domingo, 11 de agosto de 2013

MINHA PISTOLA É DE PLÁSTICO

As internets estão em chamas desde anteontem por causa deste vídeo, que mostra o Infeliciano sendo alvo de uma serenata dentro de um voo da Azul. Os garotos que cantaram "RoboCop Gay" para o homofóbico mais famoso do Brasil tiveram uma atitude adolescente, que não só incomodou os demais passageiros como não vai conquistar um só novo adepto para a causa LGBT. Também foram divertidíssimos. Brasileiro se caga de medo quando encontra um político na rua. Não temos o menor prurido de pedir autógrafo ou foto para um atorzinho global, mas raramente confrontamos aqueles que nos fazem mal com nosso próprio dinheiro. O vídeo apareceu primeiro no Facebook, mas já foi removido de lá - não sabemos se pelas normas pudicas do Zuckerberg ou se por causa do excesso de comentários negativos. De qualquer jeito, esses comentários estão jorrando aos borbotões no YouTube. Ah, e antes que alguém pergunte se eu não ficaria todo mimimi se o Jean Wyllys sofresse esse tipo de "bullying" num lugar público: sim, ficaria. Não dá para ser feliz o tempo todo numa democracia.

23 comentários:

  1. O que eu achei mais interessante foi perceber que os tiradores de sarro muito provavelmente nem são gays. Imagino que um gay tentaria levar um papo cabeça e convencer o nobre deputado que ele está errado e etc e tal. Os caras são provavelmente só isso mesmo: um grupo de amigos muito engraçados, super caras de pau.


    Tudo isso faz parte desta nova face do brasileiro que ninguém conhecia até as manifestações de junho último. O fim do silêncio complacente. Se no vôo estivesse o Cabral, o Sarney, o Renan, ou qualquer outro político impopular, provavelmente a manifestação tivesse ocorrido da mesma maneira, só mudando o tema.

    Está oficialmente decretado o fim do sossego dos políticos salafrários. E isso é simplesmente ótimo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc resumiu bem. Claro que ele vai vir com aquela ladainha de que é vítima de preconceito por ser evangélico.
      Mas ele foi 'vítima' por ser político!
      Pastores que pregam contra a homossexualidade dentro de suas igrejas não são alvo de chacota em público.

      Excluir
  2. O trecho que vem logo a seguir na letra da música casa direitinho c/ os hômi de Brasília: (Minha pistola é de plástico)... 'Em formato cilíndrico, sempre me chamam de cínico, mas o porque eu não sei' São cínicos, nojentos, dissimulados e nem mereciam andar de primeira classe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem disse que tem primeira classe em voo doméstico no Brasil?

      Excluir
    2. Huuahahaahahahahahah... Eu só quis dizer #CirilloFeelings, :I

      Excluir
  3. É, fica claro que eles não são gays, pelo menos os que aparecem mais... Ele rebola sem saber rebolar, coitado.

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei. Pode ser politicamente incorreto, mas figuras públicas precisam saber que todos os seus atos tem consequências, inclusive algumas como essa...

    ResponderExcluir
  5. será que eles são gays?

    ResponderExcluir
  6. Se fosse comigo eu não cuspiria um sapo pra ele não, eu tocaria no cabelo dele pra sentir a textura, claro que depois de alguns segundos eu pularia do avião pra lavar as mãos, ainda puxaria um fio do cabelo crespo dele pra fazer analise cientifica e pra mandar pra macumba.

    ResponderExcluir
  7. Eu achei é pouco, isso sim.

    ResponderExcluir
  8. Então, pelo o que tenho lido, parece que eles não são gays mesmo, o que torna ainda mais interessante o que aconteceu.

