quarta-feira, 21 de agosto de 2013

COMME DES GARÇONS

A França não para de me surpreender quando o assunto é o casamento gay. As recentes manifestações que sacudiram o país durante o processo de aprovação da nova lei revelou uma face do país que eu sempre suspeitei que ainda estava lá, mas não imaginava que fosse tão forte. A mais recente encarnação desse lado reacionário dos franceses é o movimento Hommen, que tem seu nome inspirado no do grupo feminista radical Femen, da Ucrânia. São caras geralmente com menos de 30 anos, que têm aparecido em protestos com o dorso nu e o rosto coberto por máscaras neutras. Aliás, cho que este fenômeno dos jovens saírem às ruas mascarados ainda ñao foi propriamente estudado. Ele vai contra tudo o que a minha geração e as anteriores pregaram, que era dar a cara para bater e o nome aos bois. Vai ver que essa molecada assitiu filme de super-herói demais. Enfim: apesar do visual digno de boate, os Hommen defendem uma confusa agenda anti-gay, dizendo-se contrários ao casamento igualitário mas contra a homofobia. Inclusive acusam as lideranças LGBT francesas de perpetuar esterótipos, e se atrevem a dizer que muitos homossexuais concordam com eles (mas claro que não apresentaram nenhum desses apoiadores). A plataforma dos Hommen é tão doida que existe até um Tumbl'r do mesmo nome que faz campanha pró-igualdade, acusando "os outros" de falsidade ideológica. Mas as presenças "oficiais" desses garçons aloprados na rede são mesmo de assustar. Tanto o site como o perfil no Twitter ou no Facebook dos Hommen pegam carona no discurso mais nojento que sai da boca dos homofóbicos, que é a suposta proteção da infância. De qualquer maneira, é porvável que essa brincadeira não dure muito. O casamento gay já foi aprovado na França, e mesmo assim os pilares da sociedade não ruíram. Os Hommen também são motivo de muitas piadas, por causa de seu visual extraordinariamente pédé. Mas não deixa de ser chocante que um país como a França, berço de tantas ideias libertárias - do Iluminismo ao maio de 68 - também dê origem a esses babacas enrustidos.

27 comentários:

  1. Respostas
    1. Prefiro o "Non a Tau Bira". Rysos

      Excluir
    2. Ahan, mas o 'demo is dead' tb tem bastante potencial, o angulo da foto é que não o favorece em toda sua magnitude peitoral-toráxica, rsrsrs....

      Excluir
  2. Ate concordo com isso, minha infância foi super ruim, eu escutava os gemidos da mamãe no quarto ao lado, então por isso virei gay.

    ResponderExcluir
  3. Quanto da França a gente está medindo apenas pelo que vemos de Paris, capital que é cheia de imigrantes de países onde ser gay é crime?

    Aliás, melhor cuscuz marroquino que comi foi em Paris.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto foi o pacote da CVC?

      Excluir
    2. Eu vim traficada. A cafetina pagou minha passagem.

      Excluir
    3. O melhor argelino que me comeu também foi em Paris...

      Excluir
    4. Eu tb peguei um filho de argelinos lá! Aff, deu água na boca só de lembrar... :P

      Excluir
    5. Carlos, vocÊ saiu de Paris fugindo do pessoal da imigração e abrigou-se em Berlim, cidade dominada pelos punks e DSTs, né? Vou escrever sua biografia. Já pensei até no título: Poc, uma migração sem fim!

      Excluir
    6. Nossa, basta clicar no link do meu perfil, cair no meu blog e já tem os últimos 5 anos da minha vida. Aí a bee chega agora e quer sentar na janelinha, achando que me conhece só pelos meus comentários aqui... huahuahuahua.

      Excluir
    7. Será que foi o mesmo, Crico? Esse era filho de argelino com francesa, peguei pelo Grindr, ali por volta da rue Vivianne...

      Excluir
  4. Isso tem duas explicações rasteiras mas que eu acredito: ou são enrustidos, ou foram abusados na infância.

    Anyway arrombaria o "No gay marriage" com ímpeto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ME ARROMBA TB LUKINHA :-p

      Excluir
    2. Eu arrombaria o gatinho do Lucas T.

      Excluir
    3. Ops! Eu eu quiz dizer que arrombaria o Lucas T. Não o gatinho propriamente dito... Ah, tu entendeu, né bunitinho? ;)

      Excluir
  5. Três na fila para arrombar o 'no gay marriage' vai dar briga! haha

    ResponderExcluir
  6. Três na fila para arrombar o 'gay marriage', vai dar briga! kkkkk

    ResponderExcluir
  7. Vamos praticar bullying nos franceses!

    Todo mundo falando só inglês com eles, pra eles ficarem putos. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Tony,

    A sociedade francesa é uma sociedade "possível". Complicado analisar toda a mobilização que rolou contra o casamento sem associar a enorme frustração da direita pela derrota do Sarkozy face ao Hollande (temos a tendência de achar que a França é um pais de esquerda, mas os governos socialistas foram poucos). Se isso é um reflexo de uma homofobia latente na sociedade francesa? Saiu um artigo na Tetu (ou GQ?) mostrando que a França ainda tem uma das taxas mais altas de aceitação da homossexualidade no mundo.

    Os Hommen sao somente a face mais jovem de uma parcela que sempre existiu na sociedade francesa: a burguesia conservadora, residente nos suburbios ao Oeste de Paris, profundamente convencida da superiodade dos seus valores passados de geraçao em geraçao. Tudo o que a França produziu de mais “libertario” ou “inovador” provém justamente do choque entre essa parcela da sociedade e outros grupos contestadores desse establishment.

    França é o pais do confronto de idéias – e para o barraco ficar bom, tem que ter dois lados que realmente acreditam no que pensam. :)

    Fer

    P.S.- 9 chances entre 10 que o “No Gay Mariage” se chama por algum nome duplo ridiculo (Richard-Henri, Jean Eustache e similares) + particule “de”, mora no Oeste de Paris, usa exatamente todas as marcas que o pai dele usa e que namora uma mal-comida que conheceu num “rallye dansante” (festa super tradiconal no interior que basicamente serve para desencalhar as mal-comidas de alta classe com palermos do mesmo nivel social – sem alcool). Depois do post falando do “borogodo” dos brasileiros, un peu compliqué ter atraçao sexual nisso, hein?

    ResponderExcluir
  9. Acho esse negocio de bofe mediano sem camisa tão sexy, só quis dizer off topic geral, não me matem por isso, tchauzinho e santíssimas tardes a todos.

    ResponderExcluir
  10. Também quero arrombar o "No gay marriage".
    Vamos organizar uma fila? rsrsrs

    Ah... esse carinha não sabe o que tá perdendo...

    ResponderExcluir
  11. impressionante a incompetência humana pra fazer as coisas.

    ResponderExcluir
  12. "Demo Is Dead" faz muito a minha linha.

    ResponderExcluir
  13. Preciso casar-me com o "Demo is Dead" é meu número, gente!

    ResponderExcluir
  14. Demo is dead precisa parar com isso, vem cá seu lindo tira essa máscara, tá calor tira essa calça tb...

    ResponderExcluir