quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

VITÓRIA DE PIRRO

Habemus novo presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara: é Assis do Couto, obscuro deputado petista pelo Paraná. Sim, o PT recuperou a presidência da CDH (vencendo a candidatura avulsa do Bolsonazi por 10 a 8, placar bastante apertado), mas o novo presidente é ligado à Igreja Católica e fervoroso militante antiaborto. Os evangélicos também continuam fortes na comissão e prometem melar qualquer iniciativa mais libertária. A nomeação de Assis do Couto foi mal recebida por setores do próprio PT e é só uma meia vitória para quem não suportava o Infeliciano. Ele já prometeu que vai separar suas convicções religiosas de sua atuação política, mas nunca se sabe. Vigia, irmão.

14 comentários:

  1. O mio babbino caro
    Jura que não vai postar uma linha sobre a Russia, digo Uganda.

    ResponderExcluir
  2. Que porra é essa ? Não dá pra escolher uma pessoa normal pra essa cdh nao?

    ResponderExcluir
  3. Olha, só o tempo dirá mesmo, mas acho que não foi vitória de Pirro não. Nada, absolutamente nada nem ninguém será pior que aquele nazifascista na presidência da CDH.
    Estou é horrorizado com os 8 votos que esse anticristo teve!

    ResponderExcluir
  4. Pensando bem, em certos casos a gente atira no que vê e acerta o que não vê. Veja bem, desta vez não colocaram um libertário sem o menor conceito religioso e que "faria a CDH virar um viadeiro", afinal este novo presidente da CDH deve ter alguma reputação entre evanjas e afins... Isto posto, acredito que haverão discussões e não inflamação de ânimos como foi na época do Infeliciano.

    ResponderExcluir
  5. Pra mim, não é nem meia vitória. Apenas não teremos o estardalhaço de um cretino homofóbico assumido na presidência. Agora é um homofóbico no armário.

    Mas calma que a high socyet de Miranorte já está organizando um jantar VIP com maionese especial em protesto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, concordo com sua resposta. Mas ainda assim, a considerar um homofóbico dentro do armário, teremos a certeza então de que ele vai reprimir a raiva e ira dele contra GLBTs para evitar desgaste e observar que está sob a diretriz de um partido que considera que o Estado deve ser laico.

      Excluir
    2. Mas pode apostar que projetos pró-LGBT vão andar com a mesma velocidade na CDH sob a presidência dele como na do Feliciânus. Só que agora ele não é tão vidraça quanto um reaça evangélico ou milico.

      A CDH está esvaziada desde o Feliciânus e continuará assim, infelizmente.

      Excluir
  6. Não ter Bolsonaro e Feliciano nessa Comissão é mais uma questão de honra, pois Câmara de Deputados em si, pouco faz de útil para a sociedade, imagine então a Comissão de Direitos Humanos da casa.

    ResponderExcluir
  7. http://esporte.uol.com.br/basquete/ultimas-noticias/2014/02/26/mesmo-com-contrato-de-10-dias-atleta-gay-tem-camisa-lider-de-vendas-na-nba.htm

    ResponderExcluir
  8. Eu gostei desse cara-de-urso, no doubt que será menos irascível e com menos neuras sobre como sodoma e gomorra vão desmoronar em pleno séc. XXI

    ResponderExcluir
  9. Saiu do nada e chegou a lugar nenhum. Só isso. Mesmo que ele tenha dito que vai presidir a comissão sem colocar seus princípios pessoais no meio, sabemos que na prática isso não acontecer. Ai ai, que cansaço.

    ResponderExcluir
  10. Respostas
    1. Ah Daniel vc tah muito pessimista, hômi, desaquenda essa tromba, anda... Cadê beleza interior contaminando a feiúra do mundo real?

      Excluir