terça-feira, 12 de novembro de 2013

ENTRE A LOURA E A MORENA

Agora que os dois discos estão entre nós, quem foi que se deu melhor? Quem é a maior cantora branca americana da atualidade? A legítima herdeira ao torno ainda não vago de Madonna? Sorry, haters: sou Gaga desde criancinha, e continuo sendo. "Artpop" (me recuso a escrever em caixa alta, como ela exige) é ótimo. Melhor do que o tumultuado "Born This Way" e quase do nível de "The Fame Monster", a pequena obra-prima da Germanotta. Só não é - aham - arte. Alguém precisava dizer a ela que essa insistência em tratar cada novo single como a descoberta da pedra filosofal não é uma boa estratégia para conquistar novos fãs. Já há algum tempo que Lady Gaga parece se preocupar apenas como seus "lírou", e suas pretensões à grande arte são cada vez mais ridículas. Além de servirem como sangue no mar para os tubarões da crítica, que a esquartejam alegremente sempre que ela trombeteia sua arrogância. Se ignorarmos tudo isto, "Artpop" emerge como realmente é: um disco alegre, quase sempre dançante, empolgante até. Ainda não estou super familiarizado, mas faixas como "Do What U Want" e "Swine" estão frequentando meus tímpanos sem parar. Go, Gaga, go!

E a Kátia Perez, hein? Bom, "Prism" é de longe seu melhor CD (sim, também tenho todos). Cada música parece ter sido geneticamente desenhada para virar hit, e não duvido que todas virem. Ela passeia à vontade por todos os gêneros do mainstream, do rock à disco. Mas também é aí que mora o problema. Katy Perry se tornou mainstream demais. Curioso pensar que a cantora que surgiu em 2008 acusando o o ex-namorado de ser "so gay" e dizendo que tinha beijado uma garota e gostado agora seja tão certinha, tão Rádio Disney. Ela perdeu qualquer resquício de vanguarda, rebelião ou mesmo modismo. Agora é uma espécie de irmã mais velha da molecada, cantando letras repletas de frases feitas e hinos de superação de fazer Whitney Houston se morder no céu. "Prism" é um disco agradável, mas tão inofensivo como uma balada evangélica. Katy talvez esteja voltando às raízes; será que ano que vem a veremos no Festival Promessas?

50 comentários:

  1. Tony, vc ta com medo de apanhar das Lirou?

    ResponderExcluir
  2. Prevejo uma batalha a la 'Hunger Games' nos comentários... Pra mim Gaga ganha por fugir mais do óbvio que a Katy

    ResponderExcluir
  3. critica podrinha, tony vc parece crianca, tudo que é novidade é melhor, sempre que vejo vc escrever uma critica vc diz que o ultimo filme, livro, disco é o melhor...acho isso meio bobinho, mas sincero, deve ser por isso que vc tem uma alma tao jovem.

    ResponderExcluir
  4. Je suis desolé avec POP12 de novembro de 2013 17:18

    Festival Promessas me fez kkkk.... cataploft.... no riso contínuo. Mas Gaga precisa ser sempre tão chata nisso de Andy Warhol de saias e se achar predestinada a ser porta-voz de algo nunca ever encontrado em outra sonoridade que não seja a música que ela faz? Tá tãããooo preeevísiveeel esse popstar game. Minhas apostas eram a volta (que acabou sendo a piada de 2012) de Madge com chicote na mão e mostrando a todas as vadias do pop o que só mamãe-rainha sabia como ninguem: criar hype, mas aí foi aquela coisa constrangedora, todos focados na cara inchada de tanto botox, a fantasia deveras tardia de cheerleader, a falta de assunto nos clipes e nas músicas.... PERDI TESÃO e só ouço mpb, pop rock e baladinhas, o clima musical pelos lados do pop americano perdeu encanto, só isso.

    ResponderExcluir
  5. Sexxx Dreams. Acho foda. Acho sexy. Acho Madonna woud be proud.

    ResponderExcluir
  6. Mainstream Grita e Chora Champagne12 de novembro de 2013 18:58

    Não julgar pelas capas é a premissa, se assim for KP fica mesmo parecendo um daqueles cards marca-bíblia superedificantes (com florzinhas e paisagens) mas Gaga tá com a capa mais linda de todos os álbuns já lançados por ela, no entanto o conteúdo (som) enche muita linguiça, só gostei até agora de Do What U Want, o resto tá esquema comercial estilo ultimos da Madonna e da Britney, leia-se aqui: musica sem alma, sabor artificial tutti-frutti. A Kátia Perez se pecou foi na lack of flesh, em épocas de Miley ameaçando gente normal com sua língua em riste + bunda mirrada e a Gaga se dizendo Vênus com fio dental e make-up de panicat, KP tá realmente muito gospel fashion store, rsrsrsrs....

    ResponderExcluir
  7. Ng barra a Lady Gaga, foi mal. Ela veio pro Brasil e amou isso aqui; até tatuou o Cristo na nuca.

    ResponderExcluir
  8. Artpop é bom. Só falta mesmo a Gaga ficar quieta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ARTPOP é ótimo, o que estraga é a Gaga se vestindo para assustar as criancinhas. Parecia que ela viria mais clean nessa nova fase, mas Gaga não resiste. Já vestiu de palhaça, esponja vegetal e loira do banheiro. MEDA!

      Excluir
    2. não é a gaga ficar quieta, e ela fechar a boca e parar de dizer que artpop será o melhor cd da década, porque essa década nem acabou ainda.

      Excluir
    3. Empedernidus Adelante13 de novembro de 2013 18:54

      E parar de usar instalações conceituais no corpo e na cabeça, chamando estes, respectivamente, de roupa e chapéu. Rio bastante (e não é pouco) daquela roupa de ovo cozido que ela usou e mais ainda das paródias do SNL sobre.

      Excluir
  9. Katy Perez não acorda de seu teenager dream, assim como Lady Gaga não volta de sua egotrip, mas as músicas de ARTPOP são fodásticas e ao vivo ela arrebenta, ao contrário da Katia que não segura e derrapa. Vi o show de lançamento de ARTPOP e ela realmente está bem à frente das outras, apesar de não ser o que Madonna foi até a década passada. Provavelmente nunca será, mas ela é bem melhor que a Neide, Katia ou Rienne. A única que talvez possa superá-la daqui uns anos é a Miley, que é tão ambiciosa quanto a Gaga e surpreendeu demais com seus dois últimos hits. Os melhores do ano até agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Madonna tem um legado, no conjunto da obra ninguém se igualará a ela. Reconheço que tá meio derrubada, não se reinventa mais, mas pelamor a mulher faz 60 daqui 4 anos, ela poderia recorrer a músicas mais calmas, com letras mais maduras, ela já fez isso com qualidade (Crazy For You, Live To Tell, Take a Bow, Frozen, The Power of Goodbye, Time Stood Still) e nem por isso tornou-se menos importante para seus fãs. Não gosto da Miley e quanto mais macaquices ela faz, mais pavor..... rsrsrs.... Mas reconheço que pelo menos Wrecking Ball não sai da minha cabeça, se ela realmente escreveu, tava inspiradíssima.

      Excluir
    2. Para mim as melhores músicas do último CD da Madonna são as baladas "Mastepiece" e I FUCK UP (que nem entrou no show). Se a Madonna estivesse tão antenada como em outras épocas faria um CD/show acústico (mesmo que dublado porque né?) na mesma vibe de Adele e Lana Del Rey, mas ela preferiu se vestir de paquita da terceira idade e pagou o maior mico de sua carreira. Acontece!

      Excluir
    3. pra mim sempre parece que pra uma cantora ter alguma importância ela tem que ter hits grudentos no top10.

      Excluir
  10. Faltou dizer que a classe C é culpada pela caretização de Kátia Perez.

    ResponderExcluir
  11. Madonna podia começar a cantar Bossa Nova.

    Era só dizer que foi inspirada pelo ex-boy Jesus Light, e assim resolveria o problema da idade e da falta de voz, tornando-se a próxima Nara Leão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Je suis desolé avec POP15 de novembro de 2013 20:27

      Na fase Ray of Light aos 40 com cara de 35, ela tava mais madura e segura de si que agora aos 55 com cara de 60, acho que naquela época ela seguiu com fervor a pérola de Chanel "Menos é mais" foi bem nessa receita até 2006 e então embarcou nessa nave desgovernada das celebridades, não entendo onde foi que tudo começou a dar errado, desde Celebration (2009) as musicas dela parecem cópias de cópias. Sério mais revitalizador pra carreira seria ter feito logo um featuring pra Gaga e vice-versa, dava hype p/ as duas, ao invés daquela parceria pífia no disco da Britney.

      Excluir
  12. Cátia Pereira é o uó, não sei como alguém pode gostar daquilo sendo já uma pessoa adulta.

    A Gaga então, o adjetivo menos pior para ela seria "Risível".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Je suis desolé avec POP15 de novembro de 2013 20:29

      Também rio bastante quando ela aparece numa premiação qualquer vestida de ovo frito ou cozido assim do nada, ela é o que se pode chamar de um stand-up ambulante, rsrsrs.

      Excluir
  13. Realmente Katy Perry ficou mais careta. Saudades da época que ela cantava I Kissed a Girl e tinha um estilo pin-up. Hoje, acho que a maioria de seus fãs são crianças e adolescentes. Parece que a Katy Hudson crente está mais forte do que nunca. Oremos por ela no Festival Promessas By The Grace of God.

    ResponderExcluir
  14. Tempos estranhos esse em q só a música ñ basta, afinal, é preciso atitude também. Mas ainda sim prefiro a Rhianna (td bem q ñ foi citada no post) e q apesar daquele jeitão de quem toma whisky em copo de requeijão, é uma baita cantora.

    ResponderExcluir
  15. PQP Gaga, cadê meu reembolso?13 de novembro de 2013 18:26

    Born This Way era anos-luz superior a Artpop, não sou imediatista, portanto acho mesmo Artpop legal até ultima folha do encarte, quando CD entra na bandeja do player, aí é outra historia.... Me vem à mente a tal sensação ao ouvir MDNA, coisa feita para ser eletronica e comercial e tocar no rádio e ser massificada por adolescentes, sem letras significativas só pra preencher X faixas no total.... Em BTW, apesar de ter singles lançados de forma frenética e alguns até mal escolhidos (Marry The Night era uma música chata pakaráy e Gaga perdeu chance de emplacar de vez Government Hooker ou Electric Chapel). KP não encaretou, acho que ela quis fazer um disco sabático depois de brincar com ursinhos de chiclete e nuvens de algodão doce. Fã mesmo de nenhuma delas, elas usam os gays como público alvo só isso, Madonna era a mesma coisa tb só que um novo da MADONNA chegando nas lojas era uma comoção e não tinha erro, era pop da melhor qualidade. Hoje é só outro disco comercial, outra polemica fabricada, outro factoide.

    ResponderExcluir
  16. Antes que venham me chamar de hater, não sou, mas Gaga não precisa fazer sempre um album 15-faixas, pode ser um 11-faixas, mas desde que maioria sejam comestíveis-audíveis sem que se precise usar tecla >> forward. Tem efeitos eletronicos ruins que não combinaram com a voz dela: Applause, Aura, MANiCure, Swine, Jewels n' Drugs, tem baladinha padrão (Dope) chupada das anteriores Speechless, Brown Eyes e You and I, mas tem algumas boas [poucas] surpresas (Venus, Do what U Want, Artpop), um trabalho irregular demais pra ser o melhor da década de 10 do séc XXI, menos presunção, Gaga, menos gastos com figurino (já deu né, fia?) e mais trabalho nas composições.

    ResponderExcluir
  17. GENTE COMO SÓ VI AGORA ESSE POST?/

    Seguintch: a entrevista da Lady Gaga pro Howard Stern essa semana foi bem esclarecedora. Ela nunca se expressou bem em público, gostei muito, e entendi a viagem dela.

    Dito isso: ArtPop é música eletrônica extremamente mal produzida. Algumas músicas parecem ter sido feitas nas coxas de propósito. Não é fácil de ouvir, o que não seria demérito caso pelo menos as letras fossem mais interessantes e engajassem quem escuta. As bichas vão pirar pq drogas deixam quase qualquer coisa música boa.

    DITO ISSO 2: Pelo menos a Gaga trabalha com produtores diferentes e jovens, e ela sempre dá o in-put dela em cada música, ela é uma compositora e produtora de verdade. Só que ainda está engatinhando nessa vida louca. Katy Perry, por exemplo, que aliás, é uma fofa, é compositora tb, mas apns isso. E no Prism quem fez o trabalho foi o Dr. "Genérico" Luke, portanto Prism é o que é: nada demais, mas Walking on Air, Love Me (produzida pelo Bloodhy, mesmos de Toxic, Piece of Me, bandinha Miike Snow), e This Moment são legais.

    No momento que a Lady Gaga se permitir (ou quiser) trabalhar com bons produtores, ela vai fazer álbuns pop do-ca-ra-lho, como é The Fame (Monster).

    DITO TUDO ISSO, o melhor álbum pop do ano é Bangerz, da Miley Cyrus. A menos que por algum milagre o Will.I.Am não cague a maioria das faixas de Britney Jean.

    Bangerz se apropria da música negra americana descaradamente. Mas pra mim funciona maravilhosamente bem. Recomendo pra festinhas e ouvir no carro no volume máximo: Do My Thang, Someone Else, 4x4, FU (feat. French Montana), e Drive. Baixem no Torrent ou não sejam miseráveis e comprem no iTunes, porque na internet a maioria das músicas do álbum estão aceleradas por causa de copyrights. Pelo menos até alguns dias atrás.

    E essa foi a maior contribuição que eu já fiz em todos esses anos que leio essa porra. De nada.

    PS: melhor álbum evah evah evahhhhhh do ano de qql gênero da galáxia: A.M, Arctic Monkeys.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1º: Gaga não expressa-se bem em público, quem expressa-se bem é a Neide.
      2º: Álbuns bem produzidos são FF e Blackout, duas bostas que amarguraram no flop de tão ruim que são.
      3º: Alienação? VocÊ acha que Britney tem alguma chance de fazer um bom álbum? Will só piora a situação, mas sem ele Britney conseguiria do mesmo jeito fazer um péssimo álbum.

      Excluir
    2. Primeira vez que concordo e digo EIKE TUDO para algo postado pelo Lucas T, e digo mais Bangerz realmente me surpreendeu APESAR de ser a Miley Cyrus nos vocais e nos clipes (odeio essa pirralha, um album com composições contundentes assim merecia ter uma outra dona: Madonna saindo de sua comfort zone e chutando pro lado seu trono cheio de teias de aranha)

      Excluir
    3. ADORO OS VIADOS ANÔNIMOS DO WHAT U WANT WITH MY BODY ANÔNIMO.

      AURA É O MELKOO: you just a pig inside another comentário anônimo. SQUIRLOU SQUIRLOU.

      Excluir
    4. Yes we are all queer pigs talkin' dirty-filthy things to each other.... lol

      Gaga dropped a thick crap into your mouth, too.

      Excluir
    5. Vc fez doer algo em meu coração, seu insensível, ateu depressivo, estou partindo agora .... Huahahahahahh-homérica Huahahahahah-endless Huahahahahah-ad infinitum Huahahahahah-nonsense

      Excluir
    6. Lucas, posta uma foto erótica sua pra gente, please

      Excluir
  18. 26 comentários - com este 27 .... e contando. Viado faz apreciação competitiva de música, "a minha favorita" tem que convencer você que "a sua favorita" é (a) pior. Um proselitismo "higienizador", um proselitismo "padronizante" - tipo "Vamos tirar um minuto para ouvirmos a boa nova de [escreva aqui sua cantora/performer]" - mas, eu deixo meu desafio : o que as senhoras ouvem nos seus carros, cantando junto os altos brados, altas notas e trinados, tudo isto não tem consequência ou relevância na minha vida. afinidades ficam por conta do dono do blog - que ama um bom tráfico de visitantes, e eu o admiro por isto, aliás o único cuja resposta vou ler, se o aprouver. E sim, Sidney Gaga, não gostou, ame seu problema, ele é só seu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você não faz nada disso, fã da Germanotta...

      Excluir
    2. SAMBOU na cara da sociedade, divo absoluto huahahahaha Meu na boa esse disco novo da Gaga tá muito previsível, mas gostei do teu texto, muita gente paga que gosta de uma coisa e na real tá ouvindo sertanejo universitário quando transa um cafuçu ou David Guetta da periferia quando dá uns pega numa passiva pintosérrima...

      Excluir
    3. Sidney curta seu som e não dê a mínima pro que dizem os outros, se vc gosta, go deeper.... i'm beautiful in my way cause God make no mistake i'm on the right track baby i was born this way.... ohhh Judas, Judas, ooohhh Judas, Judas.... só quero que vc me aqueça neste inverno, e que tudo mais vá pro inferno, uohhuohh

      Excluir
  19. ARTPOP é muito bom, no começo algumas músicas pareceram um pouco estranhas, mas depois captei melhor a mensagem e os sons. Não mudou muito em relação ao que ela já fez, mas teve sim novidades, misturando psy com eletropop e uma batida de rock. Já o Prism é meio morto, sem empolgação. Gostei mais de Walking on Air, por me fazer voltar aos anos 90. A Katy está querendo dar uma de Joelma e Maravilha, largar o que já fez e se parecer novamente puritana, se fizesse só isso tudo bem, mas agora falar da apelação das suas colegas em relação ao corpo e as músicas, é hipocrisia demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PELAMOR CAIO, em que trecho [faixa, minutos e segundos, please] que vc ouviu uma pitadinha que seja do Psy nesse novo trabalho da Germanotta? Sério aquilo lá [leia-se 15 faixas de Artpop] foi jogado como isca num mar de infestado de lirôus que pegariam e consumiriam qualquer coisa que ela jogasse - fosse bom ou não -, porque ela sabe do poder que tem nessas mentes fracas de 13 a 17 de idade que agregam valor (ahan rei do camarote agregando copyright) a qualquer fantasia de bosta que ela embarca, né? Detalhe: não estou desmerecendo seu comentário em absoluto e como dizia o incauto Cirillo, EU SÓ QUIS DIZER, num bate n'eu que num sô nem hater nem troll nem estomazil, tsá?

      Excluir
    2. ARTPOP É O ÁLBUM DAS GALAXIAS!
      AMONEY!!!!!!!!!

      Excluir
    3. Jura? Vou correndo encomendar o meu no site em que ele ainda estiver disponível [fato], afinal desde o pre-order penso eu que já está esgotado [certeza] e que nem todas as lojas disponham de tamanho fenomeno do pop [constatação], descolado, enxuto, dançante, Gaga como vc nunca ouviu desde que Boticelli teve a linda ideia de pintar Venus... [ironia], não ía comprar mas como vc é reencarnação do Kurt Cobain, bom, isso muda tudo, não preciso mais analisar um disco pela capa, enfim, vc é demais e vou ser mais um a beber dessas nova obra-prima [SQN].

      Excluir
    4. Aura e Swine é puro psy, inclusive a primeira foi produzida por um ícone do gênero: o Infected Mushroom. Além disso, G.U.Y e Donatella têm uma mistura com o eletropop. Mary Jane Holland e Manicure têm uma pegada de rock. Escute de novo e você irá perceber.

      Excluir
    5. Caio e Princesinha Careca (amei): YAS. (;

      Excluir
    6. A prpósito fui numa festa ontem dedicada a Artpoop e tocaram todas músicas. Ouvi na esperança de, bêbado (etc etc) e feliz, iria soar melhor.

      Nunca.mais.

      Excluir
  20. Football das Bee - Todas vai a nocaute no bate-boca15 de novembro de 2013 20:45

    KatyPets pensa que engana quem? Na era digital qualquer um tem acesso a zilhares de fotos e clipes de tudo que ela aprontou nos ultimos 5 anos, que deu nela? Medo tardio do inferno quentinho? E Gaga devia abrir um parque tipo Disneylândia p/ sossegar essas lirôu-lombrigas, é, seria algo tipo Gagaland ou GagaWorld, lá seriam reproduzidos os cenários de Paparazzi, a cadeia de Telephone, a nave espacial de Bad Romance e uma sala de roupas horrorosas já usadas pela mamamonster, EIKE PIRAÇÃO... huaahahahaha...

    Os dois discos são sombra e pó perto dos anteriores, SÓ ISSO. Próxima pauta, please... Gente honesta e limpinha como Daft Punk e Beth Ditto à frente do Gossip tão fazendo coisa mais babadeira que essas deeevas do ego pessoal. MIGRAÇÃO MUSICAL PRA ONTEM.

    ResponderExcluir
  21. A cena pop acabou, esqueçam os primeiros discos de gente como Rihanna, Katy Perry, Lady Gaga... Elas perderam receita, o rumo e até as calcinhas em alguma balada de Beverlly Hills... Ando viciado em 'divas' que nunca ousei pensar ouvir antes: a fake-tristonha Lana Del Rey (Summertime Sadness, Young and Beautiful, Ride), Rebecca Ferguson - uma voz fantástica que passou batida aqui no Brasil (Shoulder to Shoulder, Too Good To Lose, Glitter and Gold, Nothing's Real But Love), quase todas faixas do 19 - 1o. CD da Adele, o rock eletrônico do Muse, enfim se as vadias do pop não sabem mais mexer o caldeirão, música e gente nova é o que não falta!

    ResponderExcluir
  22. Um jato de álcool na fogueira17 de novembro de 2013 12:44

    ARTPOP - disco ruim que será transformado em bom, depois em ótimo pelos nano-monstros-fãs, PRISM - disco mais ou menos que vai ser execrado porque Katy não quer mais pagar de vadia chupada pelo Snoop Doog .... Como se vê, nada que te faça suspirar com gosto 'uau, pqp, que qué isso'... Vou aguardar com emoção o dia em que Gaga disser que já fez de tudo e que está encerrando a carreira por falta de melancias pra por no pescoço, Rihanna dizendo-se exausta de tanta birita à procura de um rehab p/ não ter mesmo tirste fim de Amy Winehouse, Katy Perry assumindo-se pastora-mor do ministério 'Ex-ocas para a gloria de nosso Lord' e Madonna parando com o botox + halteres e escrevendo sua bio 'Minha Vida Pós-Botox e Vigorexia', PRONTOFALEI. Vem pra porrada, todos fãs entrem na fila, NOW.

    ResponderExcluir