terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

RALA, SUA MANDADA

Ufa: Bolsonazi não vai presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (onde ele prometeu que iria proteger "a maioria", numa total inversão do propósito da CDH). Não devemos achar que essa vitória se deva ao abaixo-assinado que circulou na rede, mas claro que a grita ajudou. Agora, decisivo mesmo deve ter sido o vídeo onde o deputado gaúcho Luís Carlos Heinze, gravado em dezembro mas só divulgado semana passada, chama quilombolas, índios, gays e lésbicas de "tudo que não presta". Heinze é do PP, assim como Bolsonazi. Tá na cara que o partido não quis ficar marcado como homofóbico e racista. Já basta abrigar Paulo Maluf, foragido da Interpol.

20 comentários:

  1. Fico pensando que compensação o partido terá - ou seja, qual o preço a ser pago por isso? Mas o que quer que seja, a rejeição pública ao deputado equivale a levar um fora na frente de todo mundo em 3 D orgânico com som estéreo sensurround.

    Amei.

    ResponderExcluir
  2. Tony, você assiste House of Cards? E True Detective? Assista, pfvr. Acho tudo lindo, mas os roteiros, principalmente o de True Detective, são maravilhosos. HBO chutando todas bundas como sempre.

    ResponderExcluir
  3. A Felicidade Custa Caro, Work Bitch!18 de fevereiro de 2014 22:23

    Bolsonazi nessa tá a personificação de Hitler enfurecido quando soube que Alemanha tava ocupada pelos inimigos, incrível como esse cara é doido de pedra...

    ResponderExcluir
  4. Adorei o título do Post.

    ResponderExcluir
  5. A declaração dele sobre defender os direitos "da maioria" revela uma ignorância, um despreparo, uma falta de instrução básica que eu fico pensando se um país governado por políticos assim tem alguma chance de algum dia dar certo.

    Na comparação até o infeliciânus consegue parecer menos ruim - ele pelo menos tem a desculpa do fanatismo religioso. Já o bolsonazi é cretino pelo simples prazer de sê-lo mesmo.

    ivan

    ResponderExcluir
  6. Não curtam antes da hora: Bolsonaro não levou a presidência, mas, segundo li há pouco, ele e Feliciano estarão na Comissão de Direitos Humanos. Espero que provoquem uma manif maior que a da Venezuela, atrás do lider oposicionista preso.

    ResponderExcluir
  7. Acho que o PP não está nem aí pra isso. Esse é o eleitorado de TFP (ou FDP) que eles querem angariar mesmo.
    A escolha final foi do PT, que tinha prioridade na escolha das comissões, mas não estava muito a fim de ganhar a CDH e perder, por exemplo, a muitíssimo mais importante CCJ. No fim das contas, mantiveram as duas, bicando a comissão de transportes pro PTB. Mas algumas vozes no PT lembraram que se o partido fizesse tabula rasa da comissão DE NOVO, com fez quando o Feliciânus assumiu, isso traria um custo político entre nós crase média de Sul/Sudeste bem informada (porque o resto do Brasil continua nem-aí-para-isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "entre nós crase média de Sul/Sudeste bem informada (porque o resto do Brasil continua nem-aí-para-isso." Daniel, com que base você faz essa afirmação? Que história é essa de apenas a classe média do Sul/Sudeste ser bem informada? Por que? Você tem, realmente, certeza, que o resto do Brasil não está nem aí pra isso? Desculpa, mas com essa fala, fica difícil definir onde termina a ignorância e onde começa o preconceito.

      Excluir
    2. E já que adoram apontar o dedo para Alagoas e Maranhão, não custa lembrar que dessa vez os envolvidos foram eleitos e serão reeleitos pelo politizadíssimo Sudeste.

      Excluir
    3. OK, vou refazer: leiam "grandes centros" então. Mas ainda não vejo ninguém de Itabuna, Altamira ou Xapuri gritando por causa disso.

      Ou alguém aí vai negar que existe um outro Brasil (infelizmente) muito politicamente desinformado fora do litoral?

      E sim, o eleitorado do Bolsonazi é fluminense. Pior!!! da minha Tijuca!!! Pelo menos é gente, em sua maioria, com o pé na cova. Me resta esperar essa gente morrer e ele não se reeleger mais.

      Excluir
    4. Em todos esses lugares existe gente que odeia esses personagens. Mas se 10 gatos pingados fizerem passeata por lá, não vai ter Globo filmando para transformar em um assunto nacional (em Copacabana teria). Não faz sentido "gritar" para não ser ouvido.

      E quanto ao litoral, minha teoria é que a maresia funciona como um grande caderno de política que deixa todo mundo informado via inalação. Mas parece que a maresia não alcança a Tijuca, embora às vezes alcance Acre, Brasília, Minas e outros lugarejos perdidos na escuridão do continente.

      Excluir
    5. Não, meu filho. Não tem maresia. Tem a simples história da nossa ocupação que foi litorânea e pronto. Daí as maiores aglomerações serem ao longo do litoral (ou vai negar isso?)
      Infelizmente a Tijuca é reduto de milicos e senhourinhas alegres em serem vizinhas do antigo DOI CODI. Parti e não sinto muitas saudades.

      Excluir
    6. Critica os homofóbicos mas demonstra preconceito regional. tsc, tsc, tsc.

      Excluir
    7. Então tá combinado assim: para ser bem informado e politizado tem que viver no litoral (nem Itabuna, que fica, a 400 km de Salvador tá valendo, quanto mais em Xapuri), morando em um grande centro e pertencer à classe média. Por esse raciocínio, nós que vivemos no Acre, conseguindo enxergar daqui as mazelas políticas do país, que mesmo escolhendo o PT para nos governar nos últimos 16 anos, NEM LULA, NEM DILMA JAMAIS GANHARAM UMA ELEIÇÃO NESSE ESTADO, que fazemos manifestações contra a homofobia - como uma que ocorreu há bem pouco tempo quando o Governo Estadual, sob pressão da bancada evangélica local, proibiu um filme que abordava a homossexualidade fosse exibido em uma escola pública - devemos entender que somos despolitizados, desinformados? É isso mesmo ou entendi mal? Pra finalizar, se só há vida inteligente no litoral, o que dizer do Rio, né?

      Excluir
    8. Com certeza tem sim gente informada, politizada e inteligente fora dos grande centros. Mas eles não estão entre os anônimos deste blog que não sabem interpretar texto.

      A minha crítica foi contra os políticos que não dão valor ao interior do Brasil (que realmente apresenta IDHs menores, fazer o quê? não é culpa das pessoas, mas dos governantes e descasos históricos). Daí vocês entendem o que quiserem.
      End of story. Nächste.

      Excluir
    9. Ao anonimo do Acre, vc não está só, tb moro nesse estado e leio o Tony há uns cinco anos, mas não pense que é fácil ler os excrementos gráficos de gente como esse tal Giovanni, percebe-se neste espaço muita ignorancia quanto a qualquer lugar que esteja localizado no Norte e Nordeste, uma pena. Quando se tenta usar o bom senso, respondem com pedantismo e lacram o post com expressões em inglês francês e alemão como se a língua estrangeira não estivesse ao alcance de quem quer aprender... TOLINHOS MASSA DE MÃO, eis o que são.

      Excluir
  8. O PP também foi o partido que lançou Russomano na política, é bom não se esquecer, porque ele quase virou prefeito de SP e com certeza deve voltar em breve para nos encher o saco.

    ResponderExcluir