sexta-feira, 16 de maio de 2014

A FALTA QUE FAZ UM LIVRO

E quando a gente acha que o Brasil já está uma merda de proporções continentais, eis que surge um juiz federal no Rio de Janeiro decidindo que umbanda e macumba não são religiões. Essa catarata de ignorância jorrou de Eugênio Rosa de Araújo, da 17a. vara, que alegou que "as manifestações religiosas afro-brasileiras não constituem religiões" porque não têm um livro sagrado como a Bíblia ou o Alcorão nem veneram um deus único. Como é que é??? Isso parece papo de muçulmano fundamentalista, que só respeita "os povos do Livro" - e a verdade é os neopentecostais só diferem numa coisa desses muçulmanos: na ganância desenfreada, que é muito maior. Parece óbvio que esse incrível juiz-que-não-estudou (é ele quem precisa de livro!) pertence a alguma "igreja" inventada há menos de três décadas por algum "pastor" salafrário, com alguns milênios a menos de tradição do que o culto aos orixás. Felizmente o Ministério Público Federal já recorreu deste flagrante atentado à liberdade religiosa, e aposto que tudo será revertido nos próximos dias. Por outro lado...

A decisão do juiz-que-não-estudou veio em resposta a uma ação também do MPF que pedia a retirada do YouTube de vídeos onde pastores achincalham os seguidores das religiões afro-brasileiras. Acho esses vídeos ridículos, mas... sou a favor de que eles permaneçam online, por uma razão bem simples: para mim, é mais do que lícito ofender, xingar e avacalhar com qualquer religião que seja (ou com a falta dela). Não acho que nenhuma fé seja sagrada o suficiente a ponto de não merecer uma bela tiração de sarro. Fora que esses vídeos patéticos expõem ainda mais a miséria mental dos seguidores das "igrejas" caça-níqueis. Por mim continua tudo no ar, mas com direito a réplica e tréplica ad infinitum.

27 comentários:

  1. Sabe o que é pior? Esse cara tem livros publicados e dá aula em cursos preparatórios.

    Aqui a fuça dele: http://www.impetus.com.br/autor/eugenio-rosa-de-araujo-216

    Escreveu - omg - livro sobre direitos humanos, inclusive.

    Tomara que coloquem vários trabalhos na porta da vara dele. E pior que conheço juiz macumbeiro (expressão que carinhosamente utilizo aqui).

    ResponderExcluir
  2. Se essas "religiões" africanas fossem coisa boa,os lugares onde elas têm forte presença não viveriam na miséria e no atraso.Onde o verdadeiro Deus está há prosperidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então o verdadeiro Deus está na China, que é quase toda ateia?

      Excluir
    2. Anastasia Beaverhousen16 de maio de 2014 19:59

      Não, o verdadeiro Deus está no riquíssimo Japão, onde 99% da população não é cristã.
      Ou na Escandinávia que tem os melhores IDHs do mundo e quase todo mundo é ateu.
      Ah, e explicando aos evangélicos: IDH quer dizer índice de desenvolvimento humano, e os países que fazem parte da Escandinávia são a Dinamarca, Suécia, Noruega e Finlândia.

      Excluir
    3. Os lugares mais prósperos do mundo (no Ocidente) são de maioria protestante, agnóstica ou ateia, desculpa.

      Se fosse assim, o Brasil seria mega desenvolvido, já que é o país mais católico do mundo.

      Excluir
    4. Anastasia, acho que fica melhor colocar "países nórdicos da Europa" aí é possível incluir a Islândia também.

      Excluir
  3. A prosperidade de Deus é completa.Bolso cheio com depressão e melancolia da China,Japão e etc não é a prosperidade feliz que vem de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hmm, o que seria essa tal prosperidade feliz de Deus? As casas que os "bispos" compram em Miami com o dízimo pago pelos tolos?

      Excluir
    2. Anastasia Beaverhousen16 de maio de 2014 23:37

      Melancolia no Japão onde os caras se divertem pacas com todas aquelas engenhocas eletrônicas e onde são capazes de reconstruir o que foi destruído por um tsunami em meses?
      Melancolia na Escandinávia onde do berço ao túmulo todas as suas necessidades estão asseguradas?
      Aliás, qual é o medidor de melancolia que vc usa?
      E quem passou procuração pra vc ser capaz de saber se as pessoas são felizes ou não?

