sábado, 19 de julho de 2014

A GUERRA DO BRIGADEIRO

Nem havíamos nos recuperado da derrota retumbante na Copa quando fomos submetidos a mais um insulto inenarrável ao orgulho nacional. O badalado chef Jamie Oliver não gostou do brigadeiro, nem do quindim e ainda menos do beijinho. A opinião foi emitida durante uma entrevista a Barbara Gancia para o programa "Saia Justa" onde ele precisou experimentar os doces em rápida sequência, além de caldo de cana e açaí. A grita foi tão grande que a própria Barbara teve que explicar no Feice que era de manhã muito cedo, a edição deixou muita coisa de fora e os doces brasileiros têm mesmo muitíssimo açúcar para o paladar europeu. Mas não adiantou. As redes sociais continuam em armas, pedindo a cabeça de Jamie. É isso aí, gente: vamos perder tempo com o que realmente tem importância, e não com bobaginhas como a queda do avião na Ucrânia.

(a entrevista de Jamie Oliver a Barbara Gancia pode ser vista aqui.)

19 comentários:

  1. Bom mesmo e' beans on toast, ne Jamie G'orda!



    ResponderExcluir
  2. O problema é que o Jamie não foi educado e chamou os doces de merda, fazer isso com algo tão querido pelo brasileiro e que faz parte da nossa gastronomia foi um insulto sim, lembrando que final do ano ele abre um restaurante aqui em São Paulo e não foi um comentário apropriado pra quem precisa de divulgação, notícias positivas e teve restaurante que foi denunciado por produtos vencidos e falta de higiene.
    No mais concordo que os doces brasileiros tem muito açúcar mas o que falar da "famosa" gastronomia inglesa ahahhaha fish and chips.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Já vi videos de gringos provando besteiras brasileiras pela primeira vez (dsclp, não achei o link). e mesmo os que não gostaram usaram expressões engraçadas, mas não foram desrespeitosos.

      O mais engraçado é o cara falando da paçoca que é boa, mas o formato é péssimo (VDD)

      Excluir
    2. Faltou um pouco de humor no Jaime, igual ao gringo (durante a copa) que chamou nossa farofa de areia mas acabou aderindo.

      ps. adorava seu blog

      Excluir
  3. Problema é dele. Eu amo estes doces e muitos outros aspectos do nosso Brasil. Se ele não curtiu, não ligo.

    ResponderExcluir
  4. Lost in translation. Ele so quis dizer que nao era saudavel. Podem ate discordar dele (afinal, bobagem isso de senso comum, ne?) mas o ataque de neopatriotismo eh injustificavel. Aprendam a ouvir critica, oras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lost in translation uma ova! O cara foi tremendamente grosseiro, mas a nossa grana ele quer, né?! Há modos bem mais educados de dizer-se que não gostou-se de algo, o modo usado por Jamie foi ofensivo, desnecessariamente, ofensivo.

      Excluir
    2. Se eu falar que a mulher dele é uma mocreia isso teria sido lost in translation?
      Eu tb acho os doces brasileiros muito açucarados, mas há maneiras mas gentis de dizer que algo é ruim.

      Excluir
  5. Nunca ouvi falar neste bosta!!!!

    ResponderExcluir
  6. acho que a própria Bárbara abriu caminho pro tipo de porcaria que ele disse. Ela começa o vídeo endeusando esse bosta, e de pernas abertíssimas para qualquer coisa que ele falasse ou fizesse. fã? não, é dócil povo brasileiro. Doce demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anastasia Beaverhousen21 de julho de 2014 08:58

      Que isso! A Barbara é uma das pessoas mais refinadas que eu conheço.
      Ela conseguiu elevar o estereótipo de sapatão para botinão.

      Excluir
    2. O que se vê no video é puro etnocentrismo cultural - "Uma visão etnocêntrica demonstra desconhecimento dos diferentes hábitos culturais, levando ao desrespeito, depreciação e intolerância por quem é diferente, originando em seus casos mais extremos, atitudes preconceituosas, radicais e xenófobas". A Barbara tentou prepará-lo para o fato de que ele não poderia gostar do paladar dos doces brasileiros pela grande quantidade de açúcar, mas a escolha em ser grosso foi dele.

      Excluir
  7. Mas os brasileiros chamam os hamburgueres e as batatas fritas americanas de lixo e porcarias, mas tem um monte de gente comendo nos fast-foods pelo país afora.

    Eu gosto dos doces brasileiros como brigadeiro e beijinho, mas se comer demais fica enjoativo.

    ResponderExcluir
  8. É isso aí, gente: vamos perder tempo com o que realmente tem importância, e não com bobaginhas como a queda do avião na Ucrânia.

    ESTA É A TONYAH QUE EU CONHEÇO!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei o Gaga no nick! Não esperava menos grosseria de um LM.

      Excluir
  9. ELE NAO FOI MAL EDUCADO, PARA MIM FOI ATE SIMPATICO...QUE POVO CHEIO DE MIMIMI

    ResponderExcluir
  10. Ninguém é obrigado a gostar de nada. Se não gostou, diga que não gostou e pronto. Mas falta de educação, dizer que o nosso brigadeiro é "a load of shit" aí já pegou mal.

    ResponderExcluir
  11. Concordo com Viviane. Diga que não gostou, não tem o menor problema. Mas dizer que é "shit" é grosseria sim. Agora, a Barbara tem sua parcela de culpa. Ela posou de "intelectual esclarecida que ridiculariza compatriotas ignorantes, que gostam de doces muito doces". Vá se catar, Barbara.

    ResponderExcluir