segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

ROMANCE NAS TREVAS

Então você acha que tem problemas? Pois o palestino Nimr tem mais. Ele ganhou uma bolsa de estudos em Tel Aviv e por isto corre o risco de ser desprezado pela família. A mesma família que vai tentar matá-lo quando descobrir que ele é gay. Mas Nimr não consegue refúgio em Israel: é perseguido pelo serviço secreto, porque seu irmão tem ligações com a luta armada. A única coisa que vai mais ou menos bem na vida dele é seu namoro com Roy - e olha que Roy é judeu. Esse amor proibido e complicadíssimo faz de "Além da Fronteira" um filme tenso e interessante. A maior parte das cenas se passa à noite, dando um tom ainda mais sombrio a uma trama que de alegre já tem pouco (e justificando o título em inglês, "Out in the Dark"). É mais um exemplo do cinema gay israelense, que não é raro nas telas brasileiras, e mais um clamor por tolerância na região mais conturbada do mundo. Mas claro que o grande atrativo do filme é mesmo a beleza dos protagonistas...

16 comentários:

  1. Vi a pré estréia do filme em Paris, no mesmo dia que o cara ultra conservador se matou na catedral de Notre Dame. Bom, filme excelente. Ah, e rolou até um debate depois da sessão :)

    ResponderExcluir
  2. O vídeo completo com legenda em espanhol....

    http://youtu.be/8vvWwZJj1kI

    ResponderExcluir
  3. Tony:

    Curiosíssimo pra assistí-lo.

    Otima semana.

    Abraços querido.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, lindos! Quero ir pra Tela Viv!

    ResponderExcluir
  5. Ok, eu também adoro ver esses caras lindos protagonizando filmes de temática gay, mas já repararam que quase não tem nenhum feinho nesses filmes?
    E sabe por que não tem? Acho que é porque os gays não iriam ver.
    Eu provavelmente não iria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já reaprou que quase nenhum filme ou novela fala do amor entre feios? A temeatica nem precisa ser gay. Protagonistas românticos são quase sempre lindos, porque cinema e TV são meios predominantemente visuais.

      Excluir
    2. Fárlley, então assista Eban e Charley. E concordo com o que o Tony disse. Muitos querem ver na tv ou cinema aquilo que geralmente não têm em suas vidas, pois ali a é fuga da realidade, é entretenimento.

      Excluir
    3. Concordo com ambos. Só achei a observação digna de nota.

      Excluir
  6. Tem aquele filme lindo "Eyes wide open" do amor entre um judeu ortodoxo casado com outro judeu mais jovem, em plena Jerusalém. Os atores não eram assim muito bonitos mas isso não o impediu de ser um filme ótimo de se ver, super emocionante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei esse filme (que se chamou "Pecado da carne" no Brasil) meio chato...

      Post a respeito aqui:

      http://tonygoes.blogspot.com.br/2010/04/brokeback-kosher.html

      Excluir
    2. O FIME NAO É CHATO E OS CARAS NAO ERAM FEIOS , APENAS USAVAM UM VISUAL DIFICIL, ( VISUAL DE JUDEO ORTODOXO)

      Excluir
  7. Pelo trailer eu fiquei muito a fim de ver, mas esse romance impossível entre judeu e palestino já tá lá no "The Bubble". Eu adorei Pecado da Carne.

    ResponderExcluir
  8. Eu ainda não me recuperei do The Bubble e do Yossi & Jagger. É demais pra mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel existe uma continuação desse filme Yossi e Jagger, apos 10 anos, dê uma olhada no youtube assisti lá, muito bom, e a vida continua...... Bom filme

      Excluir
  9. Filme muito bom, retrata a tensão entre as dois grupos palestinos e judeus, dentro da dinâmica social. obrigado anonimo! Aliás quero um palestino desse para encher de beijo e dormir de conchinha. lindo.

    ResponderExcluir
  10. Deve ser muito bom mesmo, e se os dois fugissem para o Brasil viveriam bem melhor e felizes para sempre!!!

    ResponderExcluir