      Excluir
    3. A felicidade vem de dentro de nós,é espiritual,é do coração.A felicidade não tá em engenhocas eletrônicas ou no bom funcionamento de serviços públicos.A felicidade não tá no materialismo.

      Excluir
    4. A felicidade também pode não estar na religião.

      Excluir
    5. HANA MACANTARAVA SUYA

      http://instagram.com/p/mRBEhznoVh/

      Excluir
    6. Anastasia Beaverhousen19 de maio de 2014 09:10

      Vc ainda não respondeu?
      Que medidor de melancolia vc usa?
      Quem passou procuração pra vc saber quem é feliz ou não?
      NÃO JULGUEIS PARA NÃO SERDES JULGADOS - LUCAS 6:37

      Excluir
    7. Rameiras do Ritmo20 de maio de 2014 02:46

      Tomba esses haters, mesmo, Anastasia,. sabe de uma? Prefiro mil vezes o sincretismo africano, seus atabaques mães e pais de santo que esse bando de evangelicos sem sal na tv, no radio, ocupando lugares na política, espalhando ódio por toda parte e ainda posando de vítimas.... Se eles são de Deus por que se comportam como demônios? Isso muitos deles são tão hipócritas que não conseguem responder.

      Excluir
  4. Lembrando q o Continente Africano , foi e é explorado debaixo das bênçãos de deus. E todo negro,ou quem tem um negro na família (boa parte dos brasileiros) , tem um antepassado ( ás vezes teu avô, tua avó...) q foi escravo , ou teve escravos.
    Tudo é claro , abençoado.

    ResponderExcluir
  5. O mio babbino caro
    Estou procurando minha Ilha, aqui não dá mais.

    ResponderExcluir
  6. A questão é polêmica mesmo (não a "definição de religião" do juiz, isso aí é sociologia de botequim), mas deixar ou não os vídeos com ofensas às religiões afro na internet. A tolerância com os intolerantes sempre foi um dos grandes dilemas da teoria democrática. Os Estados Unidos têm uma tolerância muito grande com os chamado "hate speech", algumas decisões da Suprema Corte de lá são de arrepiar os cabelos. Mas isso é uma característica histórica deles, não precisamos copiar nos mesmos termos. Embora concorde que a regra deva ser a liberdade, com minorias notoriamente excluídas ou perseguidas devemos ter sempre muito cuidado.

    ResponderExcluir
  7. Tony, gosto muito do seu blog, mesmo muitas vezes não concordando 100% com você (acho que temos visões sobre política partidária razoavelmente diferentes). Mas concordo com absolutamente tudo o que você escreveu neste post! Principalmente com relação a nenhuma fé ser "sagrada o suficiente". Quem dera que esse juiz abestalhado tivesse essa clareza de raciocínio. Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Tony, comenta essa: https://www.facebook.com/TReflexiva/photos/a.133943856776238.1073741828.133942826776341/140337326136891/?type=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendo nada de travesti. Não me atrevo a dar pitaco. Mas claro que sou qualquer tipo de violência homofóbica.

      Excluir
  9. De onde saem esses religiosos que comentam aqui no blog?São gays inclusivos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que são evangélicos enrustidos.

      Excluir
    2. O evanja senso comum que tem tara não realizada com macho passará metade da vida com aquela coceirinha sem poder coçar, mas meu, vai por mim, depois que começam a coçar, sai de baixo... Parecem putas-motosserra ensandecidas, não podem ver um pau pela frente que já vão tombando.

      Excluir
    3. Acho que chupam pastores em acampamentos de louvor!

      Excluir
  10. E que BAITA falta faz um livro... O estado é laico mas todos ainda pensam que isso é nome de cachorro - como diria a finada irmã Cleycianne.

    ResponderExcluir
  11. O país está na mão de acéfalos há 12 anos, fato. Mas o fato de ainda nos indignarmos mostra que somos contracorrente, que pensamos, estamos vivíssimos.

    ResponderExcluir