quinta-feira, 28 de novembro de 2013

FOFA & PUTA

Isabelle é linda, leva uma vida confortável e não tem nenhum grande problema aparente. O que a leva, então, a se prostituir logo depois de perder a virgindade? O diretor François Ozon desmonta uma a uma as expectativas do espectador em "Jovem & Bela". Não, ela não precisa do dinheiro - tanto que nem o gasta, escondendo tudo o que ganha num envelope dentro do armário. Sim, os pais são separados, mas ela se dá bem com ambos e não está procurando preencher nenhuma carência desse tipo. Mas há uma resposta para o comportamento da garota, e ela vem na sequência final, quando Charlotte Rampling irrompe poderosa na tela. A novata Marine Vacth já tem 24 anos, mas convence plenamente como uma ninfeta de 17: há momentos em que ela está um mulherão, outros em que não passa de uma menininha. O filme não é nada moralista, mas retrata o terror justificado da mãe ao descobrir as atividades extracurriculares da filha. E confirma mais uma vez que Ozon é o maior nome do cinema francês da atualidade. Seu trabalho nunca é menos do que interessante, e este aqui já figura entre seus melhores.

4 comentários:

  1. muito além da nossa Bruna Surfistinha....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque Deborah Secco cagou tudo achando que tava fazendo novela das sete, por que só fez o filme por ser considerada sex-symbol e não por ter um puta currículo dramático, entre muuuuitas outras coisas. Respondido? Se não, fuck off até se esvair no horizonte...

      Excluir
  2. Oi? Deborah Secco matou a pau no Bruna Surfistinha. Quem não tem currículo dramático é a Marine Vacth, que até então era modelo. Menos, Ratos Escrotos... Bem menos!

    ResponderExcluir