sábado, 28 de setembro de 2013

A EVOLUÇÃO DA FAMÍLIA

Acho que nunca um boicote deu certo tão rápido. O vídeo acima é o QUARTO pedido de desculpas de Guido Barilla em 48 horas, provavelmente as piores de sua vida. Dessa vez o CEO das massas Barilla lê, sem grande entusiasmo, um texto muito bem escrito, onde ele admite ter muito a aprender no debate sobre a "evolução da família". Não é nada, não é nada, é coisa para caralho: mais do que medo de perder vendas, a Barilla não quis que a imagem de homofóbica lhe grudasse em cima. Os tempos já mudaram. Mude também, ou morra.

23 comentários:

  1. Vai aprender com o prejúizo e outras empresas vão aprender também!!!

    ResponderExcluir
  2. Só consigo rir (e muito) dessa história toda!

    ResponderExcluir
  3. É... Como diria Cazuza: o tempo não pára.
    E falando em mudancices, Tony eu não pude acompanhar Saramandaia, sómente nas últimas semanas. É impressão minha, ou essa foi a novela mais simpatizante de todos os tempos? Não sei mas pelo que notei o texto focou bastante no respeito às diferenças...
    Concorda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi extraordinariamente simpatizante, mas qual novela da Globo não tem sido?

      Excluir
    2. Verdade, Viver à Vida apesar de carregar pesado na cafonice teve diálogos e embates lindos mostrando quão nociva e horrenda a homofobia pode ser na FORMAÇÃO DO CARÁTER de alguém e até mesmo justifica que pais homofóbicos são capazes sim de criar monstros como o vilão Félix.

      Excluir
  4. 1970: Brasil: ame-o ou deixe-o.

    2013: Mude também, ou morra.

    Parece que os slogans tão evoluindo até mais rápido que a família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Morra" aí é no sentido figurado. Ou no sentido de morrer como marca, para o mercado. Não é necessariamente a morte física.

      Mas é também.

      Excluir
  5. Saindo "pennes" ao molho branco! Pq vc não come um só penne né? Nhénhénhénhé :D

    ResponderExcluir
  6. blablabla

    Não tem perdão. E que sirva de exemplo a outros babacas/empresas.

    ResponderExcluir
  7. Anastasia Beaverhausen28 de setembro de 2013 12:05

    Anyway... Barilla APS.

    ResponderExcluir
  8. tudo seria muito melhor se fossemos unidos assim sempre, pois na vida real e nos patéticos comentarios web afora ainda existem muitas pessoas que acham que sabem o que é melhor pra gente e não tem medo de falar sua "opinião" sem demais consequencias. você gay, seja unido ao seu semelhante também ou morra.

    ResponderExcluir
  9. Como dirigente de corporação fez tão somente a lição de casa, mas e aí: veio de dentro? veio do fundo? ou veio de um medo de perder, de sentir doer no bolso? A resposta, boa parte já sabe, homofobia é um troço internalizado, a mudança ocorre de uma geração p/ outra, a desse senhor vem de um tempo de homossexuais isolados em seus quadrados e jamais ultrapassando os limites... Triste, muita gente vai morrer pensando como ele...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veio do órgão mais sensível do corpo humano: o bolso. É o-bó-vio que o signroe Barilla continua tão homofóbico como era na terça-feira, mas a simples ameaça de perder algumas vendas já o fez renegar suas crenças mais profundas. Mas isto não diminui nossa vitória, muito pelo contrário. Nos ensina que a maneira mais rápida de conseguir algum resultado é mirando no bolso.

      Excluir
    2. O problema e que ele não sera lembrado pela retratação, exemplo Rafinha Bastos, ninguém lembra que ele cria mídia.

      Excluir
  10. É realmente impressionante toda essa história... Acho que já podemos dizer que vivemos num bom tempo.

    ResponderExcluir
  11. Se entrar no site barilla.com há uma posição dele na página inicial hauhauha

    ResponderExcluir
  12. Aprendam, crianças: se o seu macarrãozinho semanal agora deixa de ser Barilla (e espero que assim seja) isso é algo que não faz A MENOR DIFERENÇA no orçamento deles. Mas a mensagem de homofobia - que eles indiscutivelmente revelaram - faz MUITA diferença. E é por isso que é importante não comprar Barilla NUNCA JAMAIS, e espalhar para todo mundo que Barilla é o macarrão da Mara Aberração, do Bolsonazi, da Enjoelma, e de toda a turma que quer te ver MORTA. Próxima vez que eu for au supermercado vou colar post-its "HOMOFÓBICO" nas caixas deles.

    ResponderExcluir
  13. O mio babbino caro
    Acredito que essa cara de macarrão estropiado dele, também tenha contribuído para a queda nas vendas.
    No mais, quero que ele se foda!

    ResponderExcluir
  14. Segundo o jornal italiano La Repubblica, o responsável pelo Torino GLBT Film Festival Da Sodoma a Hollywood enviou carta ao CEO da Barilla convidando-o para ser sponsor do evento. Mas o malfadado declinou, também por carta, com a devida justificativa.

    ResponderExcluir
  15. Joelma no Altas Horas e náo vemos ninguém boicotando Serginho Groisman nem a Globo. Um peso, duas medidas. Povo tudo cagão quando se trata de rede globo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Serginho Groisman é boníssima gente e nadinha homofóbico posso garantir, o que é que ele pode fazer se tem gente homofóbica no mundo? Se ele barrar homofóbicos no programa dele, por acaso a ação isolada dele vai consertar o mundo? NÃO!! É cada uma, viu? Quer atacar a Globo, belê, mas tem gente mais incoerente p/ atacar por lá...

      Excluir
  16. Homem sem palavra, fraco, que continuasse com sua opinião tosca. Agora fica tentando enfiar guéla abaixo que se expressou de maneira equivocada ou que foi mal compreendido. Rummm, que aguente as consequências negativas que sua marca terá por não pensar antes de falar. Eu não volto atrás, para mim Barilla já era.

    ResponderExcluir
  17. A cantora Mina também está contra a Barilla! Veja:

    http://elpais.com/elpais/2013/10/02/gente/1380734570_066361.html

    ResponderExcluir