sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

AEROPORCO

Hoje desembarquei no Galeão pela primeira vez em muito tempo. E não fui poupado do choque: o aeroporto internacional do Rio de Janeiro continua um nojo, a apenas cinco meses do início da Copa do Mundo. A coleta de bagagens está sem ar condicionado há dias, os banheiros, lamentáveis, e tudo permanece com ar de improviso e descaso. Verdade que há uma obra imensa nos arredores dos terminais, e peço ao bom Deus que fique tudo pronto a tempo. Não torço contra, não: quero mais é que o Brasil cause a melhor das impressões. Mas é uma vergonha tamanha esculhambação, com o verão bombando e a cidade apinhada de turistas. Fala-se muito em melhorias, mas cadê?

22 comentários:

  1. O Rio terá 3 grandes verões para causar uma boa impressão ao mundo. 2014, 2015 e 2016. Este ano já começamos com filas de 4 horas pro Cristo e pro Pão-de-açúcar. Sério que ninguém imaginou que a demanda iria disparar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, a Estrada de Ferro do Corcovado é administrada por um deputado federal, que por sinal é parente de bastante gente poderosa, digamos assim. Aquilo ali, dizem as pessoas, nem concessão é. Dizem que é permissão (!!!). Ou seja, totalmente irregular. Eles não têm interesse em melhorar o atendimento ao turista, nem em comprar um trem maior (o atual é pequeno).

      A prefeitura faz um trabalho ruim no trânsito no Cosme Velho e não fiscaliza nada por essas bandas.

      É triste.

      Excluir
    2. A questão do Cristo e o Pao de Açúcar não é simples caso de aumento de demanda e sim de saturação do limite de demanda. Não dá para colocar um Maracana lá em cima. O tempo de espera médio para subir na Torre Eiffel também é de 4 horas. Mas você não ve franceses com complexo de vira-lata , reclamando que absurdo... esses políticos.. essa incompetência... bla-bla-bla..

      Excluir
  2. do sul e sudeste conheço todos os aeroportos, do nordeste só não estive em aracajú. todos estão nojentos! viracopos é o merlhorzinho de todos. mas no geral, lama!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aracaju é dos melhorzinhos. Pequeno, mas limpo e organizado. Ish.

      Excluir
    2. Anônimo, novo aeroporto de Natal:

      http://farm8.staticflickr.com/7378/11755767394_90d64ad8bf_h.jpg

      http://farm4.staticflickr.com/3679/11755613103_387bc14888_h.jpg

      http://farm4.staticflickr.com/3831/11755353395_8fe28663e5_h.jpg

      Calma que tá melhorando. A imprensa não quer mostrar, porque tá rachando a cara...

      <3 Iniciativa privada sob o comando

      Excluir
  3. Aliás, lembra que o Santos Dumont foi ampliado pro Pan de 2007? A obra não acabou até hoje e o aeroporto tem uns 2 andares vazios no terminal novo.

    ResponderExcluir
  4. A situação dos aeroportos no Brasil é crítica em várias cidades, principalmente no Rio (pelos eventos que virão), mas a imprensa sistematicamente DEIXA de noticiar todo o progresso que vem ocorrendo em Guarulhos, Viracopos, Brasília e no novo aeroporto de Natal. Todos sob concessão.

    Este vídeo mostra o tamanho das obras e dos "concourses" de GRU (finalmente o Brasil adotou esse modelo de "concourse", tão comum em outros países): http://www.youtube.com/watch?v=21co_DvNiNw

    Em VCP, as obras podem ser acompanhadas ao vivo em Viracopos.com e há um vídeo recente mostrando, em detalhe, todo o projeto, que é sensacional: http://www.youtube.com/watch?v=E5Nn43N4q0E

    Acredito que todos ficarão prontos antos da Copa, pelo estágio avançado das obras.

    O grande problema, mesmo, é o Galeão. Ninguém dá uma explicação satisfatória sobre o porquê de o aeroporto não ter sido incluído na primeira rodada de licitações (idem em relação a Confins, já que BH também é sede da Copa).

