segunda-feira, 1 de setembro de 2014

CÊ TEM BROCHOVE?

Não estou dando conta. A sucessão presidencial está com mais reviravoltas do que uma novela do Walcyr Carrasco, onde quem era vilão de repente vira bonzinho e vice-versa. Hoje saiu na "Folha" uma matéria que está me fazendo repensar Marina pela enésima vez. Olha só quem é o pastor mais ligado a ela: o Caio Fábio, aquele que não tem pruridos em defender os gays nem em atacar o Malafaia. Ele garante que a candidata não tem nada de fanática, e que um eventual governo dela passaria longe do tal "Taleban evangélico" que muitos temem. Também diz que Marina não cede à pressão dos reacionários. Este dado é importante, porque a impressão que está no ar é a de que ela abriu as pernas depois que o apóstolo do ódio ladrou quatro tuítes raivosos (e ele está tentando capitalizar em cima, para sugerir um poder que talvez nem tenha). É verdade que os fundamentalistas querem que todo mundo acredite que eles são invencíveis e que o Brasil está a apenas alguns anos de descambar numa teocracia. Vamos ver como se desenrola o debate de logo mais. Minha opinião ainda não está cristalizada, e eu preciso de mais informações. Setembro está começando com chuvas e trovoadas (finalmente!), mas o panorama político parece ainda mais instável do que a meteorologia. Quero me molhar.

32 comentários:

  1. Feliciano como presidente da CDH: tem mesmo como piorar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Feliciano disse esses dias que não apoia Marina porque quando foi presidente da CDH, ela declarou que que ele não era preparado para função. E aí sabe como são as bixa né? Mágoa de cabocla eterna dele por Marina kkkkkk

      Excluir
  2. Você precisa ver os vídeos no youtube em que o Rev. Caio Fabio fala abertamente das vezes que a esposa da Mala precisa passar meses internada em clinicas super deprimida, das funcionarias e funcionarias da editora que o pitbull raivoso mantem caso e da lavagem de dinheiro q universal do reino faz para os carteis de drogas da Colombia. Eles se cagam de medo!

    ResponderExcluir
  3. http://yag-nacontramao.blogspot.com.br/2014/07/pastor-caio-fabio.html#comment-form

    ResponderExcluir
  4. Parece-me que ou a pessoa tem fé e vive de acordo com os seus preceitos, ou não tem fé, e aí pode tomar decisões autônomas. Ter fé e autonomia, pra mim, é coisa de quem não tem fé(ou de quem tem a sua própria fé- e ter a própria fé não é ter fé verdadeira...estes só precisam se assumir)....
    Como defender a liberdade de a mulher abortar(em vez de deixa-las morrer por abortos mal feitos), se "deus" não permite aborto? Como permitir casamento entre dois homens se "deus" proíbe? como Como adotar políticas constitucionais de direitos humanos se "deus" tem visão diferente?
    Será que ela vai cumprir o que manda "deus" ou o que manda a Constituição?
    O problema é: em ela cumprindo o que manda "deus", não fará nada de diferente do que fizeram os seus antecessores porque eles também tiveram na Constituição o seu freio.... Só não se pode esperar que se avance 1 centímetro que seja quanto a estes temas...
    Se houver avanços, será uma grata notícias...Mas, melhor esperar sentado pra não se cansar, e fora da chuva, pra não se molhar :)

    ResponderExcluir
  5. Eu não acho que a Marina seja fundamentalista, se fosse, não tinha sobrado nada no programa de governo. Mas ela cometeu o mesmo erro da Dilma de rifar direitos com medo dos fundamentalistas. Pra mim, de nova política não tem nada, tah na mesma laia da Dilma.

    ResponderExcluir
  6. Para Marina está muito clara a separação entre política e religião. Política é sua profissão e religião é sua fé pessoal. Tanto que ela é parlamentar há 30 anos e nunca apresentou nenhum projeto voltado aos interesses da bancada evangélica, da qual ela não faz parte inclusive. Para ela está muito clara essa separação entre vida pessoal e vida pública, as pessoas que se confundem quanto a isso.

    ResponderExcluir
  7. o mio babbino caro
    Para que insistir nessa tranqueira dúbia!

    ResponderExcluir
  8. Detesto Dilma, não confio em Aécio e tenho uma relação de amor e ódio com Marina Silva. Acho sua biografia maravilhosa, sua inteligência, sua postura e seus ideais admiráveis. Isso é o amor. Infelizmente ela faz parte da mesma Igreja Evangélica de Feliciano e Malafaia. Isso é o ódio. Não voto em Dilma, nem em Aécio, então vou focar no amor e torcer para que realmente a questão religiosa não interfira no governo. Vou votar em Marina, sim!

    ResponderExcluir
  9. Para clarear as ideias:

    A candidata Marina Silva afirmou à Folha, por meio de sua assessoria de imprensa, que nunca instrumentalizou sua fé com fins políticos.

    “Não faço de palanques púlpitos nem de púlpitos, palanques. Minhas decisões políticas são elaboradas, discutidas e implementadas nos espaços da institucionalidade da política. [...] Nunca instrumentalizei minha crença religiosa para um fim político.”

    ResponderExcluir
  10. Ligados até que ponto? Tb preciso pensar no assunto....

    ResponderExcluir
  11. Gênio: Gregório Duvivier, em sua coluna na Folha de SP fez uma paródia da música "Teresinha", de Chico Buarque, tendo como protagonistas os três principais candidatos à Presidência.

    Terezinha

    A primeira me chegou
    Como quem vem do PV
    Trouxe um bicho meio-extinto
    Neotucano pós-PT

    Me enganou que era verde
    Trouxe um vice ruralista
    Disse que Deus criou Darwin
    E Adão era darwinista

    Disse que era do governo
    Disse que era oposição
    Mas não afirmava nada
    E assustada, eu disse não

    O segundo me chegou
    Como quem chega de um bar
    Trouxe um litro de Absolut
    Na Lei Seca não quis soprar

    Candidato mais família
    Fez aeroporto pro avô
    Governou Minas Gerais
    Lá da praia do arpoador

    Apesar dos aeroportos
    Ele é contra a corrupção,
    Mas não me convence nada
    E assustada, eu disse não

    A terceira me chegou
    Ou melhor: já estava lá
    Prometeu continuidade
    Ao que ela começou

    Ela já foi guerrilheira
    Hoje é só PMDB
    Não entendo o que ela fala
    Quando fala na TV

    Só faz ler o teleprompter
    E até isso ela faz mal
    Ela fala e não diz nada
    E assustada, eu disse tchau.

    ResponderExcluir
  12. Hj tem De(COM)bate, Luciana Genro e Aecio que não perdoe Marina, Dilma nem pode dizer mto pois aquela declaração dos crentes infeliz não permite
    Vai ser um arranca rabo entre Marina vs Aecio + Luciana eu que não vou perder

    ResponderExcluir
  13. Cês viram a cara de pau de Dilmona?

    INCOERÊNCIA CRÔNICA

    A candidata à Presidência da República pelo PSB, Marina Silva, é um grande ponto de interrogação na política.

    Ontem (29), Marina Silva divulgou seu plano de governo. Não demorou muito para que as controvérsias das propostas da candidata viessem à tona.

    Tanto que, hoje (30), voltou atrás e substituiu o trecho sobre os direitos LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transsexuais) que integrava o documento.

    O texto, que antes dizia que Marina iria defender a que o casamento gay virasse lei, agora cita apenas a garantia dos "direitos oriundos da união civil entre pessoas do mesmo sexo".

    Evangélica fervorosa, Marina já teve várias opiniões sobre o tema. Em 2010, era contrária e, em 2013, chegou a defender as ações de Marco Feliciano (PSC-SP), famoso pelas críticas homofóbicas.

    Outro assunto que a candidata sempre evita comentar é a questão do aborto. Antes condenava com veemência a legalização. Hoje, segundo ela, a decisão deve ser tomada após um plebiscito.




    Quem lê e vê, pensa que Dilmona é um arauto das liberdades individuais e dos direitos LGBT. Toma vergonha, fancha incubada!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. #FORACAMINHONERA

      Excluir
    2. Dilma postou isso no face. Gente, quanto cinismo, ela critica o Feliciano, mas foi no governo dela que ele foi eleito para a CDH. Nunca disse uma palavra a respeito dos direitos LGBT em quatro anos como presidente, ou melhor, disse sim, que "o governo não pode fazer propaganda de opção sexual". Vai pastar...

      Excluir
    3. O Governo tem que promover igualidade entre a população com leis que adequem a realidade de todos.

