quinta-feira, 10 de julho de 2014

REAGE, CERSEI

Saíram hoje as indicações ao Emmy. Como sempre, a Academia de Televisão foi extremamente conservadora e continuou nomeando séries e atores que não mereciam. A quarta temporada de "Downton Abbey" foi um ligeiro desastre, mas mesmo assim foi lembrada. E cadê Michael Sheen, por "Masters of Sex"? Cadê, ó Senhor, Tatiana Maslany, por seus trocentos personagens em "Orphan Black"? Pelo menos "Orange is the New Black" dominou a categoria "atriz convidada". E meu amado "Game of Thrones" recebeu nada menos que 19 indicações, mais que qualquer outro programa. Mesmo assim, o glorioso Charles Dance foi ignorado - e era sua última chance de concorrer como Tywin Lannister. Pelo menos seus filhos Tyrion (Peter Dinklage) e Cersei (Lena Headey) estarão lá, no dia 25 de agosto, quando os vencedores forem anunciados. Amei a reação dela...

9 comentários:

  1. Torcendo para The Normal Heart como melhor filme e seus outros indicados. A história mexeu comigo.
    Mark Ruffalo está espetacular. Já gostava dele e agora me conquistou de vez, merece o prêmio, assim como Julia Roberts.
    Matt Bommer, Jim Parsons, Joe Mantello e Alfred Molina idem.
    Vi algumas críticas não muito boas em relação a interpretação do Jim Parsons das quais discordo, gostei de vê-lo em um papel dramático. Não lembro de ter assistido algo com o Joe Mantello antes, se vi, me passou despercebido. Mas ele me surpreendeu. O monólogo dele na sala da CSHG é forte e dá uma real dimensão do que foi aquele primeiro momento da epidemia. Mas eu acho que quem deve levar mesmo o prêmio de coadjuvante é o Matt Bommer, o cara está de parabéns.
    Não vivi aquele período, tenho 31 anos, logo era um bebê em 1983, mas acompanhei ainda o estrago causado pala AIDS em pessoas famosas nos anos 90 antes do coquetel. Lembro que quando criança AIDS era uma palavra que carregava um certo peso quando pronunciada. O filme serviu para eu pesquisar mais sobre o assunto que apesar de triste não deixa de ser interessante. Desde de que o assisti já li algumas reportagens da época, vi documentários e têm sido bastante enriquecedor ver a evolução do combate à doença ao longo do tempo. Recomendo o filme e agora é esperar pelos vencedores.

    ResponderExcluir
  2. Tony, não dê spoliers de Game of Thrones, por favor! Estou na 2a temporada.

    ResponderExcluir
  3. O mais importante dessa premiação é a nomeação - e presença - da Laverne Cox, imho. Falem o que quiserem sobre os red necks, e Republicanos, etc, mas os americanos continuam na frente, U.S.A! U.S.A! U.S.A! ZO/

    BUY MCDONAL'DS ON ITUNES!!!!! <<<<<<<---------------

    (haters trazendo vibes negroativas em 3, 2, 1....)

    ResponderExcluir
  4. Reage?? Ela tb tomou de 7 a 1??

    ResponderExcluir
  5. Tatiana Maslany merecia, ela é sensacional! Doido para disponibilizarem já a Orphan Black temporada 2 no Netflix.

    ResponderExcluir
  6. Também estou vibrando! Nada menos que cinco atrizes de American Horror Story foram indicadas, incluindo a absoluta Kathy Bates, a adorável Angela Basset e a divina Jessica Lange que pra mim é, de longe, a melhor atriz em atividade hoje.

    ResponderExcluir
  7. Para mim, a grande ausência é a Tatiana Maslany de Orphan Black. Mas feliz com as indicações de House of Cards, Orange is the New Black e claro Game of Thrones

    ResponderExcluir