sexta-feira, 16 de agosto de 2013

O HOMEM-MAÇÃ

"Jobs" estreou hoje nos Estados Unidos. É mais uma etapa no processo de beatificação do fundador da Apple, ou um retrato honesto de um homem bastante complicado? A crítica diz que a balança pende mais para este lado, iupii, e que Ashton Kuther está surpreendentemente bem no papel principal. Em geral eu bocejo só de pensar na biografia filmada de algum grande empresário, mas dessa aí não vou escapar. Steve Jobs é uma das figuras que moldaram o nosso tempo, e eu sempre amei tudo o que ele me mandou comprar. Agora, se fosse um filme sobre o não-glamuoroso Bill Gates, de lá viria se lá estivesse.

6 comentários:

  1. Eike to comentando
    Sim os produtos da Apple são incríveis, tenho um ipod Classic, vai fazer 5 anos que ganhei e nunca deu problema, mas não esqueça do trabalho escravo na foxconn, das mortes e principalmente sobre o sadismo do Jobs pois ele dizia não se importar com os trabalhadores. Não curto esse man nem a pau.

    ResponderExcluir
  2. Aí é que está Tony. Eu li exatamente o contrário. Que Ashton Kutcher está bem até precisar ser emotivo, daí dá vergonha. Eu não gostei da escolha dele para o papel.
    Li críticas também do pessoal de TI que conhece mais a história à fundo. E muitos falaram que tudo é verídico, mas muito exagerado.
    Mas tenho que assistir para julgar melhor (lógico).
    E por falar em Gates (ou Tio Bill, como diz o pessoal de TI), tem o filme para TV chamado " Piratas da Informática" (Pirates of Silicon Valley) de 1999, que é focado na amizade entre Jobs e Gates. Para quem não sabe, apesar de em empresas rivais, Steve Jobs e Bill Gates eram "best friends". Gates foi um dos poucos que visitou Jobs em seu leito de morte.
    E para terminar, segue um daqueles trailers falsos, dessa vez sobre um falso filme sobre Bill Gates: http://www.youtube.com/watch?v=zgSqbwIExGQ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vc se equivocou com relação a amizade entre o Bill Gates e o Steve Jobs, eles eram no máximo frenemies. O Jobs aliás sempre falava com muito desdém sobre o Gates.

      Excluir
    2. Oi, Anônimo. Não me equivoquei. A amizade deles é bem conhecida do mundo, basta pesquisar na net histórias e documentários.
      Jobs sempre falava com desdém de todo mundo. Era o jeito dele.

      Excluir
  3. Filme: fraco. Ashton: canastra. Noves fora: atração corriqueira do cardápio Telecine Play.

    ResponderExcluir
  4. sem querer entrar nesse merito,mas jah entrandoo,nao trocaria meu tablet android rooteado por um ipad jamais. vivaa costumizacao.

    ResponderExcluir