quinta-feira, 15 de agosto de 2013

VARA NELA

Yelena Isinbayeva tem cara e nome de vilã de filme de James Bond, mas é vilã da vida real. A mais famosa atleta russa da atualidade deu hoje uma entrevista desastrosa, defendendo as leis anti-gay de seu país e criticando a atleta sueca que pintou cada unha da mão de uma cor diferente, um perigosíssimo gesto de propaganda gay que fez com que milhões de criancinhas no mundo inteiro imediatamente sentissem vontade de dar o cu. Ainda não descobri se alguma marca ocidental patrocina essa malvada, mas, se houver, merece ser boicotada. O mais patético é que tem troglodita na internet defendendo a liberdade de expressão dessa sequelada, convenientemente esquecendo que ela é CONTRA a liberdade de expressão dos outros. Tomara que Isinbayeva se empale em seu próximo salto com vara.

30 comentários:

  1. Eu sei que ela tem um grande patrocínio de uma grande marca chinesa mas de empresas ocidentais estou por fora.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Detalhe: se a Mara não fosse uma obesa frustrada, néah?

      Excluir
  3. Vaia nela no Rio-2016!

    ResponderExcluir
  4. Nauseante pensar que mais da metade da população russa concorde com essa jumenta e apoie leis tão absurdas. Também me entristece saber que, além dos jogos de inverno, a copa de 2018 será neste país. Boicote já!

    ResponderExcluir
  5. Segundo esse site, ela tem patrocínios da P%G e Visa.

    http://www.imrpublications.com/newsdetails.aspx?nid=36

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Putz, boicotar a Visa não vai ser fácil...

      Excluir
    2. Vamos lá galera. Tomo mundo quebrando os cartões em praça pública. Topam?

      Excluir
    3. Só vou usar meu Elo agora!

      Excluir
  6. Yelena é íntima de Putin e foi eleita a "prefeita" da Vila dos Atletas durante os Jogos de Inverno...

    ResponderExcluir
  7. Triste é ler os comentários sobre a fala dela ná página do UOL.

    ResponderExcluir
  8. Durante o intervalo do jogo de Inter e Botafogo toda hora era anunciada a entrevista com ela e o locutor enfatizava que ela tinha dado declarações polêmicas que já estavam repercurtindo no mundo todo, mas sem dizer que declarações eram essas. A entrevita seria depois do jogo. Bom, o jogo terminou e não me interessei em assistir e nem tive muita curiosidade de saber do que se tratava, mas juro que pensei na hora "será que ela se declarou gay numa afronta ao governo do ditador Putin?" ou coisa do tipo "será que ela se disse bissexual, a favor do casamento gay, a favou da liberação das drogas?". Nossa! Que ingenuidade a minha...
    E pensar que até 45 minutos atrás eu era fã da Isinbayeva... Não sou mais. Quero que ela se exploda!
    Quanto os comentários do uol ou qualquer outro site a respeito de assuntos relacionados aos gays, já disse, não os leio, me faz mal. É muito veneno destilado.

    ResponderExcluir
  9. No mesmo dia que essa bela moça, deu esta triste declaração um belo apresentador russo foi demitido do cargo de editor chefe do canal de notícias após se declarar gay.

    http://www.homorrealidade.com.br/2013/08/apresentador-russo-e-demitido-depois-de.html

    É triste. Uma perseguição sistemática que me faz lembrar as primeiras ações dos nazistas contra os judeus da Alemanha. Será que estou exajerando?
    Mas há o outro lado da moeda. Se por um lado é angustiante ler notícias tão ruins, por outro é ótimo ver que o mundo, apesar de tudo está mudando para melhor.
    Um outro belo atleta, americano, dedicou publicamente a medalha de prata que ganhou nesta semana (13/08) aos amigos gays e lésbicas de sua terra natal em pleno solo russo se torando o primeiro atleta a se manifestar a respeito do tratamento dado aos homossexuais no país de Stalin.

    http://www.foradoarmario.net/2013/08/nick-symmonds-dedica-medalha-de-prata.html

    Também há o caso do pentágono que estendeu benefícios sociais a casais gays das forças armadas dos EUA.

    http://www.homorrealidade.com.br/2013/08/pentagono-estende-beneficios-sociais.html

    A vida tem dessas coisas Tony, a gente perde daqui, ganha dali e assim o mundo gira.

    Minha solidariedade e pensamentos positivos aos gays russos.

    ResponderExcluir
  10. Desejar VARA NELA,é tudo que ela ia gostar.Que ela nao consiga mais gozar,mesmo que tenha o melhor bofe na cama.Heheheheh....

    Um abraço

    ResponderExcluir
  11. Acho que deveríamos dar destaque para a atleta sueca Moa Hjelmer pelo ato de coragem que poderia ter lhe rendido uma prisão e não falar dessa escrota aí. Só acho uma pena que não tenham ocorrido um número maior de protestos entre os atletas de ponta!

