segunda-feira, 24 de novembro de 2014

O BELO FAUSE

Fause Haten virou ator, e dos bons. Sua performance em "A Feia Lulu" é corajosa, apaixonada e incrivelmente profissional. Ele usa a trajetória de Yves Saint-Laurent para falar de si mesmo: os problemas que teve com sua marca, que hoje já não lhe pertence, espelham a vida acidentada do estilista francês, hoje tão em voga no cinema. Mas o espetáculo vai além da ego trip. É um mergulho na carreira de ambos, ator e personagem, reforçado pelo fato de agora estar sendo encenado no Espaço FH em São Paulo. Só vai até domingo que vem: uma experiência única para quem gosta de teatro e de moda.

4 comentários: