quinta-feira, 8 de maio de 2014

DEGENERAÇÃO BRASIL

Um sujeito foi assaltado no Guarujá. Relatou o caso no Feice, ganhou um monte de likes e achou que tinha coisa aí. Criou uma página de vigilância, para monitorar os crimes de sua região, encontrar cachorros perdidos, mostrar buracos na rua... Só que o tal cara não é jornalista nem policial: nunca se preocupou em checar fontes ou ouvir o outro lado. E, na ânsia de conseguir ainda mais likes (e quem sabe um patrocinador), acabou publicando boatos. Como o do posto de saúde que estaria usando seringas contaminadas com o vírus HIV - uma denúncia gravíssima. Só que totalmente sem fundamento, tanto que lhe valeu um processo movido pela prefeitura. Isso não o desanimou, e a cagada seguinte foi a história da mulher que sequestrava crianças para rituais de magia negra. Deu no que deu. Não é a primeira vez nem a última que uma bobagem postada na rede vira uma bola de neve e prejudica alguém. Eu mesmo conheço gente que teve a carreira prejudicada por fofoca furada. Não, não vou reclamar da internet dar acesso a qualquer um que queira escrever - não vou cuspir no prato onde como todos os dias. Tampouco vou sugerir qualquer tipo de controle. Nem adiantaria: ainda vivemos numa Idade Média mental, cercados por bruxas e espíritos malignos. O pânico moral nasce na ignorância e é alimentado por quem lucra com ele, como pastores safados que criam inimigos imaginários para assustar seus fiéis. Tem solução para isto? Tem, Brasil: a educação. Mas leva algumas gerações.

27 comentários:

  1. Muito bom seu texto. Agora os ignorantes com mente da idade média se aproveitam da internet para revelar suas faces sanguinárias e maléficas. E estes imbecis ainda se consideram "pessoas de bem"
    PS: Please, comente algo do Eurovision, a final é nesse sábado (Conchitta Salsicha estará lá ahazzando).

    Mirakel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado!

      Quanto ao Eurovision, vou soltar um post depois de ver a final deste sábado,

      Mas falei do festival e de Conchita na minha coluna de ontem no F5, você leu?

      http://f5.folha.uol.com.br/colunistas/tonygoes/2014/05/1450480-drag-queen-barbada-causa-polemica-no-festival-eurovision.shtml

      Excluir
    2. Amanhã é team Conchita na festinha que eu vou.

      Excluir
  2. O mio babbino caro
    O quadro é quase desesperador!

    ResponderExcluir
  3. Sempre vivi em bairros muito pobres e ainda vivo, mas consegui construir uma vida muito digna através do trabalho e do estudo e consegui estudar em faculdade pública e atualmente comprei o meu apto e vou me mudar finalmente de um bairro pobre com gente que pensa que bruxa existe. O que eu tenho que concluir é que as pessoas querem continuar pobres e sem estudo. Preferem pagar 1.500 num celular ou 999 num tênis do que investir em um curso ou mesmo numa viagem para conhecer outras culturas. E jogam entulho na rua e ouvem música alta em seus carros. É tão triste tudo isso... Queria tanto que fosse diferente. E a escola tá lá, como esteve pra mim, mas ngém quer. Preferem um subemprego e continuar na vidinha de sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente. Vejo muitos parentes, conhecidos e amigos meus com a mesma mentalidade. Mas não só classes baixa, na média existem vários assim também. Só são classe média porque ainda tem dinheiro dos pais. No dia que dependerem de si próprios...

      Excluir
    2. Tb acho. Só é pobre e burro quem quer. Aliás, as pessoas que moram em bairros pobres não querem saber de vida melhor. Preferem chafurdar na lama. É vício. Graças a Deus existe gente como vc, gente de bem que economizou no tênis e no celular de marca para usar o dinheiro conhecendo outras culturas. Aposto que essas pessoas do bairro onde vc morava são na maioria negras. Gente diferenciada é uma tristeza. Tony, escreve um post sobre o novo filme do Vagner Moura fiquei sabendo que ele faz um gay passivo e mostra o pau. É verdade?

      Excluir
    3. Claudio Lopes, parabéns!!! Infelizmente parece que esse é o pensamento de uma grande parte.... pensa no agora/hoje.. quero o celular da moda pra ostentar.. .estudar pra quê???

      Excluir
  4. Quantos desses que participaram do linchamento não se julgam cristãos,com "Deus no coraçao"?Depois classificam os ateus de bandidos e assassinos em potencial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por causa das atrocidades que se cometem em nome de Deus eu grito para quem quiser ouvir: É POR ISSO QUE EU SOU ATEU!
      E aproveitando a deixa: HItler era cristão fevoroso. Nhé!

