sábado, 7 de setembro de 2013

MARMELADA DE ROMÃ

Mais uma vez o Comitê Olímpico Internacional envergonhou a si mesmo. Pensou só no próprio umbigo, no sucesso de seus joguinhos, nos recordes de que ninguém se lembra mais depois de alguns minutos. Fez a escolha mais preguiçosa possível ao indicar Tóquio como a cidade-sede das Olimpíadas de 2020. E ainda deu um tapa na cara da Turquia, ao dizer que o país ainda não está preparado para se sentar à mesa dos adultos. Foi nada menos que a quinta vez que Istambul viu sua candidatura olímpica fracassar, e olha que ela nunca tinha chegado tão perto da vitória. As causas da derrota são óbvias: as recentes manifestações, que põem em dúvida a estabilidade política da Turquia; os atrasos da Rio-2016, que deixaram o COI com o cu na mão de agraciar novamente o Terceiro Mundo; e até mesmo, não duvido, o bom e velho preconceito contra os muçulmanos. Tóquio vai fazer uma Olimpíaida eficientíssima, corretíssima, sensaborona. Provavelmente será parecida com o horrendo vídeo promocional que eles exibiram hoje durante a cerimônia realizada em Buenos Aires: parece ter sido feito por um diretor de animé erótico. Mas não há de ser nada. Tomara que Godzilla emerja mais uma vez das águas do Pacífico e pulverize a capital japonesa com seus raios, enquanto Istambul continua deslumbrante, deitada languidamente nas almofadas do sultão e sorvendo um refresco de romã.

34 comentários:

  1. Vai ver pensaram nos balões caindo como o da pobre idosa brasileira....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa. Piadinha sem graça essa.

      Excluir
    2. Pensando bem e pensando melhor a probabilidade de um artefato aéreo rústico e primitivo cair sempre vai existir, logo não é piada, mas um FATO.

      Ass. Anônimo das 17:46 - de anônimo para anônimo with love S2

      Excluir
  2. A Turquia (pobre) prometia "torrar" nestas bobagens US$ 22,7 bilhões. Turquia tem várias prioridades. Escapou pela quinta vez. Jogos Olímpicos de verão ou inverno são tão século passado! Japão prometeu gastar US$ 7,8 bilhões (dos quais já estão garantidos US$ 4,5 bilhões por um fundo de reserva). Os japoneses tem o menor índice de aprovação popular. Tanto dinheiro jogado fora com bobagens ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. do século passado é sua cabecinha!

      Excluir
    2. A Turquia é pobre? Ta sabendo tudo heim rapaz...

      Excluir
    3. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH, 2013) mede os avanços alcançados por um país em três aspectos: expectativa de vida (baseado em quantos anos em média vive uma pessoa que nasceu no país), acesso a educação (baseado na alfabetização e em quantos anos em médica as pessoas daquele país estudam) e nível de vida digno (baseado no PIB per capita associado ao poder de compra).

      Os países são classificados dentro desses aspectos recebendo notas entre 0 e 1. É considerado baixo o nível de desenvolvimento humano. Turquia é 0,7, ou seja o 90° colocação no mundo. O Brasil é 85°.
      Baixo ” (0 a 0,499);
      Médio ” (0,500 a 0,799);
      Elevado ” (0,800 a 1,000)

      Excluir
    4. ER, o IDH não é um índice muito confiável quando estamos diante de um país como o Brasil, com uma desigualdade regional absurda. Tanto é assim, que se costuma divulgar o IDH brasileiro por região. É, em suma, um pouco impreciso. O IDH municipal do Brasil melhorou muito: http://g1.globo.com/brasil/noticia/2013/07/idh-municipal-do-brasil-cresce-475-em-20-anos-aponta-pnud.html

      Excluir
    5. Moro em São Caetano do Sul. Sei das diferenças de IDH municipais, estaduais e de alguns países. O índice é uma das ferramentas. Confiável? Até a 10° cidade, concordo plenamente com o índice. Os turcos se salvaram de uma bomba! Tem prioridades básicas para cuidarem, como nós. Não quis nem a Copa e nem Os Jogos aqui. Gostaria deste dinheiro gasto em educação e saúde. O que Pequim (Beijing)está fazendo com os elefantes brancos?

      Excluir
    6. Kelly Roulla, corinthiana convicta9 de setembro de 2013 18:03

      ER, concordo com vc em tudo e vou mais longe, só IDH município a município é confiável, porque quando a coisa vai p/ esfera estadual, sempre há os ratos de terno e gravata das secretarias estaduais de plantão p/ dar um jeitinho - leia-se fazer um extreme makeover - em tudo que é planilha para que Brasília receba dados mentirosos e faça aqueles comerciais utópicos com uma moça subindo escadaria com seta indicando que educação no país melhorou, melhorou o caramba! Baixam as notas escolares padrão p/ que mais alunos possam ser abarcados dentro da meta, isso não é uma feliz realidade, isso é nivelar por baixo. Ah, inveja branca de vc que mora num lugar com IDH decente.

      Excluir
  3. Realmente, uma pena, Istambul tem muito mais charme que as outras concorrentes...Mas parece que já há um lobby para Paris ser sede em 2024, então não poderia ser na Europa a de 2020.