      Excluir
    4. Dilma, filha da puta!

      Excluir
  14. Essa mudança repentina em programa de governo mostrou o amadorismo da candidatura, um amadorismo perigoso para quem quer ser presidente. N acredito que ela esteja sendo influenciada pelo pastor la, até pq ela nunca usou a palavra casamento, sempre usou "união civil", a opinião dela é de que casamento é reservado ao religioso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marina n quer alterar a constituição para incluir lgbt.
      http://g1.globo.com/sao-paulo/eleicoes/2014/noticia/2014/09/casamento-e-estabelecido-entre-pessoas-de-sexo-diferente-diz-marina.html

      Excluir
  15. "mas o panorama político parece ainda mais instável do que a meteorologia. Quero me molhar."
    Tô nessa também haha
    Adorei o texto, beijos

    ResponderExcluir
  16. Não sei o que é pior, Dilma que rifa os lgbt por governabilidade, ou Marina contra o casamento por questão de crença.

    ResponderExcluir
  17. "sugerir um poder que talvez nem tenha" e aqui a questão, o tal pastor que tem com fé única o ódio quer que todos acreditem que ele é um cara que tem poder, isso não é verdade. Não há uma unidade política entre os evangélicos. Esse talibã da fé sem deus é dado ao barulho e a pressão, querem no grito pregar na cruz a liberdade, o direito sagrado até de não termos fé, mas tudo que podem fazer é gritar, fingem ter esse poder que dizem que tem, mas nada podem... A liberdade é líquida.

    ResponderExcluir
  18. Da série "You mean, really?":
    "O que eu estou dizendo é que se deve criminalizar a homofobia. A homofobia não é algo que a gente possa conviver" - Dilma, em conversa com os jornalistas agora após o debate do SBT.

    ResponderExcluir
  19. A-DO-RO o Caio Fábio, ele fala tudo de podre que tem no meio evangélico, defende os gays e é um cara muito gente boa!
    Você viu a entrevista dele no Danilo Gentilli?
    Tomara que a Marina realmente ouça ele!

    ResponderExcluir
  20. Palhaçada a Dilma vir agora defender a PL 122 que ela mesma engavetou, e se acovardando quanto a questão da identidade de gênero e casamento, que são duas questões ainda mais polêmicas. Meu koo com mel.

    ResponderExcluir
  21. Tony, e pra deputado em São Paulo, tem alguma opinião? Se eu votasse no Rio, seria o Jean Wyllys...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não tenho. Preciso me informar melhor e, quem sabe, fazer até campanha aqui no blog (como já fiz em outros anos).

      Sou um puta pé frio, ninguém que eu apoiei conseguiu se eleger...

      Excluir
    2. O dj André Pomba é candidato à Deputado Federal e a Silvetty Montilla a Daputada Federal. Os dois pelo PV. Partida das Viada! (é sério).

      Excluir
  22. Aqui estão alguns nomes (o Jean apoia Bill Santos a deputado Federal)

    - André Pomba (PV) - Número: 4396. Candidato a deputado federal abertamente gay

    - Bill Santos - PSOL - Número: 5019. Candidato a Deputado Federal. O candidato é abertamente gay e defensor da causa LGBT.

    - Silvetty Montilla - PV - Número: 43 077. Candidata a Deputada Estadual.

    - Todd Tomorrow (PSOL) - Número 50505. Candidato a deputado estadual por São Paulo - Gay, militante de direitos humanos, alcançou notoriedade diante do enfrentamento às forças ultraconservadoras que atuaram na decisão de indicar Marco Feliciano (PSC) para a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal, em 2013.

    Mais informações, grupo LGBT Brasil: https://www.facebook.com/groups/160675253993716/permalink/749795511748351/

    ResponderExcluir

  23. "Minha opinião ainda não está cristalizada, e eu preciso de mais informações"

    hahahah Se deixa enganar quem quer. Informações mais que suficientes ela já deu, e continua a fazê-lo. Só que há tanto ódio de Dilma entre todos nós que muitos se veem cegos diante da obviedade que é Marina.
    Acompanhemos!

    ResponderExcluir
  24. Imagine só um país deste tamanho com seu povo ajoelhado diante de uns falastrões e de crenças arcaicas e sem fundamento. Seja como for, que fiquemos longe desse cenário catastrófico.

    ResponderExcluir