quinta-feira, 10 de outubro de 2013

DANÇANDO EM FRENTE AO ESPELHO

Descobri porque a Cher faz tanto sucesso entre as guei. Desde "Believe", de 1999, que todos os sucessos dela são sobre superação, força e sobrevivência ante as vicissitudes da vida. Claro que a maioria das bees super se identifica, principalmente as que cresceram numa época bem mais hostil que a atual. "Closer to the Truth", o primeiro disco dela em 11 anos, nem finge que é para outro público: só faltou vir com pulseirinha e vale-drink. Ouvi-lo realmente se parece com uma noite na boate, porque lá pelo meio o ritmo ralenta como se ela saísse da pista para tomar um ar. Mas depois volta e ahaza, só para fechar com o baladão "You Haven't Seen the Last of Me", do filme "Burlesque". Alguém duvida que ainda veremos Cher outra vez e mais outra e mais outra?

Avicii é um DJ sueco sem personalidade que anda amplacando um hit atrás do outro. A crítica não-especializada gostar de chamar seu som de EDM (electronic dance music), mas ouvidos treinados não se deixam enganar: é a versão europeia do sertanejo universitário, com batidas que mais irritam do que contagiam. "Wake Me Up", o single que abre o CD "True", tem até pegada country, antes de descambar para uma coxinhice digna de um comercial de vodka.

Seu colega americano Kaskade se sai um pouco melhor. Em "Atmosphere", as faixas com etéreos vocais femininos são tão banais que sequer merecem um APS. Mas os instrumentais valem a pena, assim como aquelas em que o próprio DJ se arrisca a cantar. Não são nenhuma obra-prima nem dignas de assobios, mas funcionam bem como papel de parede sonoro quando a gente precisa trabalhar. Para dançar pelado em frente ao espelho, nem tanto.

Já ao som do Icona Pop é impossível se concentrar no que quer que seja. "This Is...", o álbum de estreia dessa dupla sueca, é uma coleção de hinos eufóricos, daqueles que enjoam quando tocam no rádio mas são irresistíveis depois de algumas doses na companhia certa. Não há nenhuma faixa lenta (nem ruim) no disco, mas o destaque continua sendo "I Love It", que já roda há um ano por aí. Lembra qual é? Aquela em que elas gritam "I! DON'T! CARE!".

Agora, Janelle Monaé é the real thing. Ela já tinha me impressionado com seu trabalho de estreia em 2010. "The Archandroid" misturava funks agitados com números de cabaré e orquestra sinfônica. Depois, quando vi seu show em 2011, tive a confirmação: a moça é boa mesmo. "The Electric Lady" só não é melhor porque não traz nenhuma enorme surpresa, repetindo a fórmula eclética do CD anterior. Mas tem participações de nomes como Prince e Erykah Badu, que mostram como a jovem Janelle já é respeitada no meio artístico. Fora que é ótimo ouvir uma cantora americana que faz música dançante sem dar uma de cachorra.

16 comentários:

  1. Janelle e Prince juntos? Wow...ainda não ouvi, mas já adoro.

    ResponderExcluir
  2. cheh zzzroinc éka odeio essas "divas" idiotas.

    Jah esse true do avicii tem musicas eletronicas de muita qualidade mesmo (o que é difìcil hojyndia) , nao tinha pensado por esse lado do setanejo, mas fiquei pensando que se as musicas nao fossem eletronicas, algumas continuariam muito boas.

    ResponderExcluir
  3. Uma sugestão, Tony: ouça o novo álbum da VV Brown - Samson and Delilah. E dÊ uma olhada nos videos dos singles Samson e The Apple, vale a pena ;)

    ResponderExcluir
  4. Avicii é um lixo. Icona Pop são a definição do basic bitchismo, postei isso no Face e qse fui execrado. Acho música genérica dos anos 90, apns. Curti as músicas mais agitadas do CD da Cher, o do Kaskade poderia ser bem melhor, mas é digno, e a Janelle adoro, acho que com o tempo (mais CDS) vai ficar melhor ainda.

    ResponderExcluir
  5. "é ótimo ouvir uma cantora americana que faz música dançante sem dar uma de cachorra" vou talhar essa frase em um grão de arroz...

    ResponderExcluir
  6. Ai gente, desculpa, mas Avicii é legal, sim. O resto é só forçação pseudocult, sorry.

    Daqui a pouco vou correr com bastante Avicii nos meus ouvidosssss!!!!!!

    Um beijo, gente

    ResponderExcluir
  7. Pra comparar Avicii com sertanejo universitário você só deve ter ouvido "Wake me up" ou outras músicas "country" desse disco novo. Até aqui os "hit atrás de hit" não têm nada que possa ser rotulado dessa maneira, até onde lembro: Levels, Silhouettes, I Could Be the One... E os ouvidos especializados devem ter se enganado bastante, porque ele tá em 3º no ranking da DJ Mag: http://www.djmag.com/top-100-djs

    Achei que os 15 minutos de Janelle tinham passado, mas devo ter me enganado. Droga!

    ResponderExcluir
  8. faltou o novo da miley cafona cyrus rs

    ResponderExcluir
  9. FYI, "Electric Lady" também é o nome de um estúdio famoso em NY
    http://en.wikipedia.org/wiki/Electric_Lady_Studios
    Mas a Janela Mona gravou o seu álbum em Los Angeles.
    Achei a capa uma coisa meio Donna Summer-anos 70. Legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como diria Donna Summer: I know, I know, I know, I know, I know.

      A capa também remete a um clássico de Jimi Hendrix, o disco "Electric Ladyland".

      http://farm9.staticflickr.com/8033/8054673331_bec129d70d_b.jpg

      Excluir
  10. Ah pois eu gostei do eletrohouse sertanejo do Avicii, gostei da minha tia-avó Cher e só. Ainda vou ouvir Monaé. Brigadim, Tony, fazia tempo que aguardava pretty anxious essas suas resenhas grupais (ui!) sobre o que há e o que pode haver nas pistas.

    ResponderExcluir
  11. Eu gostei do novo álbum da Cher, era o que eu esperava. Com relação ao True do Avicci, é bom também, mas não curti todas as músicas. Já a dupla sueca e os outros albuns eu não conhecia, apenas me lembrei de uma música porque vocês escreveu "I don't care" rs.

    ResponderExcluir
  12. Icona Pop... nenhuma faixa lenta... Vou correndo me inteirar desse som, valeu.

    ResponderExcluir
  13. só posso assinar embaixo! Janelle Monaé é minha Minnie Riperton particular e instransferível! app, não vejo a hora de ler sua resenha de ARTPOP [quando o álbum sair] os lirous tem de aumentar significativamente o trânsito do seu blog!

    ResponderExcluir
  14. melhor palavra deste post = (as) guei - MAHUAHU

    ResponderExcluir
  15. Avicii e o Pé De Feijão

    A ideia era boa. Não propriamente nova, mas boa.

    A sacada do novo queridinho das pistas, o sueco Avicii, no seu debut True, era fundir uma sonoridade country/folk com beats e texturas eletrônicas. Vejo duas boas razões pra isso: ou é uma tentativa de fugir da vala comum que se tornou a dance super exposta de hoje em dia, ou é uma maneira de aumentar sensivelmente o nível de popularidade baseado numa fusão populista de dois gêneros desgastados, fazendo-os soar como uma coisa nova, fresquinha. E olha, teria funcionado melhor, se Avicii não usasse sua habilidade na produção pra criar bases manjadas, distorções sintéticas típicas do trance mais rasteiro, progressões de acorde primárias, fogos de artifício sonoros. São pilhas e mais pilhas de clichês amontoados, desperdiçando o que poderia, talvez, ter soado digno musicalmente (difícil), se a busca frenética pelo próximo hit (fácil) que vai deixar o povo suarento da Tomorrowland de mãos pra cima, não tivesse posto tudo a perder.

    Não precisa ouvir mais do que a faixa de abertura, “Wake Me Up”, pra entender. Uma espécie de Billy Ray Cyrus da EDM canta sobre a levadinha simpática de violão tocada por Mike Einziger, do Incubus (sério!), e a coisa parece que vai dar liga… mas Avicii não se contém. Atropela a canção com um riff de sintetizador que parece tema de festa junina eletrônica. A mesmíssima coisa em “You Make Me”: marcação forte de piano destruída por um riff de teclado de uma nota só, repetida até passar do limite do suportável. “Hope There’s Someone”, “Dear Boy”, “Edom”… todas tem mais desses synths sem imaginação, essa euforia ensaiada, essa produção que emparelha tudo num nível David Guetta: sem personalidade, sem um pingo de criatividade, uma papagaiada que só repete fórmulas que chegaram alto nas charts (taí o Swedish House Mafia que não me deixa mentir).

    Tem que comer muito feijão, Avicii.

    (Publicado originalmente no And Now Blog, em 20 de Dezembro de 2013: http://andnowblog.blogspot.com.br/2013/12/avicii-e-o-pe-de-feijao.html)

    ResponderExcluir