quarta-feira, 15 de outubro de 2014

AM I HERE? IS IT REAL?

Vi "Cinderela em Paris" pela primeira vez em 1978, na "Sessão da Tarde". Alguns meses depois, calhou de eu ir a Paris também pela primeira vez. Com o filme na cabeça, toquei pra Torre Eiffel crente que eu iria cantar e sapatear no elevador como Audrey Hepburn e seus amigos. Qual o quê: já naquela época o troço vivia abarrotado, e eu só consegui mentalizar um "Bonjour Paris". Sem nenhum passinho sequer da coreografia que eu havia ensaiado. Hoje aterrissei na cidade com a mesma trepidação de 36 anos atrás, porque Paris não se esgota nunca. Tem sempre coisas novas para ver e antigas para rever. Uma mistura delas é o novo piso transparente do primeiro andar da Torre Eiffel. Terei saco, tempo e coragem para enfrentar as hordas mal-lavadas, só para tirar um selfie lá?

9 comentários:

  1. HAHAHA. Essa cena me lembrou de mim esbarrando com o Pavi no meio da rua em maio, mas foi mais pra "bon soir" no Marais.

    ResponderExcluir
  2. Gente da sua classe social jamais deveriam ir a Paris.
    Vai estragar a viagem ficando a reclamar dos preços astronómicos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem toda a razão. Não fiz outra coisa hoje.

      Excluir
  3. Bom, mas, segurando ao alto um foulard vermelho, você poderá descer correndo aquela bela escadaria do Louvre, deixando a Vitória de Samotrácia, coitadinha, para trás.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viste minha nova foto de perfil no Facebook?

      Excluir
  4. Nossa! Que número musical chato, e olha que amo Audrey Hepburn. Tenta contemplar Paris mais na linha do personagem principal de A Grande Beleza, Tony! Parece combinar mais com vc!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro "A Grande Beleza", melhor filme de 2013 na minha opinião.

      Mas "CInderela em Paris" é o FILME DA MINHA VIDA.

      Excluir
  5. legenda para hordas mal lavadas, pfv.

    ResponderExcluir