      Excluir
  5. Ah, mas esses linchamentos públicos são clássicos do Brasil até mesmo antes da internet ser o referencial das notícias. Lembra do caso da Escola Base em São Paulo? Ninguém mede consequências no Brasil porque não existe punição exemplar, é só tapinha na mão e ser chamado de bobinho, enquanto que a pessoa que foi exposta de maneira injusta se ferra para reparar sua reputação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moro num lugarejo que vota mal, quase nunca tivemos representantes na assembleia legislativa do Estado que moro, a população não reivindica nada para si em termos de educação - agora mesmo perdemos um polo de universidade federal por falta de interesse das 'autoridades' locais e tb por falta de interesse de pais de alunos que concluem ensino médio (antigo segundo grau) e não tem perspectivas a não ser viver à custa de bolsa e aposentadoria de avós ou outros parentes próximos, - mas a cidade vizinha não só conseguiu o tal polo, como ainda conseguiu construção de uma maternidade, uma creche e um centro de atendimento à pessoa idosa, pois lá o índice de escolaridade é maior e pessoas como um todo sabem se posicionar sobre seus direitos enquanto contribuintes, conseguiram tudo isso em menos de dois anos, povo do meu lugarejo é tal qual o do seu bairro, desinteressado, fútil, vulgar e iludido, pior de tudo: quando quem estuda e batalha consegue algo, saem na janela de seus casebres pra destilar ressentimento pelo outro, uma vibe assim tipo a fábula da cigarra malandra x formigas trabalhadoras.... Me identifiquei com muito do que vc disse, afinal essa tb é a minha realidade. Viver em lugares esquecidos pelo poder público e no Brasil de um modo geral é para os fortes, vai por mim. Merecíamos um premio de alguma entidade internacional.

      Excluir
    2. Ooops, postei no campo de resposta errado, minha resposta vai para o Claudio Lopes, ok?

      Excluir
  6. Qualquer coisa gera um pânico e histeria generalizados, é realmente assustador. As pessoas não tem intelecto suficiente, e não me refiro a estudo, pois bom senso não se aprende na escola, mas sim ao ímpeto para discernir o real do imaginário. Conheço gente que acredita piamente em todas as bobagens que espalham pelos feicys da vida, afinal, pra quê Google? E estas mesmas pessoas fazem questão de deixar suas opiniões sobre todos os assuntos que julgam conhecer, não leem as de ninguém mais, só querem que as próprias sejam lidas, curtidas. Querem que suas vozes sejam ouvidas, afinal, a voz do povo é a voz de Deus...mas será mesmo? Como já comentado acima, muitos não querem uma vida melhor, estudar, ter um trabalho fixo, porque simplesmente não precisam. A intenção do governo em acabar com a miséria é louvável, e sei que há aqueles que realmente necessitam, mas está criando uma geração de vagabundos (as), dependentes e ignorantes. Onde estariam caso não tivessem esses direitos? Não sei, talvez procurando emprego, ou se esforçando de alguma forma para conseguir uma vida melhor, e não espalhando ódio e desinformação internet afora.

    ResponderExcluir
  7. Eles [políticos, a latrina universal de todos os males] tb sabem que a educação é ponto de partida, por isso mesmo eles mirram ela cada dia mais, com investimentos parcos, demagogia e muita mas muita cara de pau, afinal gente ignorante, alienada e dependente economicamente das benesses governamentais sempre vai votar neles e não em candidatos realmente envolvidos em alguma mudança.

    ResponderExcluir
  8. Ótima análise, Tony, concordo com tudo que disse. Infelizmente vejo muita gente que se julga cristã e dizem que só estão indignados com tudo isso e adotam os mesmos discursos inflamados, cheios de ódio e de jargões com soluções simples para problemas complexos de jornalistas que só visam o ibope e dinheiro. E o engraçado que os mesmos que adotaram e compartilharam a mensagem de Sheherazade contra bandidos, ficaram quietinhos sobre a mulher do Guarujá. Não vi nenhum dos que conheço compartilhar uma mensagem repudiando a ação dos loucos.

    ResponderExcluir
  9. Acham mesmo que os pústulas de Brasília querem que educação melhore? Só que não, isso pra eles seria como despejar inseticida no esgoto onde eles fazem fortuna!

    ResponderExcluir
  10. Outra coisa: educação liberta mais que religiões, mas o crescimento de escolas e universidades nesta terra brasilis é inversamente proporcional ao crescimento de templos evangélicos onde se pratica a extorsão de dízimos. Sabe como que é, Estado não faz a parte dele (não devolve nada em serviço do que se paga em impostos), então igrejinha se fortalece na fraqueza dele, vai lá e faz a assistente social, a psicologa, a professora.... Muito triste tudo isso, muito Brasil, muito a cara do que se vê em diversas partes desse país.

    ResponderExcluir
  11. The Teachers of Brazil9 de maio de 2014 12:40

    Dou aula de 7 às 11 da manhã, engulo qualquer coisa que não tem valor de almoço e sigo de 1 às 5 da tarde pra segunda jornada de trabalho de um dia que já começa estafante.... Sim , sou professor, mas não me pergunte, por favor, se estou feliz, pois minha resposta será clichê, comum a qualquer professor de escola pública de Norte a Sul. Sei que existem governos que investem mais, outros menos e outros, nada. No meu caso a escola lembra muito um cadeião, nunca vemos o diretor por lá, a polícia já baixou por lá três vezes esse ano por conta de agressões físicas entre alunos e ameaças a professor, tem dias que há água p/ se beber, outros, não. As salas, ao contrário do que prega a propaganda governamental (que eu e outros professores chamamos de propaganda nazista), NÃO são climatizadas e, facilmente, poderiam ser alugadas como saunas, pois teriam efeito semelhante e até melhor que.
    Realmente, dizer que políticos brasileiros desejam que isso melhore é a maior mentira num raio de oitocentas galáxias.......... Farto de demagogia, há dez anos, não voto em ninguém que vá pra Brasília, e, já neste pleito, não votarei em ninguém para me representar em poderes estaduais ou municipais. Motivo mais que recorrente: inoperância, logo, não me representam, não quero compactuar com seus projetos pessoais de enriquecimento ilícito seguidos de aposentadoria antecipada, já como megaempresários de fortunas amealhadas com a desgraça de diversas populações.

    ResponderExcluir
  12. Alguns analistas internacionais costumam definir o Capital Humano do Brasil como de baixa qualidade. E eu estou de acordo com eles. Temos empresários de baixa qualidade, uma elite de baixa qualidade, uma classe media de baixa qualidade, uma classe baixa obviamente de baixa qualidade (essa por pura falta de opções), médicos de baixa qualidade, jornalistas de baixa qualidade, mídia de baixa qualidade, universidades de baixa qualidade, justiça de baixa qualidade. Somos o quinto país mais populoso do mundo mas nossa melhor universidade sai apenas no final da lista das 300 melhores do mundo, atrás de universidades indianas e sul-africanas.

    Precisamos de educação sim, mas não simplesmente a educação formal escolar. a disciplina Ética e Cidadania deveria ser obrigatória, e não temos nem professores capacitados a dar aulas de ética. Nossa politica é apenas reflexo do povo. Não somos suecos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabemos lidar com gente, não conseguimos enxergar o outro em meio a burocracia de formulários, carimbos, senhas, até mesmo no telemarketing as pessoas sequer sabem pronunciar os nomes mais básicos, chamam senhor de senhora e vice-versa, realmente não se dá a mínima para a pessoa em detrimento do poder (legislativo, judiciário ou executivo), coisas só funcionam mediante carteirão - vc sabe com quem está falando? - e sim, isso passa pela educação e está dentro de um programa curricular de ética e cidadania, mas não é prerrogativa de professores que apenas seguem ordens e lecionam currículos escolares demodé, é responsabilidade do programa educacional que é decidido pelos governos federal e estadual até que atinjam as malogradas administrações municipais. Daí vocês logo entendem porque não se avança... É o caos! É o inferno da incompetência!

      Excluir
  13. A mulher do Guarujá vai ser a comoção desta semana, a fonte de ibope dos apresentadores de programas policiais sensacionalistas (maioria grandes hipócritas que há duas semanas atrás defendiam autores do olho por olho dente por dente) que agora se mostram em posturas ultraindignadas.... Fato: essa pobre mulher que não tem nenhum medalhão na família vai ser mais um número na estatística, vão pegar todos os envolvidos possíveis (com ênfase nos PPP = pretos, pobres, putas - como acontece há séculos), vão ser condenados e, em menos de três anos de pena, sairão às ruas p/ cumprir o semi-aberto. O judiciário vai continuar lento, juízes e promotores bons no que fazem serão assassinados, juízes e promotores maus continuarão com suas ações clandestinas e espertamente vivos, a educação e a saúde serão ainda motivo de muita demagogia, segurança pública que não protege..... 1500-2014 = 514 anos não foram suficientes pra nada!!!

    ResponderExcluir
  14. Primeiro, vergonha de quão raros e equivocados são a maioria dos comentários acerca deste post, enfim... Moro em Guarujá, acompanhava periodicamente a famigerada página, que é de um mal gosto atroz, mas há algo ainda pior. Muito provavelmente os mentores da página são pessoas ligadas à política partidária, talvez por isso estão resguardando a identidade do dono da página; a página possivelmente deve ser mantida pela oposição. Vale lembrar que a pol[itica partidária na Cidade faz frente ao praticado nos rincões do Nordeste, no melhor estilo "manda matar".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cuidado com o "muito provavelmente". Pode ser boato,

      Excluir
  15. Raros.... Equivocados.... Oposição.... Cuidado... Daniel Ozorios, Giovannis e agora Giulianos sempre á espreita, especialistas do tribunal da internet do que devemos expressar ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vozes discordantes que você preferiria que nem existissem.

      Excluir