, mas nunca consegui assistir um episódio inteiro, sempre achei ruim demais, sei lá...

    ResponderExcluir
  7. Chaves do inferno

    http://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/chaves-inferno-21871/

    The 5D Raver
    www.the5draver.info

    ResponderExcluir
  8. Vou aproveitar o espírito do post e dizer que desde criança eu achava Chaves extremamente deprimente. Todos eram pobres e feios, e o Chaves humilhado todo tempo, preferia Chapolim.

    ResponderExcluir
  9. Também nunca achei graça no Chaves... sempre as mesmas frases e situações repetidas ad nauseam por 30 ano pelo SBesTeira...
    Mas talvez faça algum sentido para a geração Y que foi criada com o Xaves e com a Chucha

    ResponderExcluir
  10. Concordo em partes com o texto. O Chespirito não era um bom ator (quem duvida de mim, assista um episódio no Youtube no áudio original e agradeça a Deus pela excelente dublagem brasileira).
    Mas não ouso reclamar do Chaves quando o nosso miojo consite em A Praça É Nossa, Zorra Total e 90% das produções dos canais Globosat.
    O Chaves e o Chapolin faziam o humor que hoje chamaríamos de politicamente incorreto, mas sem usar um palavrão sequer, sem apelar para as segundas intenções, como é tão comum nas comédias nacionais.
    Assisti à série minha infância inteira e ainda vejo de vez em quando. Simplesmente A-DO-RO aquela tosquice genial.
    "Foi sem querer querendo" que o Chaves se tornou, para mim, um comediante superior a 99% dos comediantes brasileiros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se Bolaños era ou não bom ator, mas é aquele cuja dublagem brasileira soa mais fiel ao original no Chaves. Então seu argumento de desqualificá-lo agradecendo à dublagem tupiniquim não se sustenta.

      Excluir
  11. Tb vou descordar pela primeira vez com vc: sou de 82, ou seja, o Chaves fez parte da minha infância. Não tinha programa melhor pra mim: Jaspion, He-Man, Castelo Ratibum, nada me predia a tv quanto Chaves.

    ResponderExcluir
  12. Sempre achei o chaves e o chapolin, melhor do que qualquer programa de comédia brasileiro. Sem conotações raciais, sexuais ou machistas

    Ha, e eu gosto de miojo, como de vez e quando. Adoro o de churrasco.

    ResponderExcluir
  13. Amem!!! Nao sou o unico no mundo que nao ve a menor graca no Chaves! Quanto a comparacao com Miojo eu nao sei, mas era um saco mesmo.

    ResponderExcluir
  14. Renato aragao e um lixo!

    ResponderExcluir
  15. Tony e suas generalizações precipitadas. Obrigado pelo respeito aos fãs chamando o programa de tosqueira. A e o que você pensa do zorra total?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Generalização precipitada que eu levei 30 anos para formular.

      Volto a dizer que respeito os fãs. E volto a dizer que o programa é uma tosqueira.

      Zorra Total também é, mas um um pouco menos. E vai ser totalmente reformulado ano que vem...

      Excluir
    2. Zorra Total UM POUCO MENOS tosqueira que Chaves?? Não é (nada) justo comparar. Zorra total é a privada do "humor" da Globo. LIXO!

      Excluir
    3. Em termos de valores de produção, "Zorra Total" é muito melhor que "Chaves".

      Excluir
    4. Pára tudo que quero descer. Comparar a qualidade de uma obra pelo valor da produção é a mesma coisa que julgar um livro pela capa.

      Excluir
  16. aposto que a cacura conseguiu uma vaga no eleco/produçao do zorra! fala sobre o vídeo show, toninhooo????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amo video show! E, Samathinha, darling, ta enfezadinha? Laxante resolve.

      Excluir
  17. Nunca gostei mto, mas o Chaves fez parte da minha infancia. Almoçava vendo e, como boa criança solitária e sem irmãos, me fez bastante cia.
    É um apego mais emocional msm, tipo aquele primo mala, que nao te dá mtos motivos pra gostar dele.

    ResponderExcluir
  18. Ah, lembrei de um detalhe do Chapolin. Ele disse que era pra ser uma versão latina do Super-Homem. Um anti-herói mulherengo, medroso e preguiçoso.
    Posso estar influenciado por ser da geração X,Y, mas acho isso genial.

    E pls, nada de julgar os programas dos anos 70 com os valores de hoje, né? plmrdds!

    ResponderExcluir
  19. E sério. chesperito era humor pra criança. Não se compara com Cantiflas. Quero ver xoxar as inspirações dele: como Chaplin e Gordo e o Magro que era tão toscos quão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alem do mais Cantinflas era algo muito parecido com o nosso Mazzaropi mas voltado à cultura mexicana. Chaves conseguia ser universal.

      Excluir
  20. Assim como você o Bolaños era roteirista... como estava a carreira dele quando ele tinha a mesma idade que você?
    Na minha opinião você deve gostar do chaves mas tem uma pitadinha de inveja...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura que você vai enveredar por esse caminho da comparação pessoal?

      Eu nem devia me dignar a responder, ainda mais para alguém sem nome nem rosto. Mas vamos lá: inveja, claro. Mas gostar? Não.

      Excluir