domingo, 22 de setembro de 2013

BEURRE DE CACAHUÈTE

Marlon Brando pasou boa parte do final de sua carreira tirando sarro de seu papel mais famoso, o Don Corleone de "O Poderoso Chefão". Coisa parecida está acontecendo com Robert De Niro, que já fez muitos filmes parodiando sua persona mafiosa no cinema. "A Família" vai além: chega ao requinte de fazer seu personagem, um ex-capo escondido na França, comentar uma exibição de "Os Bons Companheiros", estrelado pelo próprio De Niro. Este é um dos pequenos prazeres deste filme de Luc Besson, que está mais comedido do que nunca. Outro é ver Michelle Pfeiffer tentando comprar manteiga de amendoim num supermercado da Normandia. A maneira como esse clã fugitivo reage com violência desmedida às pequenas agruras do dia-a-dia gera muitas piadas, mas lá pelas tantas comecei a me incomodar com a quantidade de inocentes mortos para proteger o que não deixam de ser bandidos. Mas foda-se o número de vítimas: o importante é que a família permaneça unida, n'est-ce pas?

2 comentários: