quinta-feira, 17 de julho de 2014

IMAGINA NA COPA (DE 2018)

Semana passada o maior telejornal da Rússia noticiou que tropas ucranianas haviam crucificado um garoto de três anos em praça pública, e em seguida arrastado a mãe dele amarrada a um tanque. Tudo balela. Agora este mesmo programa está dizendo que o verdadeiro alvo do míssil que derrubou o voo MH17 da Malaysian Airlines era o avião que trazia Putin do Brasil. Ahã. Ainda não há provas, mas, tirando os russos, o mundo inteiro suspeita que os culpados pelo atentado sejam os rebeldes separatistas da Ucrânia. Mas talvez essas provas não surjam nunca - há relatos de que a caixa-preta do Boeing 777 já foi despachada para Moscou. Essa tragédia pode se tornar um desastre de relações públicas para o expansionismo russo. A imagem de Putin está tão ficando tão suja que nem mesmo uma Copa das Copas daqui a quatro anos será capaz de limpar. Mas aguardemos o desenrolar dos acontecimentos. Por enquanto, só uma coisa é certa: jamais, em hipótese alguma, embarcar num avião da Malaysian Airlines.

Nenhum comentário:

Postar um comentário