sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

SÓ A CABECINHA

Se a violência desmesurada nos presídios justificasse uma intervenção federal, nenhum estado brasileiro iria escapar. O problema no Maranhão é bem mais grave: aquilo lá é uma fossa a céu aberto, administrada (sic) há 50 anos pela mesma família de cleptocratas. Mas existe solução? A população local insiste em manter os Sarney no poder, e eles voltam mesmo quando as urnas os contrariam (Roseana venceu no tapetão as últimas eleições). Já fiz campanha pela morte do patriarca aqui no blog, mas ele não me deu ouvidos. Nem vai dar, enquanto o governo de plantão der apoio a essa cambada (todos deram, desde a época da ditadura militar). Enquanto isto, o clã não tem o menor prurido em batizar logradouros e prédios públicos com seus próprios nomes, nem de representar a si mesmo como santos nos quadros que enfeiam a Fundação Sarney. Cortem-lhes as cabeças!

19 comentários:

  1. Nessa hora, a gente lembra que ela que começou a pré-candidatura de 2002 disparada na frente. Não fosse o escândalo dos dólares jamais explicados do marido dela, estaríamos reclamando dos "anos Roseana Sarney", ao invés do Lula.
    Isso também me lembra que a operação da PF que abortou a pré-candidatura dela confirma que este país tem sim forças ocultas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E no caso não eram as forças ocultas do PT.

      Excluir
  2. Nessa hora a gente lembra que a única solução para o sistema penitenciário do Brasil são as parcerias público-privadas, como aquela realizada em MG. O presídio é mais moderno, o preso trabalha e não vive em condições bizonhas. Ou seja, o dinheiro público não é jogado no lixo (lembrando que aqui não é dó do presidiário, apenas, mas também valorização do uso adequado dos recursos públicos). Ou ninguém desconfia que as verbas devem ir para as lagostas da Roseana?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá. Mas a execução penal é monopólio do estado indelegável. Estado que está fazendo PPP, privatizando ou terceirizando o sistema carcerário está rasgando a constituição.

      Excluir
    2. Bom, privatizando não está, pois PPP é modalidade de concessão. Privatização não é termo jurídico, mas quando consta da legislação geralmente faz referência ao caso das empresas de telecomunicação, aos bancos estatais, etc, que passaram à iniciativa privada indefinidamente. Não estamos falando de presídio privado aqui, mas sim de uma parceria com o particular.

      Anyway, que se mude a constituição para evitar problemas. Ela está aí para ser modificada a todo tempo mesmo...

      Ou isso ou a péssima estrutura que vemos em todo o País, exceto nos presídios federais de segurança máxima e naqueles feitos em PPP.

      Excluir
  3. Tá, mas o que eu, você ou qualquer pessoa que não tenha domicilio eleitoral maranhense pode fazer?

    ResponderExcluir
  4. Anastasia Beaverhousen10 de janeiro de 2014 17:26

    Alguém aí já viu as séries Os Tudor e Os Bórgia? Os Sarney daria uma saga sanguinolenta de fazer inveja aos gringos.

    ResponderExcluir
  5. A famiglia é tão poderosa que o Maranhão parece uma capitania hereditária dos Sarney, uma pena que a guilhotina foi aposentada.

    ResponderExcluir
  6. Esta família vendeu a alma pro DIABO!!!! Vivem batendo tambor em Codó, todo mundo lá sabe disso, fizeram pacto mesmo para não largar o poder. Nem veneno mata esta praga de família, e temos outras em outros estados que ão largam o poder.

    ResponderExcluir
  7. Tony, em São Luis há Vilas (bairros) batizados com o nome de todos os membros do clã. Há até uma escola chamada Escola Estadual Maria Adriana Murad Sarney, que vem a ser a neta preferida!

    ResponderExcluir
  8. Dizem que a força oculta que acabou com a candidatura da Roseana é a mesma que abafou o caso do helipóptero dos Perrella, usando a PF para fins diferentes.

    ResponderExcluir
  9. Não Tony Goes, meu Estado não é "Uma fossa a céu aberto "administada".
    É muito injusto vc generalizar as coisas. Vc acha mesmo que todos aqui são
    ignorantes e não sabem votar ? Como o senhor "tentou" explicar , ela NÃO ganhou as eleições passadas. Foram os políticos e juristas de Brasília, que a colocaram de volta ao posto.

    Há 50 anos não se investe dignamente na Educação no meu Estado, sabe pq ? Não preciso explicar. E sabe o que eles fazem com o professores que ensinam "Cidadania e direitos humanos" ? Não preciso falar...

    Ter vilas, ruas e prédios batizados com os nomes do Clã Sarney é o de menos, o difícil é fazer o pobre lavrador compreender que ele não perderá a bolsa-miséria; ou a filha, o emprego; ou o próprio terreno em que mora e não tem escritura, se estes políticos não ganharem as eleições.