    ResponderExcluir
  4. O vídeo da candidatura de Tóquio é realmente amador, não passa nenhuma emoção... Torcia por Madrid, delícia de cidade. Pra Espanha realmente seria bom, não teriam gastos estratosféricos como o Rio e Istambul e ajudaria a alavancar ainda mais a economia, que já dá sinais (tímidos) de recuperação. Sem falar que os horários de exibição seriam bem mais simpáticos para o ocidente. E a bicharada poderia ir tranquila, já que a Espanha é dos países mais liberais

    ResponderExcluir
  5. fatores mercadológicos sempre se impõem - no engano da essência na aparência

    ResponderExcluir
  6. O Anônimo acima falou tudo, Madrid já tem toda uma infraestrutura montada, um sistema de transportes maravilhoso, ajudaria muito a recuperar o ânimo da população... que pena mesmo.

    ResponderExcluir
  7. E esse vídeo de Istambul? Com Rihanna, gente loira e criancinha ruiva brincando na rua? Achei pop e internacional demais e autêntico de menos. Não apareceu nenhuma mulher com véu, ninguém usando roupas tradicionais turcas, ninguém rezando nas mesquitas... Estranho...

    ResponderExcluir
  8. eheheh, sabia que vc ia ficar uma fera com essa indicação mas o showbiz atlético não pode parar, e não tiro a razão deles, não apostaria em um país que não me traria $$ certo. a falida madrid e a tensa turquia poderiam repetir esse flop brasileiro, esse povo pensa com o bolso não com a emoção.

    ResponderExcluir
  9. No fim das contas achei melhor Madri não ter ganho, não adianta tapar o sol com a peneira, a economia espanhola ainda está muito mal e vai melhorar aos poucos. Adoro a cidade mas é bem melhor usar a grana para garantir melhores próximos anos. Apesar de dizerem que já existe uma estrutura pronta (que não gera o tal legado), os gastos sempre são mais altos apesar do valor divulgado. Pena mesmo foi a minha preferida, Istambul, não ter ganho.

    ResponderExcluir
  10. amo estes posts em que você só fala bobagem! :)

    ivan

    ResponderExcluir
  11. tony e suas paixões fugazes por isso ou aquilo e fica a vomitar ódio contra uma cultura milenar e até aqui bem mais sucedida que a sua! demagogo!

    ResponderExcluir
  12. A TONY PARA DE SER RECALCADO, TOQUIO É LINDA E OS JAPONESES SAO OTIMOS ANFITRIOES, APENAS ACREDITO QUE NAO FARRAO NENHUM SHOW DE ABERTURA OU ENCERRAMENTO ( APENAS AS PARTES QUE ME INTERESSAO E FAZER CHORAR) DESLUBRANTES COMO FOI A DE BARCELONA.

    ResponderExcluir
  13. Desculpa, Tony, mas quase vomitei ao ler "Terceiro Mundo". Essa expressão morreu no século XX e certamente não se aplica ao Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hmm... e BRIC? Quer coisa mais disparatada que BRIC? Ou então países em desenvolvimento???
      A verdade é que só terceiro mundo pode classificar um grupo que só tem em comum a pobreza e a roubalheira.

      Excluir
    2. Anônimo, dá uma viajada www.cvc.com.br , conversa com pessoas de bom nível social e educacional, aí, de repente, você muda de ideia. Ficar lendo Reinaldo Azevedo, Diogo Mainardi, Olavo de Carvalho e Guilherme Fiuza não faz bem para o cérebro. Beijinhos!

      PS: países em desenvolvimento é algo mais adequado

      Excluir
    3. "países em desenvolvimento" foi um terminho talhado para ser politicamente correto, e só.

      A realidade é mesmo "terceiro mundo".

      e ai Joaninha, continua sem um caralho para chamar de seu ?

      Excluir
    4. Nem é "politicamente correto"...

      É bastante factível. Gente, o Brasil só melhorou depois que eu nasci (1989). Reconheçam isso...

      Não dá pra comparar o Brasil com, sei lá, o Djibuti. Esse sim é terceiro mundo.

      Anônimno, ainda não, mas mês que vem vou a NY e já tem um esperando por mim!! PhD, um ótimo currículo! :)

      Excluir
    5. Só deus deve entender como o Tony te comeu, vai ver é a única coisa boa aí nesse monte de bosta pedante que acha que ir a NYC é ser fino e acha que quem viaja de CVC é brega. Essa pessoa é a que jura que é culta e tem opiniões sobre tudo.

      Excluir
    6. O Tony nunca me comeu...

      Tá bom, colocar foto do deserto de Gobi na capa do Facebook virou coisa fina agora. Sei bem como é essa moda das gays paulistanas...affão...

      Excluir
  14. Eu, como bom gay-que-gosta-de-pop que sou, achei uma causação esse vídeo de Istambul ao som de Diamonds. Mas os turcos detestaram, e com razão, acho. rs

    ResponderExcluir
  15. Godzilla, Jaspion e o terrível Satangozz... Hia! Hia!... Recalcada sou eu que até hj só carimbei o koo pq passaporte que é bom...

    ResponderExcluir
  16. PERDAO ,O CORRETO É FARAO! OK ( JA ME CORRIGI)

    ResponderExcluir
  17. Boa sorte pros patrocinadores e suas cerimônias e jogos de madrugada que ninguém vai ver.
    No dia seguinte a gente vê no jornal ou no IUBITUBI.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM, entusiasmo e disposição ZERO, rsrsrs... Jornais e televisões lá cobrindo tudo para uma audiência às moscas...

      Excluir
    2. Claro, porque a maior parte da audiência mundial esta desse lado do mundo... Ups.

      Galerê, equilibrio econômico do mundo mudou!

      Excluir
    3. Só lembrando que só a classe média chinesa tem o tamanho dos EUA. Bjs para as burrinhas em geografia e conhecimentos econômicos básicos.

      Excluir