sexta-feira, 5 de setembro de 2014

THE QUEEN OF MEAN

Como toda bicha que se preza, eu também adorava a Joan Rivers. Mas não estou exatamente triste com sua morte, ontem à tarde, após uma cirurgia mal-sucedida na semana passada. Ela não teve uma vida longa para os padrões de hoje ("só" 81 anos), mas colecionou triunfos e abriu o caminho para as mulheres fazerem stand-up. Era tão cruel que ganhou o apelido de "rainha da maldade". Mas uma de suas maiores vítimas era ela mesma, o que a tornava infinitamente superior aos cômicos coxinhas que infestam nossos palcos e talk shows. Muitos brasileiros só a conheciam do programa "Fashion Police" do canal E!, mas ela teve uma trajetória brilhante e pioneira na TV americana. Tornou-se um ícone feminista, apesar de sua paixão por joias e cirurgias plásticas - como se uma mulher liberada não pudesse andar coberta de ouro e aparentar uns 200 anos menos do que tem. Agora está lá em cima, achando os anjos cafonérrimos.

17 comentários:

  1. Anastasia Beaverhousen5 de setembro de 2014 22:18

    Acho que na procuração que te passaram pra falar pelas bichas faltou minha assinatura, Tô!
    É contra os meus princípios demonstrar a mínima admiração por alguém que fez tantas plásticas que fazia xixi pelo sovaco.

    ResponderExcluir
  2. Tomei um susto quando li hoje. Só a conhecia do Fashion Police, e adorava a acidez dos comentários dela.

    ResponderExcluir
  3. Uma naja em botox, ops, em pessoa.

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que ela está é lá embaixo tirando uma da cara do capeta! Se estivesse lá em cima já teria morrido novamente umas 3x de tanto tédio...

    ResponderExcluir
  5. Tomara que ela não tropece nos mamilos na estrada do céu

    ResponderExcluir
  6. O mio babbino caro
    Adorava Do You Wanna Dance? (brincadeirinha rsrsr)
    R.I.P.

    ResponderExcluir
  7. vc vai falar obre Lucy? o filme. achei massa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não quero ver "Lucy". Apesar de ouvir dizer que Scarlett Johansson está muito bem, qualquer filme que repita aquela baboseira do ser humano usar apenas 10% da capacidade de seu cérebro imediatamente perde o meu interesse.

      Excluir
  8. Tem doc bem legal sobre ela, de 2010, se não me engano o título é Joan Rivers mesmo. Ela é uma lenda. Fiquei muito triste, ela era genial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Joan Rivers: a Piece of Work". Passou na HBO brasileira.

      Fiz post a respeito, quatro anos atrás:

      http://tonygoes.blogspot.com.br/2010/06/que-comam-bolos.html

      Excluir
  9. Adorava a Joan Rivers, uma inspiração para minhas maldades particulares com as "amigas"...Pena que no Brasil ninguém faça um humor sequer parecido (Fabíola Reupert, talvez a que mais se aproxime)...Já deixa saudades.

    ResponderExcluir
  10. de boa se eu viver ate 81 anos ( a maioria da minha familia morre bem cedo) e bonita como ela, pq ela era uma mulher muito bonita, nem sabia que ela tinha 81 anos,,,,eu to no lucro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anastasia Beaverhousen7 de setembro de 2014 12:34

      Honey, o Tony foi extremamente gentil ao escolher a foto que ilustra o post. Veja aqui como ela realmente estava: http://www.afterbeforesurgery.com/photos-of-joan-rivers-looks-before-and-after-having-plastic-surgery-2/231-joan-rivers-after-and-before-plastic-surgery-jpg/

      Excluir
  11. O melhor de tudo foi ver algumas coleguinhas que acham de extremo mau gosto o humor de Rafinha Bastos e que acham que o Porta dos Fundos deve acabar por ser desrespeitoso com God, colocarem emocionadas como status no Facebook: "RIP Joan, não sei como viverei sem você!"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anastasia Beaverhousen7 de setembro de 2014 12:38

      Honey, acho que assim como eu, vc deve conhecer um monte de bicha amarga que faz do humor ácido um disfarce da inveja. Falar de God não pode, mas descer o pau em gente muuuuuuuuuito mais bonita que vc pode.

      Excluir