quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

SUICIDARAM O CARA

E agora chega de futilidade porque uma coisa gravíssima aconteceu. Estou falando do adolescente Kaique Augusto Batista dos Santos, assassinado com requintes de crueldade em pleno centro de São Paulo. Quase tão grave quanto esse crime monstruoso é o fato da polícia ter registrado o caso como suicídio. Como é que alguém se suicida arrancando todos os próprios denrtes e enfiando uma barra de ferro na perna? O lado bom dessa barbárie, se é que vai rolar mesmo, é a reação que está em curso nas redes sociais. Já existe a convocação para um protesto nesta sexta, e precisa haver muito mais. No Chile bastou um único crime homofóbico para comover o país e criminalizar a homofobia - sim, o Chile, um país ultracatólico, onde até pouco tempo nem existia o divórcio. Enquanto isto, por aqui, mortes como esta acontecem toda semana, e quase nunca são manchetes. Chega, basta, já deu. Que os animais que torturaram e mataram Kaique sejam presos logo, e que o peso de uma lei antihomofobia caia sobre eles. Só depende de nós.

23 comentários:

  1. Essa história tá muito mal contada. Ele sumiu dentro de uma balada. Cadê a reportagem pra pelo menos dizer que a balada não quis comentar? Onde o corpo foi encontrado? Isso tem cara de segurança de balada. História que a gente já tá careca de ouvir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa, mas nunca ouvi história de segurança de balada? Do que se trata?

      Excluir
    2. esse Daniel num sabe nem oque fala aff...

      Excluir
  2. Tem mesmo que haver reação por parte das pessoas. Infelizmente, muita gente prefere se comover com o drama fake da biba boa com a biba má da novela do que encarar a realidade do preconceito batendo à nossa porta.

    ResponderExcluir
  3. Cara, que triste! PUTA MERDAAAAAAAAA! Vi a pouco uma cobertura muito boa no Cidade Alerta, da Record, sobre o caso, e tô até agora com o coração pequeno, apertado. Tá difícil segurar as lágrimas, de verdade.

    Que este caso não seja esquecido (se depender de mim ele não será) e que possamos alertar ao país que a homofobia mata e que poderia ter sido qualquer de nós, inocente e morto barbaramente. Puta merda mil vezes!!!

    ResponderExcluir
  4. nao importa se somos brancos, negros, indios, ruivos ou verdes com bolinhas roxas....nao importa se somos catolicos, evangelicos, espiritas ou de uma nova religiao misteriosa e sem sentido ou mesmo se acreditamos ou nao em deus...nao importa se gostamos de forro, brega, reggae, funk ou musica classica....nao importa se bebemos cervejam, vinho, whisky....nao importa se somos brasileiros, americanos, iranianos, palestinos,israelenses....nao importa se ganho 1 salario, 2 ou 30, 50 salarios mínimos se esse minimo e o brasileiro ou o frances....
    PELO MENOS NAO DEVERIA IMPORTAR TODOS SOMOS SERES HUMANOS, PENA QUE MUITOS SE ESQUECEM DESSE DETALHE E VIRAM ANIMAIS SELVAGENS SEM PENSAMENTO SEM RACIOCÍNIO E COMETEM ATROCIDADES COMO A DA REPORTAGEM...TIRAM A VIDA DE UM ADOLESCENTE DE FORMA TAO BRUTA PELA SUA PREFERENCIA SEXUAL....NADA JUSTIFICA!!!!
    O BRASIL PRECISA MUDAR URGENTE....MAIS FALTA EDUCAÇÃO, INFORMAÇÃO, TOLERANCIA, AMOR AO PROXIMO....

    ResponderExcluir
  5. o corpo foi encontrado com todos os dentes arrancados , e com uma barra de ferro enfiada na perna , multilações pelo corpo e muitos hematomas pelo corpo... foi torturado ate a morte o corpo foi encontrado na avenida nove de julho em baixo do viaduto nove de julho... foi um assassinado homofobico ... mais os criminosos tem que ser punidos, eu era amiga delle ... descance em paz kaique

    ResponderExcluir
  6. Horrorizado com este fato, chocado mesmo!!!! É preciso uma mobilização gigantesca pelas ruas para acabar de vez com tanta monstruosidade!!!!

    ResponderExcluir
  7. É hora de dar um basta, gente. Vamos nos articular e fazer uma manifestação nacional. Chega de passividade. Se não cobrarmos, se não pressionarmos, se não mostrarmos nossa força, as coisas continuarão assim, com homossexual morto toda semana. Se precisar, baixemos a porrada também. Acho que é mais eficiente.

    ResponderExcluir
  8. Aí as "pessoas" entram na reportagem para comentar: "Não é porque um gay morreu que foi por homofobia, todo dia vários héteros morrem também. A violência é igual para todos".