    ResponderExcluir
  12. Vocês, gays, não aceitam opiniões contrarias as suas. Ela está, sim, como o direito de dizer o que pensa sem ofender, é claro. Cada país tem suas leis e costumes e não cabe a nós impor o que queremos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, opinião a gente aceita assim. O que não aceitmos é opressão, e Isenbayeva está defendendo a opressão.

      Aliás, você percebe que está defendendo a opininao dela, que é não deixar os outros emitirem suas opiniões?

      Cabe a nós, sim, lutar pela justiça e pla igualdade no mundo inteiro.

      Excluir
    2. Anônimo, a gente tem as nossas opiniões e pessoas como ela têm as dela. A diferença é que nós raramente temos que voltar atrás e dizer que a coisa não é bem assim. Foi o que a Isinbayeva, a Mara, a Ana Carolina e tantas outras celebridades e sub-celebridades fizeram.

      Excluir
    3. Algumas coisas transcedem as fronteiras dos países. Uma lei regulando impostos de importação é uma coisa local. Mas uma lei que oprime a sexualidade das pessoas, que as impede de viverem como são e que causa ainda mais discriminação não é aceitável. Assim como as leis que determinam o apedrejamento até a morte de mulheres infieis aos maridos. A vida, a identidade, a sexualidade são valores universais e intrínsecos ao ser humano e nenhum ordenamento jurídico deveria tolhê-los

      Excluir
  13. Ri horrores quando ela se fudeu nas olimpíadas... e vou rir ainda mais quando ela se fuder denovo na próxima...

    ResponderExcluir
  14. Até os evangélicos feliciânicos vêm com essa de que exprimir preconceitos (e consequentemente, incitar ao ódio) é liberdade de expressão. É muito cômodo gay no Brasil ficar defendendo uma vaca dessa. Vai viver na Rússia, viado.

    ResponderExcluir
  15. A "contra-resposta" é sempre a mesma...

    http://oglobo.globo.com/esportes/isinbayeva-diz-que-foi-mal-interpretada-ao-defender-lei-anti-gay-da-russia-9574654

    ResponderExcluir
  16. Nossa, o anonimato tá em alta mesmo, hein? Quanto exu postando aqui.

    Então...ela deu a opinião mesmo de uma russa comum. Os russos são preconceituosos. É um povo complicadíssimo, sempre amargurado, quase sem rir (só com uma vodka). Sei lá...:(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Usar nome-fantasia pra que se vc e outros vermes só vem aqui p/ atacar opinião dos outros e se fazer de madre superiora do espaço sideral? Xupa!! com direito a erro de português p/ vc se ressentir ainda mais desse Brasil desigual e sem educação do qual vc tem que conviver com todas pão-com-ovo sem poder exterminá-las, sua covardona virtual, queria ver dizer meio minuto do que vc diz no face to face mode. Tchauuuuu... Vou colar a foto desse seu avatar horrendo de buraco negro cósmico no meu saco de pancadas durante a aulinha de boxe hj à noite. Novamente Muáááhh.

      Excluir
    2. Joaninha continua sem uma rola (anônima que seja) para chamar de sua, não é ?
      Deve ser russa.

      Excluir
  17. Eu desde os 9 sentia o pingulim dar sinal de alerta perto de tiozões gostosos, com ou sem propaganda de opções sexuais (da Dilma ou do Putinha lá na Rússia), quem for gay uma hora o será tb entre 4 paredes, Rússia perdendo trem da historia... Como deve ser horrível viver nesse país...

    ResponderExcluir
  18. Ótima foi a resposta do jornalista da SporTV depois da péssima retrataçao : Isibayeva é uma ótima atleta. ponto.

    ResponderExcluir
  19. Nossa como assim, parece uma amigaaa minha, Amanda Travesty, ela acha oque? byscaaa ja a Amanda e legal!
    Eu dei e dou o cu por que sinto vontade nao por causa de uma unha WTF and WTH (what the hell)

    ResponderExcluir
  20. Agora ela deu uma declaração dizendo que foi mal interpretada, pois tinha falado com a imprensa em inglês, sendo que este não é um idioma que ela domina. Ha, ficou tão desesperada pela reação negativa de suas palavras porcas e aí quis dar uma de Joelma e Mara Piranvilha. Não convenceu. E quanto ao lance da crítica a cor das unhas da outra mulher demonstrando que ela não "respeita" uma lei nacional do país que está visitando? Isso foi muito claro para mim. E como ela quer que se respeite uma lei que não respeita o cidadão e ainda por cima estimula o crime contra ele? Insana a define.

    ResponderExcluir
  21. ela tem o direito de dizer e pensar o que quiser... Deus deu esse direito a ela... e acho um saco ela policia gay.. e anti gay ... politicamente correta.. e incorreta que existe no planeta... mas infelizmente os cretinos... que nos perseguem ..usam o que uma idiota dessas diz para nos esquartejar e torturar nossos similares com a anuência do publico e do governo na rua.. então infelizmente.. apesar da minha vontade de cagar e andar pra o que essa puta ridícula diz.. sou obrigado a me opor ... e gastar meu tempo para me proteger... que miserável é a condição humana!!!... God forgive us all!!!!

    ResponderExcluir