domingo, 12 de janeiro de 2014

A FALTA QUE FAZ NÉLSON RODRIGUES

A mulher dadeira é uma personagem frequente na literatura ocidental desde o século 18. Por quê ela dá? Como vive? Quais são suas verdadeiras motivações? O recente "Jovem & Bela" levantou essas questões de maneira elegante, e até que deu uma resposta satisfatória. Agora chega ao Brasil o primeiro episódio de "Ninfomaníaca", do autoproclamado enfant terrible Lars Von Trier. Sim, o filme tem mesmo cenas de sexo explícito, e não, não me pareceu que estavam usando dublês. Mas Von Trier não está procurando excitar a plateia: algumas sequências são francamente repugnantes, com a pobre protagonista se entregando a homens feios apenas por causa de uma aposta com uma amiga. Depois ela morre de culpa por ter sido tão malvada e destruído tantos lares - será que Von Trier está julgando sua personagem através dela mesma? O diretor é reconhecidamente misógino. Suas mocinhas sempre sofrem, apanham e até morrem, muito pelo fato de serem mulheres. Aqui nem tesão ela sente, apesar de trepar com até dez caras num mesmo dia. É tão apática que a trama se acende quando Uma Thurman irrompe na tela, fazendo uma esposa traída em busca de vingança. Este capítulo inicial termina de repente, quando nossa heroína está possivelmente descobrindo o amor. Seria legal se também conhecesse o humor. Afinal, Nelson Rodrigues tocou nos mesmos assuntos há mais de 50 anos, e suas tragédias sexuais sempre tiveram um lado engraçado. Mas esta é uma visão tropical demais para quem vem da Dinamarca. Vamos aguardar a continuação, que estreia ainda este ano.

10 comentários:

  1. Lars von Trier, do auge do seu Dogma 95, usou necas e xanas de atores pornôs inseridos (tu dum tsss) digitalmente nas cenas de sexo explícito.
    Sei lá. Achei difícil julgar o filme, já que falta a 2ª parte. Mas jamais terei saco para ver a versão de 5:30h.

    ResponderExcluir
  2. Eu achei bem engraçado, o cinema todo na verdade. Inclusive a distributora nos avisou na avant-première que havia matéria para riso (o que eu achei um spoiler indevido :p)... Enfim, eu vou mais pela linha na critica do Monde que sublinha mais o papel do maníaco LVT que o da ninfa.
    Aguardando a versão de 5h ;-)

    ResponderExcluir
  3. Tony, muitos acham que em "Jovem e Bela" as motivações da protagonista estão pouco claras, mas para você elas são consideradas satisfatórias. Poderia nos contar quais seriam elas, na sua opinião ? Abs, Rodrigo

    seria muito interessante saber sua opinião das motivações

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela quer se sentir desejada. Isto é dito com todas as letras numa das cenas finais, quando aparece a Charlotte Rampling.

      Excluir
  4. Tadinha deve estar em carne viva, haja creme vaginal! Nossa Senhora da Lubrificação é a santa dela!

    ResponderExcluir
  5. Versão de 5:30? Gente, qual a necessidade disso? ¯\_(ツ)_/¯ Acho LVT overrated.

    ResponderExcluir
  6. Lars Von Trier precisave ter lido A Dama do Lotação, Perdoa-me por me traíres ou quem sabe Toda nudez será castigada...ou seja, Nelson ja contou essa história há muito tempo, como vc mesmo disse. Preguiça de ir ao cinema assistir Ninphomaniac. Falou-se tanto que acabei perdendo o tesão em ir...rs

    ResponderExcluir
  7. eu gostei.
    E como disse um amigo meu : Tem peitinho!?!?!?!?

    ResponderExcluir
  8. A Uma Thurman tá hilária! Agora, não consigo tirar mesmo é a imagem da neca do Shia LeBouf...

    ResponderExcluir
  9. Esse filme não me dá vontade nenhuma de vê-lo.

    ResponderExcluir