    Como "lhe dar"????

    ResponderExcluir
  9. Todo mundo hoje às 18:30 no Largo do Arouche? Quero só ver!!!!

    ResponderExcluir
  10. O mio babbino caro
    'Pelo amor de Deus
    Vem suavizar a dor
    Dessa paixão que anoiteceu
    ...
    Cruel, cruel demais"

    ResponderExcluir
  11. Enquanto isso, nessa sociedade midiática, em que as pessoas mais e mais acreditam serem as celebridades deuses na Terra, as celebridades gays do armário da mais influente emissora do país continuam caladinhos, como se não fosse no país deles, e caladinho entenda por dentro do armário e, pior, como se fossem imunes a isso tudo já que não são desse tipo de viado que morre na porrada. Mas, claro, a carreira é mais importante e cada um sabe de si. Mas adoram posar de formadores de opinião e ARTISTAS.

    ResponderExcluir
  12. E tem gente que defende a polícia ainda. NOJO de porco.

    ResponderExcluir
  13. Depois de ter saído a notícia logo em seguida que a morte tinha ocorrido, ficou aquele bafafá nos sites de notícias e blogs. No entanto, um pouco mais tarde a Folha informou o porquê da polícia ter dito que foi suicídio, de que a queda do viaduto que ele supostamente pulou com o intuito de deixar este mundo acabou fazendo o que fez com o seu corpo e intrigando ainda mais os já desconfiados e os que estavam certos de que foi assassinato. Ao meu ver essa última explicação dada pela polícia está muito estranha, ainda mais sabendo como a homofobia é tratada por aqui pelas autoridades e pelo povão.

    ResponderExcluir
  14. A Policia Civil insiste que foi suicidio e pelo visto assim vai ficar por se tratar de um negro-pobre-gay e assim como a Policia Civil vai esquecer, a imprensa, você e eu também vamos.
    So desejo que os homofobicos se fortaleçam cada vez mais com nossa passividade e mania de achar que não é com a gente e que o proximo Kaique seja você, que esta lendo, ou eu!

    ResponderExcluir
  15. Fraudar Boletins de Ocorrencia é uma pratica muito comum nas delegacias paulistas para reduzir estatisticamente o numero de assassinatos. Eles tem metas e por isso fraudam descaradamente. Assim um caso de homofobia vira suicídio. Varios corpos encontrados baleados viram "Morte não esclarecida", mas nunca vão para as estatísticas como "Assassinato". O PSDB quer dar a falsa impressão que a criminalidade caiu, quando na realidade nunca esteve maior.

    ResponderExcluir
  16. Não discarão truque da polícia.
    Mas também divulgaram que ele já teria se despedido desse mundo cruel no diário dele (oi?)
    enfim, estamos julgado sem saber os detalhes (ou pior, sabendo pela nossa digníssima imprensa).

    ResponderExcluir
  17. Que há crimes de homofobia que são abafados e que a criminalização desta são tão óbvios que dispensam argumentos. Mas o fato do rapaz ter sido encontrado com os dentes quebrados, traumatismo craniano e uma barra de ferro na perna SUPOSTAMENTE batem com a hipótese de uma queda daquela altura (suicídio ou acidente, já que os amigos disseram que ele havia bebido muito naquela noite).
    NÃO ESTOU DIZENDO QUE FOI SUICÍDIO OU ACIDENTE, MAS NÃO PODEMOS ABANDONAR UMA HIPÓTESE PORQUE NÃO GOSTAMOS DELA.

    ResponderExcluir
  18. Enquanto não houver criminalização para crimes de ódio motivados por homofobia, este rapaz será só mais um número na estatística, infelizmente, ja ouvimos centenas de historias semelhantes, alguns tomam tanta pancada que, quando sobrevivem, ficam com sequelas, outros - caso Kaique - vem a óbito.Acho que autoridades em segurança no Brasil acham normal homossexuais apanharem até morte, só isso explica tanto descaso, enfim, pobre rapaz, sem direito de ir e vir, sem direito a ser quem é, sem direito a vida. Triste, triste, muito muito triste.

    ResponderExcluir
  19. E agora Tony e comentaristas de plantao.... como fica depois que saiu a confirmacao que realmente se tratou de um suicidio ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história ainda está mega blaster mal contada. O garoto não apresentava sinais de depressão. Seu "suicídio" surpreendeu a todos os amigos e à família, o que é raríssimo em casos de suicidas. A polícia tem o maior interesse em em diminuir na marra o número de crimes em SP. A mãe levou mais de uma semana para admitir a hipótese - não duvido que tenha levado dinheiro. Desculpe, ainda não me convenci.

      Excluir