segunda-feira, 4 de agosto de 2014

AS AVENTURAS DE HU

O tigre ocupa um lugar especial no imaginário humano. Está abaixo do leão, o "rei dos animais", mas acima de todos os demais. É admirado pela elegância e temido pela ferocidade. Na ficção, costuma ser retratado como traiçoeiro e indomável: em "As Aventuras de Pi", o tigre continua querendo comer o rapaz mesmo depois de passarem meses juntos num barquinho. Agora é a vez do tigre Hu, do zoológico de Cascavel, atrair os holofotes. É chocante que haja gente pedindo para que o bicho seja sacrificado: resquício de uma mentalidade do século 19, que achava necessário punir uma fera que ousasse atacar uma pessoa. Afinal, ela pode ter adquirido o gosto pela carne humana! Consta que até o garoto que teve o braço amputado implorou pela vida de Hu. Eu, no lugar dele, pediria para que seu pai irresponsável fosse eliminado. O caso reabriu a velha discussão sobre a necessidade de termos zoológicos, e tem muita besteira sendo dita nas redes sociais. Zoos não são prisões: quando bem administrados, são centros importantes de pesquisa e divulgação científica, e a imensa maioria das espécies se dá bem em cativeiro. Resta saber se o de Cascavel cumpre esses requisitos - o que deve ter de zoológico precário Brasil adentro me causa arrepios.

10 comentários:

  1. O que me impressionou foi ter gente filmando, vendo o perigo e não ter feito nada. Não estou tirando a responsabilidade do pai,se não pelo fato de terem pessoas filmando e por perto e não terem feito nada! Escutei de veterinarios que as vezes acontece isso de invadirem essas areas ou entrarem na jaula dos animais. A maior responsabilidade é sim a dos pais,porem as pessoas tiveram tempo de filmar e nao tentaram tirar o menino,chamar a atençao do pai ou um segurança? Como disse uma veterinaria: vc esta vendo q vai dar merda e nao faz nada?decide filmar para depois dar uma de indignado e fazer denuncia na internet?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece que está mesmo surgindo uma cultura de filmar alguma barbaridade sem intervir, como se fôssemos cientistas observando a natureza.

      O que dizer da pessoa que gravou as imagens daquele cara estrebuchando em frente a um hospital, sem receber atendimento? Serviu para denunciar o caso. que bom - mas o sujeito morreu!

      Excluir
    2. Mais ou menos como o governo FHC (agora tem que grifar, né?) recuou da decisão de exigir curso e kit e primeiros socorros de todo motorista (afinal, ninguém tem que ser um cirurgião), eu também acho que ninguém tem que ser herói. No caso do fotógrafo que morreu em frente a um hospital, acho mais válido ainda. O cara estava em frente a um hospital cardíaco e o SAMU foi chamado, Tudo que era exigido de qualquer cidadão fiou feito. Isso é o que a lei exige e pronto. Omissão foi do hospital.

      Excluir
  2. Nesse caso, um pouco mais complicado intervir, pois o garoto estava com o pai, que o autorizou a ficar próximo da jaula e provocar os animais; como interferir na autoridade paterna? Provavelmente levaria um chega pra lá, um "mind your business"...Depois da tragédia consumada, mais fácil dizer o que deveria ter sido feito, etc...

    ResponderExcluir
  3. não vi necessidade de assistir a reportagem completa, apenas vi parte do video onde o menino incita o animal. Como bem diz, é uma fera, um animal, e ele age por instinto. A preza está ali, facil, pequena, mesmo que não esteja com fome, ele ataca pela simples razão de parecer caça...Não é culpado o zoologico, muito menos do tigre. A culpa, na minha opinião é unica e exclusiva do Pai. Ele que durma com a consciência de que provocou o acidente. O menino não foi atacado apenas pq passou na frente, ele ficou ali, aguçando o instinto do bicho. Se sacrificarem o animal será a maior ignorância dos últimos tempos. Se é assim, sacrifiquem tb o cara que atropelou o ciclista na Paulista e arrancou o seu braço inteiro. O tigre, dizem irracional, mas e o animal que atropelou o cara...é oq? Certas coisas me revoltam...abração.

    ResponderExcluir
  4. As bobagens que voce leu nas redes sociais, pelo menos as minhas, se referem a zoologicos onde nenhuma pesquisa seria é feita e onde usam os animais apenas para chamar atenção de humanos que passam seus finais de semana observando animais dentro de jaulas.

    ResponderExcluir
  5. E mais uma vez parte considerável da sociedade volta a fazer escândalo demonstrando sua ausência de noção da vida. Como se os seres humanos fossem o supra sumo da natureza e os únicos com direitos a viver aqui na Terra. Só por conta de um acidente causado por culpa humana envolvendo um animal, que agiu de acordo com seu instinto normal, agora querem "resolver" desta maneira? Pelo menos o garotinho demonstrou um pouco de sabedoria. O zoológico também não deve ser responsabilizado por nada. A grade onde fica o tigre é adequada e outra anterior a ela também, além de existirem placas de aviso. Se algo saiu errado não foi por negligência de ninguém, exceto do responsável pela criança.

    ResponderExcluir
  6. Seleção natural, deveria ter arrancado a cabeça do moleque e do pai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor comentário, ponto.

      Excluir
  7. Qualquer pessoa que tenha gato já viu o felino manso e alimentado matar bichinhos apenas por instinto....

    ResponderExcluir