sábado, 21 de dezembro de 2013

NEYDE DESAPARECIDA

Se um disco de Britney Spears é tocado na floresta e não tem ninguém para escutá-lo, será que ele produz mesmo algum som? É mais ou menos o que está acontecendo com "Britney Jean", que foi lancado sem muita pompa no final de novembro só para ser soterrado duas semanas depois pela avalanche Beyoncé. O que é uma pena e não é. A cantora diz que "Britney Jean" é seu trabalho mais pessoal, e dessa vez ela de fato participa da autoria de todas as faixas (coisa que não fez no anterior "Femme Fatale", onde encomendou umas bases e só acrescentou os vocais). Agora ela chamou produtores chumbo-grosso como will.i.am. Sebastian Ingrosso, David Guetta e William Orbit, e ainda co-escreveu a balada "Perfume" com a onipresente Sia (que faz os vocais de "Titanium", o hit-que-não-quer-morrer). O resultado é corretinho e ponto. Hoje levando uma vida saudável e sem aprontar há alguns anos, Britney - ou Neyde, segundo as íntimas - tem cada vez menos diferenças em relação a mocinhas inexpressivas como Demi Lovato ou Selena Gomez, enquanto que a grotesca Miley Cyrus é coroada a nova rainha do deboche. Terá Nonô vencido seu prazo de validade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário