quarta-feira, 27 de novembro de 2013

CONCORDANDO EM DISCORDAR

Sou um eterno otimista. Por isto, estou pondo a maior fé nesse acordo que o Irã acabou de fechar com as grandes potências para limitar sua capacidade nuclear. Acho que o recém-eleito presidente Rowhani é mesmo bem-intencionado, e um milhão de vezes melhor que o Ahmadinejad. Também está na cara que o aiatolá Khamenei e toda a cúpula da república islâmica perceberam que o regime precisa se abrir, para não ser derrubado nos próximos anos. Mas é curioso como esse acordo de agora é mais leniente com os iranianos do que o que Brasil e Turquia tentaram validar três anos atrás. Na época os Estados Unidos conseguiram melar este bravo esforço da nossa diplomacia, e, entre as muitas razões para isto, aposto que está o interesse em não facilitar a ascensão brasileira no cenário mundial. Um acordo bem-sucedido em 2010 teria nos dado cacife até para um assento permanente no Conselho de Segurança da ONU, o que certamente não é do agrado de muito peixe graúdo por aí.

(Clovis Rossi e o ministro Celso Amorim (hoje na Defesa, em 2010 no Itamaraty) concordam comigo; Matias Spektor, não)

20 comentários:

  1. O mio babbino caro
    "I'm a dreamer
    But I'm not the only one
    I hope some day
    You'll join us
    And the world will be as one"
    (JL)

    ResponderExcluir
  2. Pelo mesmo motivo eu vejo essa onda pró-LGBT e anti-Rússia com um certo cuidado. Há MUITOS interesses NADA relacionados aos diretos dos gays em querer queimar o filme da Rússia. Até os EUA são 50/50 no assunto. Homofobia na Rússia me cheira mais a pano de fundo para interesses maiores.
    E nada melhor do que uma campanha ligada a direitos humanos para sensibilizar nós, os babacas do mundo ocidental.
    BRICs subiram enquanto 1º mundo despencou nos últimos 5 anos. O mundo é uma eterna luta pela volta do status quo ante e dos recursos. Sempre olhe além do óbvio, é o meu lema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o problema fosse só econômico, o alvo número 1 da "sabotagem" seria a China. Não sou especialista no assunto, mas tenho a sensação de que a Rússia não é mais sombra do que já foi em termos de influência econômica, política etc.

      As críticas ocorrem porque a Rússia de Putin é praticamente uma democracia de fachada, repleta de arbitrariedades (o que não surpreende, dado o histórico do país). Depois da queda de Berlusconi, Putin ficou sem concorrentes ao título de líder mais escroto de uma democracia importante. Quem não acreditar na Wikipédia pode ler na BBC: http://www.bbc.co.uk/news/world-europe-15047823

      Um exemplo recente é que, embora a prisão dos manifestantes no Ártico tenha aparecido muito mais do que a causa que eles defendem, Putin não vê a hora de transformar tudo aquilo em um geladíssimo coquetel de petróleo, temperado com cadáveres de focas e baleias.

      Excluir
  3. Saco é ter que aguentar Israel dizendo que foi tudo um absurdo e que o mundo se arrependerá...

    ResponderExcluir
  4. Banânia com assento permanente no Conselho de SEGURANÇA da ONU... WTF? Que exército há nesta parte esquecida do planeta para garantir a segurança de quem quer que seja? Só pode ser brincadeira, Tony.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ZZZZZzzroinc

      #nascinopassadoeaprendiqueobrasileumlugaruoeficoindodesdeentaoamiamifazercompras

      Zzzzzroinc.

      Como faz falta ter amigos gringos influentes, hein? Pra lançar um "banânia" deve fazer compras na Flórida.

      AFFÃO

      Excluir
    2. A pessoa insinua que ter amigos gringos influentes faz falta e....é xoxadora de comentários alheios em blog KKKKKKKK, a smartona ainda solta pérolas tipo affão, aprendeu com os influentes do primeiro mundo? Olha a contradição, defende que o país seja relevante mas pra isso usa o endosso dos....GRINGOS KKKKKKK

      Excluir
    3. Quem vê o Brasil de fora vê melhor.

      E certamente hoje em dia pelo menos veem alguma coisa, despite the many problems we still face.

      Antigamente era miopia pura. Logo, teve uma geração de brasileiros que cresceu ouvindo "Brasil é banânia" e afins. Aff, aff, aff, aff x 6,02 x 10²³.

      Excluir
    4. "Quem vê o Brasil de fora vê melhor?" Oi? Well, o que andei ouvindo recentemente por aí fora a respeito do Brasil não era, exatamente, lisonjeiro...Por onde a joaninha anda viajando, Paraguai, Bolívia? Gosh...

      Excluir
    5. Joaninha,

      Já te falaram, hoje, que você é cafooooooooooooooona ?


      Tenho certeza que se sonho é fazer compras em Bal Harbour, né ?

      Excluir
    6. Não é bom, mas não é ruim. São críticas muito mais acertadas; mais coerentes e direcionadas, tipo o que o Brasil não fez e precisa fazer: reformas. Aqui é o povinho do Facebook (saudades do FB de antigamente) compartilhando aquelas tosqueiras feitas no Paint.

      @Anônimo: tenho horror de brasileiro fazendo compras no Exterior. Logo, nem quero.

      Excluir
    7. Críticas muito acertadas vc vê nos cadernos de economia dos grandes jornais europeus; o povo na rua, em geral repete o mesmo mantra que ouço na Europa e EUA year after year: "O Brasil deve ser lindo, mas morro de medo de ir, criminalidade, desorganização, polícia corrupta, etc"...Enfim, mais do mesmo...

      Excluir
    8. Exatamente, mas aqui nem mesmo os "cadernos de economia" fazem críticas com acurácia e imparcialidade. São sempre as mesmas teclas batidas...e as teclas muitas vezes equivocadas. Just saying...

      Excluir
    9. Joaninha,

      zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzroinc x 10000

      Excluir
    10. Tá bom, gente. Um beijo pra quem nunca foi ao Conselho de Segurança pessoalmente e fica dando pitaco. kkk

      Excluir
    11. Joaninha,
      Ainda não achou um caralho para chamar de seu ?

      Pobrezinha.

      Excluir
    12. Tô aguardando a foto do seu, tá?

      Excluir
    13. Lola Divônika-Baphônika30 de novembro de 2013 17:19

      Hoje é uma Banânia repaginada, melhorada, economia pós-FHC forte e moeda estabilizada o que conquistou a segurança de investidores estrangeiros que se instalaram no país desde então [1995-2002], mas de qualquer forma, ainda uma Banânia pelo raquitismo de investimentos em educação e por uma saúde PÚBLICA tão depauperada quanto o acesso aos planos de saúde extorsivos da rede PRIVADA. Acostume seu ouvido e repita em coro, Joanette: Banânia, Banânia, Banânia, Banânia, Banânia, Banânia, Banânia, ..... AFFÃO DE KOOEHROULLA!! Desculpe Tony despejar such quantity of baixo calão no seu blog mas joanette-erva-daninha é assim: se a gente não corta, rapidinho se espalha e invade até nossas almas, essa rancorosa do #@!¨#$¨$....

      Excluir
  5. Tony. .. acho que vc vai se apaixonar pelos desenhos desse tumblr... Um amigo desenha lindamente as fotos de outros amigos que mandam voluntariamente pro endereço de email dele... olha lá e repara como esse trabalho é incrível e nada amador!
    http://mydearflamingo.tumblr.com

    ResponderExcluir
  6. Discurso de coitadinho... Se o Brasil quer alguma proeminência diplomática, tem que correr atrás e de preferência pelas vias certas, em vez de choramingar porque "puxaram o tapete".

    Vale lembrar mais uma vez que três anos atrás o "iraniano" em questão atendia por Ahmadinejad, o que faz com que a tentativa de acordo por si só soasse como uma temeridade.

    ResponderExcluir