terça-feira, 26 de agosto de 2014

EMMY DE MESMICE

Se eu fosse o responsável pelos Emmys, baixaria uma norma rígida para o ano que vem: proibido votar em quem já ganhou. É ruim para a própria premiação um ator vencer quatro vezes seguidas pelo mesmo papel, como aconteceu com Jim Parsons de "The Big Bang Theory", e injustíssimo com a tão falada terceira "Era de Ouro" da TV americana. Além dos resultados decepcionantes, a cerimônia em si foi a mais chocha dos últimos anos. Seth Meyers simplesmente não tem borogodó para segurar um show desse tmamanho. Tanto que, em seu melhor momento, ele não passou de coadjuvante: foi no esquete ao lado de Billy Eichner, um apresentador gay que vem fazendo muito sucesso na internet com suas corridas pelas ruas de Nova York. Ano que vem deve ser melhor: por causa do rodízio entre as grandes redes abertas dos EUA, o show será transmitido pela CBS, que provavelmente colocará Stephen Colbert, o substituto de David Letterman, como mestre-de-cerimônias. Se bem que ontem ele também foi mal...

(O Emmy também foi o tema da minha coluna no F5 desta semana)

10 comentários:

  1. Jim Parsons não deveria ganhar nem uma vez, aliás nem nerece ser nomeado, tá interpretando a si mesmo praticamente.

    Big Basic Theory.
    https://24.media.tumblr.com/a449920034da53594958c7dd0c41685a/tumblr_mzihxoNAkH1qdm5ngo1_250.gif

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você....Arte é inovação. Uma coisa nova a se mostrar, uma forma nova de se falar a mesma coisa, o despertar de sentimentos "novos" no espectador. Ninguém vai pro museu ou pra livraria atrás de repetir as mesmas experiências... Queremos ser surpreendidos pela arte. Arte que não surpreende ou inova, de qualquer jeito que seja, não é arte. Eu não faria uma norma rígida de proibir votar em quem já ganhou, desde que esse ganhador se reinvente, traga algo novo, algo realmente artístico... O Emmy prestou um desserviço a si mesmo esse ano. E à arte em geral.

    ResponderExcluir
  3. Anastasia Beaverhousen27 de agosto de 2014 12:09

    Pois eu fui dormir felicíssima sabendo que a absoluta, necessária, ímpar, adorável e inenarrável Jessica Lange (simplesmente a melhor atriz viva) levou o prêmio por American Horror Story. Essa sim uma série que não quer saber de mesmice.

    ResponderExcluir
  4. Tony, o Emmy no ano que vem será na FOX e não na CBS, que já o apresentou ano passado com o Neil Patrick Harris como Host.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura? Olhei na Wikipedia e deu que era CBS. Mas se você está dizendo...

      Excluir
    2. Nessa reportagem do EW eles já especulam quem a FOX escolherá para apresentar o show. http://popwatch.ew.com/2014/08/26/emmys-poll-who-should-host-in-2015/

      Excluir
  5. Estou simplesmente apaixonado pelo Billy!

    ResponderExcluir
  6. Não consigo entender essa lógica de que se o cara ganhou ano passado não deve ganhar de novo esse ano. Se ele continua fazendo o melhor trabalho, não merece ganhar independente se já foi premiado pelo mesmo papel, em outro momento?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O concieto de "melhor" é subjetivo, e ganhar váris vezes pelo mesmo papel é um desperdício quando há dezenas de outros atores fazendo trabalhos brilhantes. O Emmy pode mudar uma carreira toda.

      Excluir
    2. E com tanta coisa boa sendo feita, Jim Parsons ganhar pela quarta vez e Modern Family pela quinta, em anos nada memoráveis para esses dois, é uma piada. Só serve para desprestígio do próprio prêmio. mas em drama Breaking Bad mereceu a enxurrada. E The Normal Heart merecia mais. Fiquei chateado com a derrota de Matt Bommer.

      Excluir