    Também tivemos as nossas manifestações, amigos meus apanharam de policiais, reagimos. Vcs viram, claro que não... da pobreza só se olha a pobreza.

    Vc foi infeliz com essa sua declaração. O MA não é só política , não é só violência. Quantas vezes escutei que alguém daqui não iria para SP ou para o RJ pq é "Muito, mais muito violento", que turistas não estupradas, que governadores mandam desce o pau nos professores, que existe (ou existia) um "lugar" chamado Cracolândia, que os gays são esnobes...

    Acabei de conhecer SP (fui com meu namorado, que foi correr na São Silvestre) e me certifiquei que, como já previa , tudo é relativo.

    Nem tudo é violência,nem tudo é pedantismo. E, contrariando o que nos informaram,
    fomos bem recebidos, talvez melhor do que no RJ, quando as pessoas nos viravam a cara quando perguntavam alguma coisa.

    Algo que, na "fossa" em que vc afirma ser o meu Estado, nem o mais simples agricultor faria se vc perguntasse: _ Como eu faço pra sair dessa merda ???

    Leio diariamente seus posts, respeito a sua opinião, e por vezes, até as reproduzo ( quando o tema é cultura pop, observo!), mas não generalize meu caro, vc é mas inteligente do que isto. Sei que, como eu , estais indignado, mas talvez com essa repercussão toda as coisas mudem, e todo fique menos "fedido", como também est acontecendo aí no "Centro" no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que há exageros, mas acho que a revolta do Tony não é com o povo do Maranhão, mas com os seus governantes. Maranhão é o estado com o maior número de miseráveis do Brasil; quatro vezes a média. Isso é algo chocante para um estado que tem potencial, cujo porto atende a mineradoras, enfim. Não é algo exclusivo do estado, mas a questão é que em outros lugares do Brasil não vemos uma família há tanto tempo no poder e tão descaradamente no poder, comprando whisky e lagosta através e licitações!

      Excluir
    2. Flaviano, todos nós temos nossos momentos de incontinência verbal, mas o que me revolta nessa situação é de como, numa democracia, os Sarney se perpetuaram no Maranhão! Como paulista, tenho uma puta vergonha de ser do estado que elegeu Tiririca, Enéas e Clodovil; mas nenhum desses pulhas foi eleito mais do que deputado (nem o nefasto Paulo Maluf). Recentemente o Netinho se candidatou ao senado (com apoio do ex-presidente em exercício) e não se elegeu! Me revolta que a família Sarney esteja onde está através do voto direto (tanto do povo do Maranhão quanto do Amapá, estado por onde José Sarney se elegeu). Acredite: essa revolta no fundo é porque pessoas como eu se importam com o povo maranhense, se assim não fosse, seríamos indiferentes.
      Peço desculpas por qualquer comentário vindo de paulistas que possam ter soado ofensivos.

      Excluir
  10. Você tem razão quando diz que estou generalizando: estou mesmo, ainda mais porque nunca estive no Maranhão. E toda generalização é burra.

    Mas veja bem, eu não estou falando mal dos maranhenses. Estou, basicamente, falando mal dos sucessivos governos da família Sarney. Na maior parte do seu texto, você confirma a péssima impressão que o pessoal do sul tem do seu estado, que apresenta alguns dos piores indicadores sociais do país.

    É imperodável o atraso do Maranhão em educação, saúde, saneamento básico, etc. Houve tempo e dinheiro para que isto foi resolvido, mas não. E o pior é que os Sarney fazem das suas não só no estado. O patriarca foi o presidente do país num período delicado, a transição da ditadura para a democracia. Politicamente foi um sucesso, mas um desastre na economia, com inflação galopante e um escândalo atrás do outro.

    Através dos Sarney, o Maranhão tem uma influência desmesurada sobre os destinos do Brasil. É um problema que nos afeta a todos.

    Sei que o seu estado é lindo, tem uma comida deliciosa, ótima música, gente bacana, etc. etc. Mas, por tudo o que leio e ouço, também é uma versão exagerada dos problemas nacionais.

    Coragem e sorte para todos nós.

    ResponderExcluir
  11. O mio babbino caro

    Fossemos nós mais viris, as coisas não chegariam ao ponto que chegou.
    Coragem!
    "Era a guerra, a vitória, a morte e a vida
    E, com a vitória, a glória entrelaçada,
    Caía do invasor a audácia estranha,
    Surgia do direito a luz dourada."

    ResponderExcluir
  12. Um lugar onde 96% das residências não tem saneamento básico...

    ResponderExcluir
  13. Até a Alcione é amiga dos Sarney's.

    ResponderExcluir
  14. Bom, se os magnatas sempre vencem as eleições é porque o povo gosta de como está, e se o povo gosta que fique assim mesmo. O que realmente vai acontecer por um bom tempo.

    ResponderExcluir