segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

A FALÁCIA DA CROÁCIA

Conheço algumas bibas politizadas que defendem que o casamento gay seja aprovado por plebiscito. Acham que é a única maneira legítima de conquistar este avanço e que a voz das urnas é a vontade de Deus. Só que não: democracia é muito mais do que a decisão da maioria, e nenhuma é perfeita. Veja só o que aconteceu na Croácia. Uma organização católica conseguiu reunir as 740 mil assinaturas necessárias para convocar uma consulta popular sobre os direitos igualitários, mesmo contra a vontade do governo. Menos de 40% dos croatas votaram neste domingo, e os que foram aprovaram o banimento constitucional do casamento igualitário - o que vai contra os princípios da Comunidade Europeia, onde o país acabou de entrar. Os fundamentalistas querem fazer a mesma coisa no Brasil, e tremo de pensar na campanha "pela família" que esses caras podem por no ar. Não devemos ter vergonha de ser contra esse tipo de pleito. Direitos de minorias não podem ser questionados. Ou alguém sugere que se vote pela volta da escravidão?

17 comentários:

  1. Desculpa, mas saõ gays muito bobões, né? A maioria não necessariamente está com a razão. Lembremos da maioria da fase do Terror da Revolução Francesa, da maioria que espanca um suposto criminoso na rua (sem saber se realmente foi ele quem cometeu), etc. Os juízes não são eleitos em vários países justamente pelo terror que a maioria pode representar.

    Apenas uma pequena correção: Comunidade Europeia acabou em 2009. O certo é União Europeia (UE).

    ResponderExcluir
  2. acho a ideia do plebiscito válida se for feito somente entre a comunidade LGBT, pois afinal estas são as únicas pessoas afetadas pelo resultado.

    no mais, que tal aproveitar o plebiscito e perguntar também se as pessoas acham que as igrejas devem pagar imposto ou não?

    ivan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe consulta para só um segmento. A consulta popular sempre abrange toda a população titular de direitos civis.

      Excluir
  3. Well, na Croácia nada surpreende muito, não? Um país que tem em sua bandeira um símbolo da Ustase (partido fascista croata que na WWII costumava fazer atrocidades que faziam os nazistas corarem) não deve ser muito chegado em direitos humanos para as minorias...

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. Croácia (x) já peguei (2)

      Excluir
    2. Já peguei (da Europa):

      França
      Alemanha
      Bélgica
      Irlanda
      Áustria
      Reino Unido (Escócia e Inglaterra)

      hmmm será que tô esquecendo de alguém??

      Excluir
    3. Joaninha tá brincando, né ?
      Foi um sonho, só isso.

      Excluir
  5. Hum, dessa vez não foram os evangélicos nem a nova classe C? Interessante...

    Não acredito que plebiscito semelhante vá acontecer no Brasil. Acho que nossa mídia não deixaria barato. Mas eu também não acreditava que Eike ia falir tão cedo... Nunca se sabe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anonimée avec personnalité3 de dezembro de 2013 16:59

      Por que? Vc é evangélico e classe c? Se é, só lamento porque eles são sim a raiz de todo mal relacionado à ignorância coletiva - principal entrave para garantia de direitos igualitários e criminalização de homfóbicos que se acham senhores da vida e da morte -, pode me chamar de reacionário, isso não leva à nada e nem vai mudar o que eu penso.

      Excluir
    2. Você não é reacionário, é apenas desinformado.

      Excluir
  6. Plebiscito no Brasil para assuntos complicados e complexos é a maior fria, o povo no geral mesmo não tem formação para discernir e entender nada, e aí todo mundo se @#$%@ geral!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pessoal da Califórnia também não teve...

      Excluir
    2. O pessoal de Tubiacanga também.....

      Excluir
  7. eu proponho um 'hunger games' - gays devorarão heteros em mili segundos - a gente pega as barbie jiujitera com todo o hedonismo lisérgico de the weeks e gambiarras + as lesbo administradoras [manobristas de posto] tipo thammy gretchenistas frequentadoras da lesboscene BUBU e que tais + só a elite da brutalização tipo estes viado que preferem virar eunucos a comerem caiboidratos+ os brilhantes gays estrategistas escravizados atrás de mesa de design/arquitetura, ensinamos a todos eles uma bela antropofagia de butique = dream team absoluto numa arena como dita susanne collins - o distrito dos heteros terão de reiventar o conceito de 'lascia ch'io pianga'

    ResponderExcluir
  8. Pois é. Se a Comunidade Europeia é contra esse tipo de atitude, então o governo croata deverá fazer algo para reverter, já que a decisão foi tomada de maneira suspeita e errada. Vamos ver se esses órgãos, conselhos e outros mais servem para algo e se impõem como devem.

    ResponderExcluir