quinta-feira, 15 de maio de 2014

A PELE QUE ELA HABITA

"Sob a Pele" nem estava na minha lista. Mas aí eu me vi com um par de horas livres, e a única sessão que se encaixava nelas era a desse filme esquisito com Scarlett Johansson. É mais do que louvável que uma atriz com a fama dela se preste a um trabalho de vanguarda, que provavelmente vai faturar uns 200 reais nas bilheterias. Talvez um pouco mais: afinal, depois de usar só a voz em "Ela". ScarJo aparece aqui nuinha em pelo, mostrando um corpo renascentista cheio de curvas e gordurinhas, de quem sabe que não precisa de academia para ser bonita. O filme em si tem sequências desconcertantes, design sonoro esmerado e quase nada de trama. É só uma alenígena vagando pela Escócia e dando carona para incautos, que ela afunda numa piscina escura para fazer não se sabe bem o quê. Isto se repete tantas vezes que a segunda metade de "Sob a Pele" me encheu bastante o saco. Com uma hora a menos, teríamos um belíssimo média-metragem "de arte". Dp jeito que está, só para quem gostar muito de piração e/ou for tarado pela Scarlett.

4 comentários:

  1. Acho ela boa atriz, mas nao tao bonita quanto hollywond quer vende-la

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo: Charlize Theron, Sharon Stone, Kirten Dunst... São tantas... O conceito de beleza é muito pessoal. Mas acho que em Hollywood tem atrizes em todas as faixas de idade que são mais belas (ao menos para mim) do que Scarlett Johansson e a não citada nesta postagem, mas também badaladíssima Jennifer Lawrence (que ao meu ver tem cara de palhaço). Essa tem que aproveitar o momento. Raras são as atrizes consideradas belíssimas quando jovens que pegam papéis de destaque quando estão mais velhas. Diferente dos homens que muitas vezes ocorre o contrário.

      Excluir

  2. Tony vc não vai comentar o filme do Vagner Moura? Parece que é babado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até tinha convite para a pré-estreia de "Praia do Futuro", mas não consegui ir. Vou amanhã sem falta!

      Excluir