quinta-feira, 29 de maio de 2014

FALASTRÕES


"O Que os Homens Falam" fez muito sucesso na Espanha e até ganhou alguns prêmios, explorando um tema cada vez mais frequente no cinema: a fragilidade masculina. O filme reúne cinco segmentos onde homens de classe média (todos sem nome) conversam entre si e com algumas mulheres de seu redor. Também junta algumas das maiores estrelas da língua espanhola, como o argentino Ricardo Darín e meu adorado Eduardo Noriega. Mas não é tão bacana quanto parece. Apesar de curtas, algumas das conversas soam arrastadas, e faltam piadas. Do jeito que está, muitas vezes tive a sensação de estar espionando a vida de vizinhos desinteressantes. Salva-se justamente a sequência estrelada pelo Noriega - se bem que é difícil engolir o desfecho, onde ele é desprezado por uma vingativa colega de escritório. Quem entende as mulheres?

10 comentários:

  1. Nunca tinha ouvido falar do CESC GAY e o nome me chamou a atenção no cartaz do filme. Aqui no Brasil dá para se pensar em tanta coisa - parece nome de instituição governamental simpatizante.

    ResponderExcluir
  2. Plata Quemada... uma saudade...

    ResponderExcluir
  3. Tony, comenta The Normal Heart, o filme gay da temporada na HBO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gentem, pela terceira vez: vou ver o filme neste final de semana, quando ele for exibido na HBO Brasil. Aí eu comento.

      Excluir
    2. NOSSA Que fora!

      Excluir
    3. Mas, e agora? Já viu?
      E agora?
      Hã? Agora já viu, né? Hã?

      Excluir
  4. Só esqueceste de mencionar o meu adorado Leonardo Sbaraglia - o Nene, de "Plata Quemada". Aliás, Darín e Sbaraglia estiveram em Cannes, concorrendo com "Relatos Salvajes"... Com esses atores maravilhosos (em todos os sentidos), fica difícil não amar o cinema argentino.

    ResponderExcluir
  5. Deus meu tem cada homão meu número que é praticamente impossível não amar.

    ResponderExcluir
  6. Faltou o Javier Bardem!

    ResponderExcluir
  7. Já que o filme não tem nada de gay, só retrata os coroas héteros, eles decidiram colocar bem em evidência o nome do diretor para não deixar faltar este ponto kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir