quarta-feira, 30 de julho de 2014

LÁGRIMAS DE KROKODIL

"Krokodil" era uma revista de humor da extinta União Soviética. Surgida nos fervilhantes anos 20 como uma sátira impiedosa aos líderes da jovem nação, sofreu censura pesada e logo se transformou numa ferramenta do Partido Comunista. Também virou sinônimo de humor a favor, aquele que não existe: só falava bem do governo e mal de seus adversários. Ou seja, uma tristeza só. A "Krokodil" acabou junto com a URSS mas ressurgiu depois, com nova proposta editorial - mas ainda vigiada de perto, porque o regime de Vladimir Putin não é exatamente democrático.

A "krokodilização" avança no Brasil. O exemplo mais recente é o da Dilma Bolada, que agora é oficialmente parte da campanha pela reeleição da presidenta. O criador da personagem, Jefferson Monteiro, chegou a tirar a página do ar, alegando não querer suportar sozinho os ataques da oposição. Mas já está de volta, e, segundo informantes, a soldo do PT (ele nega isto em seu perfil no Facebook). No fundo, não importa muito se ele recebe ou não do partido. O fato é que a Dilma Bolada, que já tinha pouca graça, agora é totalmente chapa-branca.

Num contexto mais amplo, me assusta a reação do governo à mensagem que o Santander enviou para alguns clientes VIP. Claro que o banco foi inábil na escolha das palavras, mas o fato é incontestável: a Bolsa cai quando Dilma sobe nas pesquisas, e vice-versa. E também é claro que o PT está usando o episódio a seu favor, como fez no caso das vaias na abertura da Copa. Mas a ameaça de sanções ao banco soa mesmo venezuelana. Sim, tenho medo que, num segundo termo, Dilma se "bolivarianize" sem medo de ser feliz, com maior vigilância à imprensa e restrições aos opositores. O que não quer dizer que eu ache que vá ser uma maravilha com o Aécio. É notório que grande parte da imprensa mineira tem o rabo preso com o ex-governador, e ele já mostrou de que não sabe lidar bem com a liberdade de expressão que vigora em outros estados. Precisa mudar de atitude agora. Depois, não adianta chorar.

24 comentários:

  1. Respostas
    1. Com certeza deve estar entalado no seu ku!, libera tia!

      Excluir
  2. Queria que o Santander tivesse avisado que o dolar ia disparar 3 dias depois da reeleição do FHC.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre tem nos comentários algum petista falando borracha, preguiça de responder.

      Excluir
    2. Adoro quem me chama de PTista e não faz ideia de que eu sequer faço questão de votar e nem votei na Dilma.

      Excluir
    3. petista enrustido é tão petista quanto o assumido.

      Excluir
  3. O mio babbino caro
    Qual partido não tiraria proveito de uma inabilidade desta? Acredito que o episodio, não das vaias, mas de mandar uma presidente tomar no cu, naquelas circunstâncias, e às vésperas de uma eleição, caracteriza e colabora muito mais para que a situação política se "Venezualize". E sinceramente, por tudo, Aécio não dá né.

    ResponderExcluir
  4. DIlma Bolada é realmente a coisa mais sem graça dps das piadas da Rosana Hermann.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já me peguei tentando traçar o perfil de quem ri de Dilma Bolada.

      Excluir
  5. Ai Regininha goes, ce jura que a sra tb ta com meda?

    Gracas a Deus essa sindrome so ataca as inteligentes, ne?

    ResponderExcluir
  6. Os dias desta insuportável sem sal está acabando, e deste partideco também, já vão tarde!!!!

    ResponderExcluir
  7. A principio pretendo votar no Eduardo e Marina no 1 turno e no Aécio no 2, mas que merda foi essa que o Santander fez? Eufemismo existe para que, hein?

    ResponderExcluir
  8. Vocês não riem do Dilma Bolada, porque não são cariocas. Simples assim. Assim como não achava a mínima graça do Terça Insana ou da Praça é Nossa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Traduzindo: A joaninha gosta do Dilma Bolada...Por que será que isso não me surpreende?

      Excluir
    2. Não sei onde Joanete descobriu que o humor da abobalhada é pra cariocas e que isso faz sucesso com cariocas. DataJoanete opera segredos.

      Excluir
  9. Bom, a Dilma sofreu vários tipos de ataques de baixo nível, já foi chamada de lésbica que teve caso com a empregada, já foi chamada de criminosa, que era a favor à morte de criancinhas, já disseram que ela faliu um loja de 1,99 (isso talvez seja verdade, rysos). De qualquer forma, ela passou quatro anos no poder e nunca tentou censurar nada. Isso é fato. Já o Aécio, mesmo antes de "chegar lá" já entrou na justiça para retirar conteúdo da internet sobre sua suposta cheiração (isso também pode ser verdade, ou não?). E também é um fato. Aconteceu. Imagine se ele tivesse o poder de decidir esse problema por decreto?: Pois é... Por isso eu vou de Dudu Campos!

    ResponderExcluir
  10. Tipo de gente que acha graça de Dilma Bolada: Petistas! Fim!

    ResponderExcluir
  11. Vivo em Miami ha mais de 3 anos e meu namorado e' Venezoelano. Ele diz que o Brasil esta seguindo exatamente os mesmos passos que a Venezuela ha alguns anos. Sabemos no que isso dara. Por favor, tirem o PT do poder !!

    ResponderExcluir
  12. A Presidenta Dilma está certa em criticar a atitude do Banco. Se governos não devem interferir no setor privado este também não tem que dar pitaco em política, se não foi convidado à faze-lo. Eu sou correntista desse banco, não pedi consultoria, não autorizei que me enviassem nada então não tinham o direito de me "alertar". Não preciso disso. E mais, conselho de banqueiro sempre é duvidoso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Economia não é política. E a análise do banco (consultoria?) é feita para clientes com muito mais dinheiro do que você sonharia em ter na sua conta-salário.

      Excluir
    2. a sua resposta vem confirmar aquilo que eu disse acima. Bancos estão se lixando para a maioria da população que é portadora de menos dinheiro de como você diz, jamais sonhariam em ter na conta. Então já que vocês são minoria o mais certo é um(a) presidente que governe para a maioria.

      Excluir
    3. Guarda seu dinheiro em casa então, criatura injustiçada!

      Excluir