quarta-feira, 21 de agosto de 2013

A GATA BEYONCEIRA

Já que os posts sobre divas do pop têm trazido muita audiência e comentários para o meu blog, aqui vai o de hoje: "Cinderoncé", um vídeo de oito minutos que conta a história da Cinderela só com músicas da Beyoncé. Discutam.

17 comentários:

  1. Que fofo o vídeo, melancolia de 2008 quando Bey dominava o cenário pop. Achei muito "interessante" o príncipe está com gloss nos lábios.

    ResponderExcluir
  2. Gostei, mas esse racialismo americano me irrita.

    Por que só negros? É pra perpetuar a segregação cultural deles?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que só brancos? Pra perpetuar os caucasianos? Por que o céu é azul? Menos.

      Excluir
    2. Lucas, a segregação cultural nos EUA é algo impressionante. Se por um lado é um fato que os negros chegam a posições mais altas muito mais comumente se comparados aos negros brasileiros, não vemos na TV casais inter-raciais (são raros), vemos séries inteiras com personagens só negros, etc. Desculpa, Lucas, mas no Brasil é diferente.

      Excluir
    3. Realmente não se vê casais interraciais com a disposição e vontade de misturar que há no nosso país, fato. Sempre existiram em todas as décadas, séries de tv, e selos de música que só trabalham com e para artistas negros, creio que a segregação parta deles próprios...

      Excluir
  3. Já viu, Tony?

    http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2013/08/1330004-astro-da-serie-prison-break-revela-ser-gay-e-recusa-convite-para-viajar-a-russia.shtml

    ResponderExcluir
  4. Off topic, Tony - Wentworth Miller assumiu a homossexualidade: http://www.people.com/people/article/0,,20727550,00.html

    ResponderExcluir
  5. Tony, o assunto do dia é o gatérrimo e fetiche total ator de Prision Break que saiu do armário em protesto contra a Rússia. Lindo bofe e linda atitude. Quero casar com ele!

    ResponderExcluir
  6. Beyoncé tem show setembro próximo e para isso globo já desencavou imagens do 'arquivo pessoal da cantora' p/ soltar em seus jornais... Tem Beyonça no Rio, na comunidade, na praia escrevendo BRAZIL com Z na areia...se isso não é promoção embutida não sei mais o que é. Gosto dela, mas esse madonismo de plantar coisas na mídia me dá comichão, me assusta às vezes.

    ResponderExcluir
  7. hahahahaha, a fada madrinha é a Shangela, uma das drags que participou do reality Ru Paul's Drag Race.

    ResponderExcluir
  8. Engraçado que, quando só tem brancos nos comerciais,nas passarelas,nos clipes e em filmes ninguem percebe.Agora quando tem só negros, alguém repara que só tem negros.Engraçado,né.?

    Melhor rever isso aê.....

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz sentido, vc me faz pensar no meio do turbilhão, gosto disso, obrigado Jorge Gomes.

      Excluir
    2. Ué, eu percebo...

      A questão é que a autoafirmação através da segregação não me parece adequada :)

      Eu prefiro ser brasileiro, com sangue europeu, negro e indígena (sim, tenho esses dois também).

      Excluir
  9. Algum tempo atrás,rolou nas mídias,uma foto de um rapaz branco que perambulava pelas ruas mendigando,usuário de crack.Sua beleza chamava atenção,por isso foi manchete e todo mundo se penalizou com sua estória.Será que se fosse um negro desdentado e feio,chamaria atenção da mídia?claro que não,negros feios e desdentados a gente ve aos montes por aí.Portanto Sr. Anônimo,já que ninguém faz por eles,eles que o façam.Se te fiz pensar,agradeço também.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coincidentemente foi no tal mendigo-gato que eu pensei tb, porque já tá introjetado no nosso inconsciente isso de ver só negro e pardo se dando mal, passando por injustiças etc etc, daí quando acontece com um branco bem apanhado tem equipe de tv que liga o alerta, reporter que quer saber mais... É bem por aí mesmo... Infelizmente, né? Enfim, mais uma vergonha na fatura do Brasil que diz que não é racista mas não emprega negros na mesma proporção, diz que não é homofóbico mas não criminaliza exterminadores de gays que agem como se fizessem um serviço à sociedade.

      Excluir