sexta-feira, 27 de setembro de 2013

O AMOR DE CRISTO NOS UNIU

O fotógtrafo espanhol Gonzalo Orquin clicou dezenas de casais do mesmo sexo se beijando em frente ao altar de diversas igrejas italianas. Sua exposição "Trialogo" deveria ter sido aberta em Roma anteontem, mas o Vaticano conseguiu proibi-la. O argumento é semelhante ao que o Infeliciano usou para mandar prender aquele casalzinho de lésbica: as fotos desrespeitariam os locais de culto e feririam a liberdade religiosa. Sem dúvida que Orquin qui fazer uma provocação - mas é triste uma religião que diz pregar o amor e tenta censurar fotos de beijos. Ah, e ainda bem que existe a internet: dá para ver a mostra toda aqui.

8 comentários:

  1. Senti que as fotos foram feitas mais por um motivo de provocação do que para mostrar o simples ato de amar. Na minha visão a igreja não deveria se exaltar, afinal é algo comum e bonito. Mas já sabemos como eles são. Se a intenção do fotógrafo é abrir um debate para a aceitação dos homossexuais na igreja como eles são, para mim é sem fundamento. O ideal é que a igreja deixe a sociedade em paz e que pregue e "manipule" somente aqueles que assim desejarem. Os homos não perdem nada ficando de fora desta instituição obscura e corrupta.

    ResponderExcluir
  2. "Amai vos uns aos outros, como Eu vos amei"

    ResponderExcluir
  3. Não gostei, não precisamos disso, sabemos o que Igreja pensa do nosso amor, achamos errôneo como eles pensam, não aceitamos, não nos conformamos, mas em democracia tem de exisitir o outro, os porquês do outro, as cismas [ainda que injustificadas] do outro... Parece mais coisa adolescente, afronta, tanto lugar p/ rolar beijo por que dentro de templos? O que ganhamos com isso, mas aliados ou mais gente pensando'bando de degenerados invadindo igrejas, blá blá blá'... Religião e orientação = água e azeite, pode tentar forçar uma mistura mas já sabendo que é campo minado, terra arrasada, SÓ ISSO MESMO. Já conseguimos [e muito] visibilidade, resta decidir o que fazer com ela e cobrar direitos civis igualitários além da criminalização imediata de crimes de ódio homofóbicos, estas questões sim são reversíveis à nosso favor, e sociedade nenhuma estará totalmente desfavorável a nós porque isso é inerente a qualquer ser humano: o direito de existir e ser feliz dentro de sua diversidade.

    ResponderExcluir
  4. Não se pode esquecer que,os homens é que falam em nome do Cristo.Ele nunca se pronunciou para dar sua opinião portanto,cada um fala de acordo com o ponto de vista ,visto pelo seu umbigo.Eu não acredito nos homens....

    ResponderExcluir
  5. Achei desnecessário e desrespeitoso.

    Essa ala do movimento LGBT é insuportável e dá um tiro no próprio pé.

    #averdadedói

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Libélulas Na Cueca29 de setembro de 2013 03:12

      Ah nem acredito que estou concordando com Milord, será que teremos um maremoto ou outro tornado daqueles que arrasou a cidadela no interior de SP? Mais desnecessário que desrespeitoso porque p/ a igreja ainda é um amor que não ousa dizer seu nome...

      Excluir