    Eu não demonizo a imprensa, mas acho engraçado o Estadão, a Folha de SP, etc, não reportarem nada sobre esses aeroportos sob concessão, sempre colocando a foto de um parafuso no chão quando falam de obras, e não fotos que mostrem o gigantismo desses projetos. Uma pena.

    Mais fotos de GRU:

    http://i40.tinypic.com/11l7v9y.png

    http://s21.postimg.org/elh8qt5wn/Captura_de_Tela_2013_12_27_s_20_17_00.png

    http://i39.tinypic.com/j79nup.png

    ResponderExcluir
  5. Complementando o comentário anterior, o Galeão receberá consertos básicos até a Copa, já que a Odebrecht vai assumi-lo. Mas só nas Olimpíadas veremos modificações concretas. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  6. O dinheiro das obras já virou caixa 2 há muito tempo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só pode ter sido esse o motivo de não incluírem o GIG (Galeão) na primeira rodada...

      Excluir
  7. Lamentável mesmo, lembro-me deste aeroporto nos anos 80, era um luxo, tudo muito organizado e limpo, e o ar condicionado funcionava mesmo, que lastimável ter ficado assim, não sabia, a verdade é: Turbulência grave a frente mesmo, ou maquiagens de momento???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O aeroporto é antiquado. Mesmo que funcionasse nos anos 1980, não funcionaria bem hoje em dia se estivesse bem cuidado. As salas de restituição de bagagem são apertadíssimas. Foi feito sem que pensassem no futuro, pois há terminais antigos no mundo muito melhores que o Galeão.

      Excluir
    2. Nada neste País funciona, não se pensou no futuro em nenhum sentido, a população aumentou e o País diminuiu administrativamente em todos os sentidos. País da corrupção e do roubo, enriquecer a qualquer custo!!!!

      Excluir
    3. Diminuiu administrativamente? Você jura?? Você realmente acha que não havia beneficiamento a funcionários públicos e pessoas de alto escalão quando sequer a imprensa podia reportar as coisas direito no Brasil? Meu caro, até 1988 não tinha obrigatoriedade de concurso público no serviço público...uma boa parte entrava pelo "janelão" mesmo. Enfim, foi enterrada uma cabeça de burro em Porto Seguro. Isso é uma coisa que atravessa os séculos no Brasil. Só se tornou mais evidente, graças ao Senhor.

      Mas ainda sou otimista. =)

      Excluir
    4. Eu sei disso a bandalheira vem de longe, mas hoje está demais, continue sendo otimista,

      Excluir
  8. Rio, cartão de visitas do país, tem um aeroporto que mais lembra uma rodoviária dessas bem capengas. Minhaa principais lembranças do Galeão são:

    - a desorientação geral pela falta de sinais informativos
    - a semi-escuridão
    - o calor infernal
    - a alfândega que diz "tá bom" e deixa a madame passar com toneladas de malas vindas de Miami
    - a falta de lugares limpos/aceitáveis para comer
    - o escritório de informações turísticas abandonado
    - o caos provcado pelas dezenas de operadoreas de táxi lutando agressivamente para lhe assaltar com a corrida de 120 reais até o centro (procure bem e tem uma ou outra que faz por 40, sem muito alarde)
    - e, acima de tudo, a sujeira e o cheiro de mijo pelos corredores.

    Isso é o Galeão, e vai ter que mudar de forma espantosa se quiser ficar meramente bom em 5 meses. Torço para que aconteça, mas duvido que possa.

    ivan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa!!! Isto é um caos mesmo, a visão do inferno!!!!! Duvido que ele fique pronto ou funcionando decentemente em pouco tempo.

      Excluir
  9. rio é uma zona. nao vai mudar. tem que gostar assim :(

    ResponderExcluir
  10. Eu Respeito, Mas Ninguem Me Respeita8 de janeiro de 2014 18:18

    A Dilma e todo papo de assessores de governadores, prefeitos e outros inúteis está calcado no fundamento de que somos indubitavelmente o povo que mais paga imposto no mundo para ter um top service em saúde, educação, segurança pública, transportes, infraestrutura de aeroportos, rodoviárias, rodovias públicas etc etc... Viu só como nosso suado dindim chega ao seu correto destino? SQN

    ResponderExcluir