    ResponderExcluir
  9. Eu achei baixo, de mau gosto. E muito me admira você achar isso correto Tony. Esse tipo de atitude respinga em mim, pois sou eu que tenho que me virar depois para me defender de declarações homofóbicas de todo o tipo ao meu redor. É uma falta de respeito com os outros passageiros. Olha, não me entanda mal, não sou um enrustido ao molde de Agnaldo Timóteo, muito menos um acomodado, mas prefiro seguir o conselho que o meu finado avô já me dava "respeite para ser respeitado". Fico triste com isso, pois este tipo de atitude acaba dando mais munição para o inimigo. Talvez por você morar numa capital não tenha noção do peso que isso tem no interior do Brasil. Ah vida acaba ficando muito mais difícil. Acabamos ficando muito vulneráveis perante os seguidores de Feliciano e sua turma. Existem formas mais inteligentes e eficazes de protestar. E é sempre bom registrar: nem todos os religiosos são intolerantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi baixo, não, foi no alto mesmo, a bordo de avião, hauahahah

      Excluir
  10. Pendeu mais para linha "munição para o inimigo". E eles deram uma baita exagerada quando passaram a mão no cabelo sedoso do Infeliciano. But...

    ResponderExcluir
  11. Quando os HTs partem para o deboche PARA NOS DEFENDER, é porque o fiel da balança mudou.

    'Nuff said.

    ResponderExcluir
  12. Qualquer pessoa pública é alvo de protestos. Period.

    Só acho que não precisavam ter passado a mão nele.

    De resto, acho que são heterossexuais mesmo.

    ResponderExcluir
  13. O mio babbino caro
    Ele só está colhendo oque vem plantando. E vem mais por aí.

    ResponderExcluir
  14. O "engraçado" dessa história toda é que muitos dos que agora se compadecem de Feliciano após esse episódio - chamado por ele e inicialmente por parte da imprensa sensacionalista de "agressão" -, é que antes estavam unidos ao nosso lado contra o dito cujo. Esqueceram de vários fatos deploráveis, de absurdos ditos não só contra gays, mas também contra mulheres, praticantes de religiões de matriz africana e inclusive católicos. Ou as barbaridades que disse sobre John Leon, Caetano Veloso e Mamonas. Além do mais, pôs a cura gay, de João Campos, do PSDB, em votação na CDHM. Enfim, a lista é extensa. Esqueceram de tudo isso e se apegaram a uma ideia diminuta de "tocaram nele". WFT? E se fosse o Sarney, o Renan, o Cabral? É óbvio que ali não haveria agressão grave, já que estavam no avião e o caráter era de diversão, chacota.

    ResponderExcluir
  15. Passaram a mão nele mas com nojinho, claro, ele como político, pastor e macho alfa não deveria sentir-se envergonhado dessa homenagem, Robocop Gay é hj uma pérola da cancioneiro nacional, ele devia ter mesmo era um alerta glamour naquela chapinha, progressiva ou sei lá o que, finalizada com aquela gosma que os aspones dele chamam de gel, kkkk Felixciana maléfica merece toda uruca das bee...

    ResponderExcluir
  16. Igualar Wyllys a Feliciano é desleal. Enquanto Feliciano difunde ódio, preconceito e intolerância, Wyllys combate tudo isso, e de uma maneira muito mais equilibrada e sensata. No dia que Wyllys começar a lutar contra direitos alheios ou interferir direta e negativamente na vida de quem não tem nada a ver com as convicções dele, aí sim será justo tratá-los como se estivessem no mesmo nível...

    Quanto ao ocorrido, é bom não esquecer que foi apenas uma reação. Antes desse protesto inofensivo e bem humorado, o Brasil inteiro já viu Feliciano dizer e fazer coisas muitos piores... O Pânico e o CQC escarnecem dos políticos praticamente toda semana e todo mundo aplaude. Não entendi a reação negativa dessa vez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não igualei Wyllys a Feliciano. Disse só que ficaria #chatiado se o Wylys sofresse "bullying: num lugar público, mas que aguentaria, porque faz parte do jogo da democracia.

      A verdade é que Wyllys recebe coisas bem piors todos os dias, como ameaças de morte.

      Excluir
  17. Não fiquei com dó do Felicianus não... Achei bem feito e ENGRAÇADISSIMO!

    ResponderExcluir